28 novembro 2016

Resenha A Garota do Calendário: Janeiro - Audrey Carlan


Título: A Garota do Calendário - Janeiro
Autora: Audrey Carlan
Editora: Verus Editora
Ano: 2016
Páginas: 144

Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. 
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... 
Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.


No auge dos seus 24 anos, Mia Saunders que sempre cuidou de sua família (irmã e pai), desde que sua mãe os abandonou quando ela era ainda muito novinha.
Por conta disso, seu pai adquiriu o vício do jogo e cada vez mais mergulhado em dívidas caiu na besteira de dever um agiota, ex-namorado de Mia, Blaine.
Para isso precisa dar um jeito de livrar seu pai, que após tomar uma surra e ficar hospitalizado, a morena se desespera e acaba aceitando ir trabalhar com a sua tia em uma agência de acompanhantes de luxo. No início, tenta cair fora, mas acaba sendo convencida de que para conseguir 1 milhão de dólares em tempo recorde para saldar a dívida, e também poder conseguir algum dinheiro para ajudar nos estudos de sua irmã, só mesmo aceitando a proposta dela.
Sendo assim, Mia aceita o trabalho e logo já aparece o primeiro cliente, indo então para Malibu para desfrutar da companhia de Wes, um roteirista famoso que precisa da ajuda de Mia para poder nos eventos não ser incomodado por aspirantes a atrizes e focar nas reuniões de trabalho.

Já no primeiro contato, a afinidade entre Mia e Wes é perceptível. 
Ele a leva para sua casa, quer dizer, mansão e há uma boa adaptação. Lidar com Wes é fácil. Ele é meigo, divertido, e acaba mimando Mia e com isso vamos vendo o apego de ambos os lados.
Os dias vão passando, em meio as conversas, eles vão abrindo mais de suas vidas e vão moldando essa amizade colorida. Mia conta o porquê de estar entrando nessa vida e Wes que já está pagando paixãozinha por ela, acaba pedindo que Mia fique e que ele saldaria a dívida dela se assim ela quiser. E mesmo pedindo e contrariado, acaba aceitando a negativa por parte da bela morena, com a condição deles continuarem amigos e se ao final da jornada, ela quiser voltar, eles conversariam e quem sabe poderia vir a funcionar.
Será mesmo que ela vai querer? Não querendo julgar, mas já julgando, pra quem não queria ir pra cama com o cara, ela aceitou fácil demais, principalmente o que não estava no contrato.

O livro tem passagens bem hots, mas também se mostrou leve e divertido, sem todo o dramalhão apesar da vida da protagonista não ser a das melhores. A autora deu um bom enfoque nos clientes. História curtinha, dá pra ler numa tacada só e é todo narrado por Mia.
Só não dei nota máxima, porque apesar de ter gostado do livro em muitas situações achei bem surreal. Mas mesmo assim indico a leitura e estou curiosa pra saber sobre o artista do próximo mês.

Então, a gente se vê em fevereiro...hahaha.










1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário:

  1. Oie.
    Estou torcendo pra Wes também. Achei a química deles muito legal.
    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir

© Book Obsession ♥ | Design e Desenvolvimento: JaqueDesign imagem-logo