10 março 2017

Resenha: Os delírios de consumo de Becky Bloom - Sophie Kinsella

Título: Os delírios de consumo de Becky Bloom - Série Becky Bloom #1
Autora: Sophie Kinsella
Editora: Record
Ano: 2011 (Capa do filme)
Páginas: 428
Sinopse:

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom é o primeiro romance da inglesa Sophie Kinsella. É a história de uma jornalista financeira que durante o dia, ensina às pessoas como administrar seu dinheiro e no fim-de-semana, transforma-se em uma consumidora compulsiva, fugindo do gerente do seu banco e com muitas dívidas. Rebecca Bloom não resiste uma liquidação! Quanto mais inútil, melhor! Para ela, o mundo todo enxerga os detalhes da alça de seu sutiã, combinando com as cores de seus sapatos. Mas seu salário nunca é suficiente para pagar suas extravagâncias. Endividada até a alma, Rebecca, ou Becky, vive fugindo do seu gerente de banco e procurando fórmulas mirabolantes para pagar a fatura do cartão de crédito. Os Delírios de Consumo de Becky Bloom é um pouco da história de todas as pessoas para as quais comprar é quase uma terapia, a resposta para todos os problemas, mesmo criando outros piores ainda. Entre eles, inventar a próxima desculpa para o gerente do banco: - "Meu pé quebrou! Você não recebeu meu cheque? Meu cachorro morreu!", são alguns dos argumentos usados por Becky para enrolar seu gerente Derek Smeath. Mas a personagem de Sophie Kinsella não é apenas uma ´´material girl´´ que só pensa em dinheiro e futilidades. Rebecca é sensível, carinhosa e extremamente otimista. Com essas qualidades, ela vai fazer de tudo para resolver seu problema. Primeiro, tenta reduzir seus gastos a zero, o que logicamente, não funciona. Diante disso, ela resolve que precisa ganhar mais dinheiro, mesmo sabendo que seu emprego está ameaçado. Nos delírios de consumo de Becky, todos os seus problemas se resolveriam de imediato ao ganhar na loteria, ou se um completo estranho pagasse sua conta do Visa - por engano, claro. Como se não bastasse, em meio a tanta confusão, Becky ainda arruma tempo para se apaixonar pelo sedutor - e expert em finanças - Luke Brandon. Os Delírios de Consumo de Becky Bloom é um divertido romance, que retrata com perfeição grande parte das mulheres que conhecemos.

Quem nunca ouviu falar de Becky Bloom?

Sophie Kinsella deu a essa personagem toques de humor, consumismo, e toda sua irreverência caiu no gosto do público sendo um enorme sucesso de vendas.

Becky é uma jornalista, amante da moda, mas vê seus dias aterrorizados por ser uma jornalista financeira, no qual ela não considera nada interessante, principalmente por não conseguir colocar em prática nada do que escreve em sua coluna, e a cada dia afunda-se mais em dívidas com supérfluos estourando seus cartões de crédito.

Dividindo um apartamento com sua amiga e confidente Suze, ela ainda dá sorte pois sua amiga é rica e não a pressiona quando Becky não consegue pagar os custos do mês.
Em uma tentativa de fuga, Becky que sempre rejeita as ligações e inventa as maiores e absurdas desculpas para se livrar de Derek Smith, seu gerente no banco, e acaba tendo uma ideia de investir em vendas e produção de molduras, e não é que dá certo! Mas, em se tratando de Becky, compulsiva que só, acaba metendo os pés pelas mãos criando mais confusões.

“Um homem nunca vai te tratar tão bem quanto uma loja. Se um homem não combina com você não dá pra trocar ele sete dias depois por um suéter de cashmere maravilhoso.”


Dentro desse roteiro compulsivo, o leitor se diverte e ainda garante boas risadas, além de acompanhar as investidas apaixonadas dessa doidinha.
Com carisma, os personagens secundários também se destacam e mostra a competência e maestria de uma autora que se firmou entre as tops do romance chick-lit. Os delírios de consumo de Becky Bloom é o primeiro livro dessa aclamada série, composta por duas capas em edição de 2005 (original) e 2011 (a capa do filme), e que conta também com uma adaptação cinematográfica que foi ao ar em 2009 e em sendo protagonizada pela Isla Fisher que encarou o papel e o interpretou muito bem. Sendo assim, uma dica para as amantes de um filminho com roteiro leve típico de sessão da tarde.









15 comentários via Blogger
comentários via Facebook

15 comentários:

  1. Oi
    Conheço o filme, tentei assistir, mas não consegui, infelizmente, porém, o pouco que vi, é engraçadinho. quanto ao livro, acho que para que curte chick-lit, não tenho dúvidas que é uma leitura, no mínimo, divertida. Eu não sabia que o livro fazia parte de uma série.

    ResponderExcluir
  2. Olá, como vai?
    Eu gosto de Chick-lit apesar de não ser a pessoa que mais lê esse gênero, ainda assim pretendo ler esse livro, já que é o único da Sophie Kinsela que tenho.
    Eu assiti ao filme apenas e amei, é muito engraçado e a Becky é uma atrapalhada.
    Beijo
    https://qadulta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Li ele recentemente e até que gostei! Não esperava curtir tanto. Eu achei o livro bem divertido, mas ele não me fez rir como o filme me fez!
    Estou ansiosa para conhecer outros livros da autora.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  4. Gosto quanto leia resenhas de livros que abandonei rs. Infelizmente esse foi o meu primeiro contato com a escritora e não me apegou. O livro é engraçado, sim, mas não sei, algo na escrita dela não me agradou. Mas pretendo dar oportunidade para outros da autora.

    Parabéns pela resenha. Beijos, * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir
  5. Oi, Camila ^^
    Amo demais o filme mesmo estando ciente que nele foi juntado os dois primeiros livros, se me lembro bem, da série.
    Becky é uma personagem muito atrapalhada que me arrancou muitos risos mesmo tendo um problema sério e que de uma forma reflete a vida dos trabalhadores brasileiros que a cada ano se afundam em mais dividas. 😢
    O Diário de Bridget Jones e a Becky Bloom foram os dois enredos que abriram os meus olhos para o gênero chick-lit e me fizeram amá-lo.
    Parabéns pela leitura e continue lendo essa série! ^^
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Realmente a Sophie é uma das dicas chick lit só que esse não foi um dos lmelhores trabalhos dela. O filme é engraçado e tals, mas é fraco.
    BJS

    ResponderExcluir
  7. Oi, esse livro parece muito divertido e eu já gostei bastante da personagem mesmo sem ter lido a história. Fiquei imaginando nas situações doidas que ela se meteria. Adorei!

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Jã li alguns dos livros da Sophie, mas infelizmente esse não é um deles.
    Estou louca por essa leitura e pela sua resenha deu para perceber que é um livro lindo e super divertido.
    Dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Eu gosto de chick-lit mas não é o meu gênero preferido. Ainda não li o livro e embora eu ache algumas coisas engraçadas, a trama em si não me desperta interesse.

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Já assisti ao filme, me diverti, gostei, ri horrores e me identifiquei em certos pontos com a Becky. Só que quando tentei ler o livro, há alguns anos atrás, a leitura não fluiu. Eu queria muito ler, mas não conseguia me envolver com a história e deixei para lá. Lendo sua resenha agora me deu uma baita vontade de tentar fazer essa leitura novamente, quem sabe agora não flua né.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Adoro chick lit, mas acredita que não consegui terminar este livro?
    Até gostei do enredo, mas não me adaptei à escrita da Sophie.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Não me aventuro muito no gênero, mas tenho uma vontade enorme de ler Spohie Kinsella e justamente Becky Bloom. Acho que será uma história divertidissíma e que irei me apaixonar. Sabia que existia a adaptação cinematográfica, mas ainda não assisti. Adorei a resenha <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Com certeza essa protagonista é a mais louca criada por Sophie Kinsella.
    O livro é bom, só achei que poderia ser melhor. Faltou alguma emoção.
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi.
    O único livro que li da Sophie Kinsella foi O segredo de Emma Corrigan, que eu adorei. Sempre tive vontade de ler este livro, só assisti o filme, não sei se são bem parecidos, mas tenho certeza que o livro deve ser bem melhor. Vou tentar ler este ano ainda.

    ResponderExcluir
  15. Olá, muita gente adora as obras da autora, eu ainda não li nada dela, mas tenho bastante curiosidade.

    Parece ser uma leitura bem engraçada, kkk

    Abraços

    ResponderExcluir

© Book Obsession ♥ | Design e Desenvolvimento: JaqueDesign imagem-logo