23 março 2017

Resenha: À Procura de Audrey - Sophie Kinsella

Título: À Procura de Audrey
Autora: Sophie Kinsella
Editora: Galera Record
Ano: 2015
Páginas: 336
Sinopse:


Audrey, 14 anos, leva uma vida relativamente comum, até que começa a sofrer bullying na escola. Aos poucos, a menina perde completamente a vontade de estudar e conhecer novas pessoas. Sem coragem de sair de casa e escondida por um par de óculos escuros, a luz parece ter mesmo sumido de sua vida. Até que ela encontra Linus e aprende uma valiosa lição: mesmo perdida, uma pessoa pode encontrar o amor.





Audrey, uma adolescente de 14 anos, vive escondida das pessoas em casa por ter sofrido bullying na escola. Com um transtorno de ansiedade foge de ter contato com outras pessoas que não sejam seus familiares, essa menina vê o inesperado quando Linus, amigo de seu irmão Frank aparece no local onde Audrey está assistindo televisão, para não presenciar a briga da mãe deles com Frank por estar jogando game on line uma vez que está de castigo.

“- Então você é alérgica a contato visual.
- Sou alérgica a qualquer contato.”

Logo que Audrey percebe o intruso no seu espaço, a mesma fica apavorada e tenta colocar em prática os ensinamentos de sua terapeuta Drª Sarah que consiste em tentar se aproximar das pessoas. Audrey também está filmando um documentário sobre sua vida, seus avanços, tudo isso como parte da terapia e é bem legal acompanhar o desenvolver da personagem.

“Ouço a voz da Drª Sarah em minha cabeça: precisa começar a se esforçar para ultrapassar os seus limites.”

Com o passar dos dias Linus consegue maior aproximação de Audrey e ao longo da interação acabam de namorico.

“Minha cabeça é um vórtice, meu coração está martelando no peito, e me sinto surreal.”

Sophie Kinsella aborda temas importantes e bem atuais, mesmo assim mantém uma leitura leve, descontraída, com muitas risadas principalmente quando são protagonizadas pela mãe de Audrey, que é muito escandalosa, dramática e com respostas para tudo e vive se pautando pelo que ela vê e lê nas colunas de revistas e jornais deixando a família louquinha com seus absurdos e quanto mais eu lia em suas aparições, mais eu só imaginava a Roxelle daquele seriado Todo mundo odeia o Chris, tamanha a semelhança dessas mães.

Apesar das mais de trezentas páginas que o livro tem, a leitura é rápida e fluida. Com folhas amareladas e uma fonte agradável para leitura, a capa não faz jus a rica narrativa, que pode ser lida por todas as idades e é uma ótima leitura para os adolescentes. Acho até que poderia ser adotado nas escolas para um bate papo entre alunos.








14 comentários via Blogger
comentários via Facebook

14 comentários:

  1. Olá! Já há algum tempo que conheço este livro, mas só pela capa, e não sabia bem do que tratava, mas fiquei bem curiosa, sabe? Acho que é um assunto que me pode tocar bastante e a história parece estar interessante. Agora vou procurar ler mesmo!
    Beijos

    Pseudo Psicologia Barata

    ResponderExcluir
  2. Olá Camila, tudo bem?

    Eu nunca li nada da Kinsela e para te falar a verdade, pouco conheço do trabalho dela. Achei positivo o fato da obra ser uma leitura rápida e fluida, parece ser uma obra leve e envolvente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Já vi essa capa em outros blogs e tenho a intenção de lê-lo.
    Sou resenha foi ótima, vou colocá-lo na minha lista de livros urgentes kk

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, adorei a resenha , sem dúvida alguma quero muito ler esse livro e descobrir o fim dessa história fantástica!

    Beijos e um dia de conquistas!
    Minhas Inspirações por Sara Menezes

    ResponderExcluir
  5. Olá! A temática é interessante e atual: bullying, transtorno de ansiedade, isolamento social. Concordo com você: poderia ser estimulada a leitura nas escolas. Gostei do seu texto, bem fácil de ler e sucinto. Parabéns e sucesso para você!

    ResponderExcluir
  6. Oi. O livro tem uma premissacademia aparentemente legal, provavelmente eu leria. Não gostei da capa, mas isso é o de menos né?

    ResponderExcluir
  7. Oi Camila
    Tenho este livro aqui em casa, mas ainda não li. Eu AMO os livros da Kinsella, na minha opinião uma das melhores e mais engraçadas escritoras contemporâneas!
    Apesar de não ter lido ainda, penso como você, que poderia ser indicado para leitura em escolas.
    A capa é bem bacana e diferente, gostei!
    Muito bom seu post!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá, Camila!
    Adorei a resenha, parabéns. Sou louco para ler esse e outro livro da autora (Becky Bloom?), sempre escuto comentários super positivos.

    Abraço!
    http://lupiliteratus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho muita curiosidade com esse livro e adorei conferir a sua opinião sobre ele. Parece ser uma trama envolvente e uma leitura muito boa, sem falar que acho essa capa muito bonita.

    ResponderExcluir
  10. Achei super interessante e já tirei print pra não esquecer. Obrigada pela dica! Amei a sua resenha!

    ResponderExcluir
  11. é,realmente a capa remete muito a algo teen,mas que bom que a autora aborda uma temática para o público em geral... não curto a escrita de Kinsella, por isso passo a dica dessa vez...
    bjs...

    ResponderExcluir
  12. Só da mãe da personagem lembrar a Rochelle, eu já fiquei interessada. Lógico que Audrey também me chamou atenção, aliás fiquei imaginando como ela avançaria tendo tanta dificuldade. Maaas, a mãe dela ser divertida parece trazer mais leveza a história.
    Enfim, gostei de dica!

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?
    Eu tive oportunidade de ler um livro da Sophie Kinsella até hoje, "Fiquei com seu número", e adorei. Achei a escrita dela muito leve e envolvente.
    Tenho muita vontade de ler "À procura de Audrey" e sua resenha me deixou ainda mais curiosa. Gostei de saber que ela aborda temas sérios no livro, mas de uma maneira leve.
    Espero ler este livro em breve!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi tudo bem?
    Acho que esse livro seria uma ótima leitura para mim, principalmente porque a minha mãe é muito parecida com a mãe de Audrey, você nem faz ideia. Gostei de saber que o livro tem uma leitura leve e bem descontraída. Fiquei bem curiosa sobre como Audrey vai reagir a Linus e meu radar de shippar acusou que vão ser um casal fofinho. Já deixei a dica anotada. Adorei a resenha.

    beijinhos!

    ResponderExcluir

© Book Obsession ♥ | Design e Desenvolvimento: JaqueDesign imagem-logo