05 maio 2017

Resenha: Quase Sem Respirar - Rebecca Donovan

Título: Quase sem respirar - Breathing #2
Autora: Rebecca Donovan
Editora: Pandorga
Ano: 2014
Páginas: 560
Sinopse:

A luta de Emma contra uma vida doméstica abusiva chegou a uma conclusão sufocante nos capítulos finais de “Uma razão para respirar”. Agora todos de Weslyn sabem seu segredo, mas Carlos não poderá mais feri-la.
Alguns ainda são assombrados pelo horror daquela noite, e alguns devem enfrentar as consequências de suas próprias escolhas.
Fãs do romance de estreia de Rebecca Donovan vão descobrir que ainda há muito a aprender sobre a vida de Emma.




Lembram da agonia que foi o primeiro livro Uma razão para respirar?
Pois bem, no segundo livro da trilogia Breathing continuamos vendo a luta de Emma para seguir firme após o caos que sua vida se transformou desde a ida para casa de seus tios.
Os dias vão passando e a jovem recupera-se após o susto de quase ter morrido pelas garras de sua tia Carol, a louca de pedra, que agora está presa.

Seu mundo mais uma vez dá uma girada e agora ela tenta se adaptar depois de tantas confusões. Ela decide ir morar e dar uma chance a sua mãe, Rachel. O cenário não é dos melhores, afinal sua mãe é viciada em álcool.
Por sofrer de insônia e ainda estar presa no caos que sua cabeça virou depois de passar por mals bocados, acaba vendo em Jonathan um amigo com quem possa desabafar e percebe nele também que o mesmo tem suas marcas da vida. 

“Respiro fundo, tentando me acalmar quando segurei a maçaneta fria da porta. Abri a porta com o pulso acelerado, sem saber ao certo o que aconteceria. Fechei a porta a porta atrás de mim silenciosamente e congelei quando ouvi uma risada vindo da cozinha. Não era, de maneira alguma, o que eu esperava.”


Rachel, apesar de mãe, não tolera bem o ciúme que sente toda vez que vê sua filha interagir com seu namorado e começa a manipular e a complicar as coisas para Emma, que mais uma vez se mantém firme por fora, mas destruída por dentro diante de tanta carga para assimilar. Ganhando uma bagagem e tanto.

Em Quase sem respirar, senti a leitura um pouco mais arrastada, em parte por causa do número extenso de páginas, mas mesmo assim a leitura foi proveitosa. Com cenas fortes, chocantes, temas polêmicos e bem do cotidiano. Afinal, o alcoolismo está presente em milhares de famílias e é capaz de destruir a vida de muitas pessoas.

“Olhei para ele com meus olhos brilhando. Evan se abaixou e o calor de seus lábios capturaram a minha respiração, ajudando-me a encontrar a calma que eu não conseguia encontrar sozinha.”


A personagem segue sendo uma pessoa forte e mesmo as vezes dando a impressão de ser chata, não consegui deixar de torcer por ela. Ô menina sofrida viu!





A capa e a diagramação seguem o formato da anterior e de muito bom gosto.




Achei interessante a forma com a autora esclareceu os pontos e brechas deixados no primeiro livro e com o final do segundo me deixando novamente perplexa.

E vou parar por aqui porque preciso contar sobre o desfecho dessa trilogia na próxima resenha.







11 comentários via Blogger
comentários via Facebook

11 comentários:

  1. Ps: Gostei demais do título! Quase sem respirar... é ótimo!

    ResponderExcluir
  2. Eu não conhecia nem esse e nem o primeiro livro. Achei a premissa interessante mas acho melhor ler o primeiro para entender melhor a trama. Gostei da sua resenha e fiquei curiosa para ler os dois livros.

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia esses livros, mas a história me pareceu muito dramática pro meu gosto. Fiquei com pena da personagem principal, pois ela passa por situações horríveis. Mas não sei se leria o livro...
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Camila,
    Achei a historia interessante e já ouvi falar bem da Rebecca Donovan, mesmo sem ter lido nada da autora. senti sua empolgação e emoção com a leitura, mesmo assim, por não fazer muito o meu estilo e leitura, vou deixar a dica passar.
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
  5. Oii, tudo bem?
    Não conhecia a obra, mas gostei de ver o quanto você gostou do livro. Infelizmente, o gênero não me atrai muito, parece drama, sem falar que é uma trilogia e já estou com vários livros para ler. Por conta disso vou passar a dica.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  6. Eu quase morri com a leitura desse livro.
    Cada vez que a Emma sofria me dava uma dó.
    Amei a resenha.

    ResponderExcluir
  7. Desde que li sua resenha sobre o primeiro livro adicionei a trilogia no meu Skoob sem perda de tempo! Rsrsrs Gostei bastante de conhecer um pouco mais sobre esse segundo volume , e quando somos cativados (ou até mesmo nos identificamos) por um personagem é impossível não torcer por ele , mesmo que às vezes ele seja chatinho (kkk). É engraçado quando lemos algo que envolve assuntos do cotidiano nos livros, pois às vezes aquilo acontece na nossa cara e não percebemos. Achei muito legal a autora tratar sobre alcoolismo, que como você falou acaba vom muitas vidas. Beijos !
    PS: Aguardando resenha do livro 3. Hhehehe ^^

    ResponderExcluir
  8. Gente, que capa linda! O título também não fica atrás, me remete a algo poético, vivo, pungente. ‘Rachel, apesar de mãe, não tolera bem o ciúme que sente toda vez que vê sua filha interagir com seu namorado e começa a manipular e a complicar as coisas para Emma,’ isso me chamou atenção, me fez recorda da Boca do Jacaré em Freud. Acho que preciso ler esse livro.

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia essa trilogia... mas fiquei bem curiosa, mesmo com as suas ressalvas. as capas são bem bonitas e os títulos bem fortes. Vou ver se acho eles em e-book, porque gostei demais da premissa... sempre tive vontade de ler algo semelhante essa temática... trabalhar com o emocional de alguém não é nada fácil.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Camila!
    Que livro bacana, gostei demais de conhecer ele através da sua resenha. Parece ter uma carga emocional forte, principalmente pelas poucas e boas que a personagem principal passa. O único problema é a quantidade de páginas que me assusta um pouco, mas por ser uma dica maravilhosa, vou querer ler mesmo assim <3

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Já vi comentários muito interessantes sobre essa trilogia, ainda não tive a oportunidade de conhecer essa história, porém desejo muito. Violência doméstica é assunto muito importante, e gosto de livros com uma premissa polêmica e mais densa. No momento, não estou lendo livros assim, pois li tantos e seguidos que fiquei de ressaca literária, mas quero fazer essa leitura.

    ResponderExcluir

© Book Obsession ♥ | Design e Desenvolvimento: JaqueDesign imagem-logo