23 junho 2017

Resenha: Boneco de Pano - Daniel Cole

Título: Boneco de Pano - Detetive William Fawkes #1
Autora: Daniel Cole
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 336

VOCÊ ESTÁ NA LISTA DE UM ASSASSINO. E ELA DIZ QUANDO VOCÊ VAI MORRER.
O polêmico detetive William Fawkes, conhecido como Wolf, acaba de voltar à ativa depois de meses em tratamento psicológico por conta de uma tentativa de agressão. Ansioso por um caso importante, ele acredita que está diante da grande chance de sua carreira quando Emily Baxter, sua amiga e ex-parceira de trabalho, pede a sua ajuda na investigação de um assassinato. O cadáver é composto por partes do corpo de seis pessoas, costuradas de forma a imitar um boneco de pano.
Enquanto Wolf tenta identificar as vítimas, sua ex-mulher, a repórter Andrea Hall, recebe de uma fonte anônima fotografias da cena do crime, além de uma lista com o nome de seis pessoas – e as datas em que o assassino pretende matar cada uma delas para montar o próximo boneco. O último nome na lista é o de Wolf.
Agora, para salvar a vida do amigo, Emily precisa lutar contra o tempo para descobrir o que conecta as vítimas antes que o criminoso ataque novamente. Ao mesmo tempo, a sentença de morte com data marcada desperta as memórias mais sombrias de Wolf, e o detetive teme que os assassinatos tenham mais a ver com ele – e com seu passado – do que qualquer um possa imaginar.
Com protagonistas imperfeitos, carismáticos e únicos, aliados a um ritmo veloz e uma deliciosa pitada de humor negro, Boneco de Pano é o que há de mais promissor na literatura policial contemporânea.





Recebi o livro e... adorei o visual! 

Uma capa bem elaborada e original, totalmente condizente com o conteúdo. Arrisco a dizer que achei muito bonita, mesmo em se tratando de algo sombrio. 

E aí começamos, e sendo sincera, achei o prólogo um tanto "maçante", claro que todo início de livro tem aquela coisa de a gente ir se ambientando e tal. Mas fiz questão de salientar isso pelo receio de mais pessoas sentirem a mesma coisa.
Aí eu digo: não se deixe abater, respire fundo e siga. Porque? 
VALE-A-PENA! (Leia-me separando as sílabas mesmo, ok?!) 

William Oliver Layton-Fawkes ou Wolf, como é chamado nosso detetive e personagem principal, recebe um chamado de Simmons no meio da noite, ele precisa ir até a cena de um crime que... era do outro lado da rua. Ainda sem conhecimento do que se tratava, ele chega e se depara com um cadáver pendurado e costurado? Mas havia algo que Simmons não tinha lhe informado.


"A detetive Baxter se aproximou também. Saboreando sem nenhum pudor a expressão de repulsa que via no rosto do colega, sussurrou no ouvido dele: – Foi isso que o Simmons não contou. Um cadáver só, mas... seis vítimas!"


Ok, vamos desvendar isso aí galera. 

Temos na equipe: Wolf, Emily Baxter, Edmunds, Simmons, Finlay, Chambers, não Chambers está de férias; mas temos....eu! Sim, pego minha lupa e parto pra investigação. 

E já temos a primeira vítima desse corpo reconhecida de cara pela cara, ops! Pela cabeça. Trata-se do maior inimigo de Wolf, um criminoso conhecido como "O Cremador". E o nosso misterioso assassino faz seu primeiro contato. Ele manda um bilhete através da.... ex-mulher de Wolf? É sério isso? 
Ok! Então temos Andrea na história, uma repórter em busca de informações pra alavancar sua carreira, mas que também tem lá seu bom caráter, eu acho. Ela tem em mãos uma lista dos próximas vítimas, são seis nomes, e o último deles é ninguém mais, ninguém menos que Wolf. 

Aí o que já tava difícil de entender piora né. Porque já temos que descobrir de quem são as outras cinco partes que compõem o cadáver, agora chamado de Boneco de Pano, e o motivo dessas mortes. E ainda temos mais cinco nomes pra: descobrir quem são, protegê-los e ainda desvendar o motivo de eles estarem nessa lista. 
Mas estamos lidando com uma mente maligna e inteligentíssima. E como um jogo, inicia-se aí mais uma série de assassinatos geniais. 

Confesso que a cada vez que uma morte acontece eu quase aplaudo pelas formas que o assassino as tinha premeditado. Estamos lidando com alguém que está sempre um passo à frente, mas como? 


“Diz aí: se você é o Diabo, então eu sou o quê?”


E quando me dou conta já estou desconfiando da minha mãe e até do cachorro, afinal ele arrancou partes do corpo da Barbie da minha filha e o assassino desmembra pessoas e...meu Deus esse livro tá me deixando louca! 

E muitas caixas de arquivos à frente, descobrimos quem é o assassino e o mais interessante, o motivo de tudo, e quando a gente acha que está conseguindo processar todas as informações, a coisa muda de rumo no último parágrafo e você olha pra parede e pensa: Espera aí. Vou ler tudo de novo. Não. Não é possível! 

Tenho que dizer que adorei essa história e adorei a forma como as informações foram bem distribuídas até se chegar à uma conclusão, mesmo que pra mim ainda tenha ficado algumas pontas soltas. Tenho também que dizer que Edmunds é um dos personagens mais geniais entre todos os livros que já li na minha vida. E pra quem gosta de histórias de investigação e se acha a CSI assim como eu: LEIAAAAAA.







12 comentários via Blogger
comentários via Facebook

12 comentários:

  1. Oi tudo bem, eu já conhecia o livro de vista e curto muito o gênero, o que faz ele estar na minha lista, adorei a sua resenha porque gosto de resenhas assim passionais. Elas demonstram sinceridade e acabam me deixando mais interessada na leitura, porque dá pra notar que você realmente gostou.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Não conhecia a obra, mas fiquei bastante curiosa! Eu gosto destes livros que suscitam a curiosidade do leitor! Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  3. Olá Mari!
    Estou com esse livro para ler e estou bem empolgada. Esse livro não é o estilo que costumo ler, mas depois de adorar a capa e saber mais sobre ele em um evento da editora fiquei mega curiosa para me jogar nessa história.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  4. Já li várias opiniões diferentes sobre essa leitura, algumas vezes muito boas, outras nem tanto assim. Não é meu estilo preferido, por isso acho que não gostaria tanto assim.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho esse livro, comecei a leitura, mas parei por causa da mudança de apartamento para uma casa e não senti animação ainda para voltar, estava num ritmo bom. O pouco que li, eu gostei, quero terminar logo e fazer a resenha.

    ResponderExcluir
  6. Uau me parece uma leitura e tanto. Vou procurar pra comprar.
    bj

    ResponderExcluir
  7. Senhorrr pelo visto esse livro é pra deixar a gente maluquinho. Adoooroo suspense!
    E a lista aumentaaa kkkkkk

    ResponderExcluir
  8. Mais um livro da série "todo mundo leu menos eu" - Risos - este livro já esta na minha lista e cada resenha que leio fico mais encantada.
    Realmente ao ler a sinopse parece ser maçante, mas todas as opiniões que li a respeito são positivas.
    Parabéns pela resenha.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Eu li recentemente esse livro e também gostei bastante, é o meu gênero preferido e eu achei uma grande tacada do autor como ele desenvolveu o livro. Eu não achei o prólogo maçante, pelo contrário rs, acho que é por já estar acostumada com esse gênero, sei lá, sei que adorei.

    ResponderExcluir
  10. Oieee, já vi muitos elogios ao livro, porém não costumo ler este estilo de leitura atualmente e fico com receio de acabar não gostando, mas obrigada pela dica!

    Bjs

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá Mari, tudo bem?

    Eu quero ler esse livro tem tempos, devo solicitar para a Editora Arqueiro esse ano. Gostei da sua resenha, eu gosto de livros do gênero suspense/thriller e esse parece ser um bom livro. Dica anotada!
    Bjss

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Sua resenha está maravilhosa e me deixou ainda mais curiosa para ler a obra. Estou desejando o livro desde o seu lançamento e não vejo a hora de poder adquiri-lo.

    Beijos,
    www.paginasincriveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© Book Obsession ♥ | Design e Desenvolvimento: JaqueDesign imagem-logo