11 setembro 2017

Resenha: Amante Desperto - Irmandade da Adaga Negra #3 - J.R. Ward - Universo dos Livros

Título: Amante Desperto - Irmandade da Adaga Negra #3 
Autora: J.R. Ward
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2010
Páginas: 464
Sinopse:


Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Dentre eles, Zsadist é o membro mais assustador da Irmandade da Adaga Negra.
Tendo sido por muito tempo um escravo de sangue, Zsadist ainda carrega as cicatrizes de um passado repleto de sofrimento e humilhação. Conhecido por uma fúria que não acaba e por atos sinistros, ele é um selvagem, temido igualmente por humanos e vampiros. A raiva é sua única companheira e o terror, sua única paixão... Até que resgata uma bela vampira das garras da maligna Sociedade Redutora. Bella sente-se imediatamente enfeitiçada pela ardente força que emana de Zsadist. Entretanto, mesmo quando o desejo de ambos começa a consumi-los, a sede de vingança de Zsadist contra os torturadores de Bella o leva à beira da loucura. Agora, Bella deve ajudar seu amante a superar as feridas de seu atormentado passado e vislumbrar um futuro ao lado dela...




Quem me conhece, sabe que sempre que tenho oportunidade recomendo a leitura dessa série para amigos, conhecidos e até desconhecidos. E que apesar de amar os volumes que já li, sem dúvidas Amante desperto é meu queridinho.

Nessa história vamos conferir um pouco sobre o enigmático Zsadist.
Temido por muitos, dono de uma fúria insana, J.R. Ward deu a esse guerreiro uma intensidade que poucos personagens têm dentro da trama.
Zsadist enfrenta muitos fantasmas ligados a seu passado e sempre está por um fio da explosão de sua fúria, muitas vezes a raiva o domínio e fica difícil segurar o mais sombrio dos guerreiros.
Somos transportados aos acontecimentos de antes e entendemos o que aconteceu para que tanto ele como seu irmão Phury, fossem afetados por tudo. 

“ - Meu gêmeo não está triste ou confuso. Ele está destruído. Entende a diferença? Se ele estivesse uma das duas coisas talvez você pudesse arrumá-lo. Mas destruído? Tudo o que posso fazer é esperar para enterrá-lo.”


Phury acredita que seu irmão hoje não tem mais alma, justamente por Z. ter sido por muitos anos escravo de sangue. Sua Ama lhe judiou tanto que ele criou resistência a muitos tipos de tratamento, principalmente em ter sentimentos bons pelas pessoas e ser tocado por ela.
A história de Z. é assustadora, mas não menos envolvente.

"- Peguei você Bella - a voz de Zsadist. Grave. Potente. - Está a salvo. Livre de lá. Para sempre.
Tinha ido resgatá-la. Tinha ido resgatá-la...
Começou a soluçar. Pareceu que o automóvel diminuía a velocidade, mas, então, acelerou para o dobro.
Seu alívio foi tão grande, que adormeceu."


E tudo muda quando Bella cruza seu caminho. Após ele ver que ela está em perigo por ser perseguida por redutor, quando é sequestrada, Z. não consegue parar enquanto não a encontra. Cheio de fúria e querendo vingar Bella, sua cabeça não para de lhe atormentar, principalmente por ele não saber o que está sentindo, sendo capaz de gerar conflitos internos bem dolorosos.

Bella é uma aristocrata e não tem medo de Zsadist, muito menos do seu jeito e das marcas em seu corpo. Pelo contrário, a cada vez que pode ela quer estar mais perto desse guerreiro, fazendo-se constante em sua vida. Para tormento de Z.


Essa urgência e exigência que Bella sente por Z. é muito bacana de acompanhar, principalmente porque a autora nos mostra a total falta de habilidade dele de se relacionar com uma mulher, de entende-la, de segurar seu temperamento e ainda lidar com sentimentos que Zsadist desconhece.

“Quando me encontrou, estava morto, embora respirasse. Estava cego, embora pudesse ver. E então você chegou... e eu fui despertado.”

Claro que a história não foca apenas no envolvimento com deles. O passado dos irmãos é tenso, inclusive temos muitas cenas com Phury, as batalhas com os amigos da irmandade são fundamentais para a qualidade da trama e que segue com os redutores causando problemas, inclusive o Sr. O. E acredito que não só foi comigo quando eu li, mas com muitos leitores ficou impossível não sofrer com a história desse guerreiro e não se animar com os ganchos deixados para os próximos livros. Certamente teremos ainda muita coisa boa para acompanhar.

A série é excepcional, muito bem escrita, repleta de detalhes importantes, se mantém fluida e é cheia de altos e baixos. As cenas eróticas são bem conduzidas - casal tem muita química - e cheias de cuidados, não cansando o leitor pelo excesso de informações, consagrando-se assim como uma das melhores séries sobrenaturais já lançadas.

A série Irmandade da Adaga Negra encontra-se disponível nos sites e livrarias e vem sendo publicada pela Universo dos Livros.








10 comentários via Blogger
comentários via Facebook

10 comentários:

  1. Oi Camila;
    Não conhecia a série, mas gosto de saber da intensidade que diz possuir. Sem dizer que se tratando de hot precisa mesmo ser bem conduzida, para não virar "porno chanchada".
    Excesso de informações torna a leitura arrastada, que bom a que a autora soube dosar isso. Parece ser um bom livro e fora do que estou acostuma a ver na literátura erótica.

    Boa semana.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ainda não consegui ler essa série. Lançaram tantos que estou um pouco perdida sobre a ordem dela.
    Gostei muito da sua resenha e fiquei curiosa pelo casal.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Amo o Zsadist.
    Concordo com vc IAN se tornou aclamado e a autora nos prende em todos os livro...amo com força huahuahau

    ResponderExcluir
  4. Só hoje é a segunda vez que leio algo sobre essa saga (e com personagens diferentes) e antes eu não tinha lido nada ainda. Se antes eu já estava com vontade de ler, agora ainda mais!

    ResponderExcluir
  5. Oi,
    Tudo?
    Tenho o primeiro livro dessa séria aqui em casa para ler, mas ainda não o fiz porque tinha levado uma canseira de histórias sobrenaturais. Porém como a modinha passou agora penso em voltar a ler para tirar minhas conclusões, já vi muitos elogios a essa série e parece ser bem envolvente mesmo. quero ler logo.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Pelos comentários que leio sobre essa série, ela parece ser muito boa mesmo... Adorei sua resenha e fiquei mais curiosa ainda do que já estava para ler os livros!

    Beijos,
    Duas Livreiras / Sorteio "O gnomo Elias"

    ResponderExcluir
  7. Hey,
    Que bom que essa leitura te agradou. Quando eu estava na vibe vampiros, quis muito ler essa série, mas, conforme fui amadurecendo, fui perdendo a vontade de fazer a leitura. Por esses tempos, essa série tem ganhado espaço e minha curiosidade tem ressurgido. Fiquei muito contente por o livro não focar totalmente no romance e espero ter a oportunidade de ler essa série!
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Ai, menina, eu sou louca para ler os livros dessa série. Vejo muita gente falando bem ela me desperta muito interesse e curiosidade. Eu adorei a sua resenha e poder conhecer um pouco mais sobre esse volume.

    ResponderExcluir
  9. Oi.

    Este é um dos meus livros preferidos da série. Amei o Zsadist, para mim, ele é um dos melhores qde todos da Irmandade. Já li até agora o 13° livro. Ainda preciso comprar o 14° e seguir com a leitura. Amo demais essa série e agradeço por ter começado a lê-la.

    ResponderExcluir
  10. Eu ganhei alguns dos livros da série, mas acabei dando a outras pessoas, pois, infelizmente, não curti muito a proposta. Gosto muito de erótico na literatura, me delicio, mas infelizmente a série não me convenceu 

    ResponderExcluir

© Book Obsession ♥ | Design e Desenvolvimento: JaqueDesign imagem-logo