11 novembro 2017

Resenha: Mindhunter - John Douglas & Mark Olshaker - Editora Intrínseca

Título: Mindhunter - O primeiro caçador de Serial Killers americano
Autora: John Douglas & Mark Olshaker
Editora: Intrínseca
Ano: 2017
Páginas: 384
Onde Comprar: http://amzn.to/2ABAvfZ
Sinopse:

Em detalhes assustadores, Mindhunter mostra os bastidores de alguns dos casos mais terríveis, fascinantes e desafiadores do FBI.
Durante as mais de duas décadas em que atuou no FBI, o agente especial John Douglas tornou-se uma figura lendária. Em uma época em que a expressão serial killer, assassino em série, nem existia, Douglas foi um oficial exemplar na aplicação da lei e na perseguição aos mais conhecidos e sádicos homicidas de nosso tempo. Como Jack Crawford em O Silêncio dos Inocentes, Douglas confrontou, entrevistou e estudou dezenas de serial killers e assassinos, incluindo Charles Manson, Ted Bundy e Ed Gein.
Com uma habilidade fantástica de se colocar no lugar tanto da vítima quando no do criminoso, Douglas analisa cada cena de crime, revivendo as ações de um e de outro, definindo seus perfis, descrevendo seus hábitos e, sobretudo, prevendo seus próximos passos.
Com a força de um thriller, ainda que terrivelmente verdadeiro, Mindhunter: o primeiro caçador de serial killers americano é um fascinante relato da vida de um agente especial do FBI e da mente dos mais perturbados assassinos em série que ele perseguiu. A história de Douglas serviu de inspiração para a série homônima da Netflix, que conta com a direção de David Fincher (Garota Exemplar e Clube da Luta) e Jonathan Groff, Holt McCallany e Anna Torv.




Que livro incrível!
Quando ouvi sobre ele no encontro de blogueiros da editora Intrínseca na Bienal do livro, fiquei bem animada para realizar a leitura, principalmente porque quando tem alguma adaptação, seja para filme ou seriado, gosto de comparar com a leitura realizada e verificar se foi fiel ao mesmo.

“Por favor, Deus, se eu ainda estiver vivo, me faça morrer rápido. E, se estiver morto, liberte-me logo das torturas do inferno.”

Mindhunter conta toda trajetória de John Douglas.
Requisitado dentro do FBI na Unidade de Ciência Comportamental. Claro que nem sempre fora assim. Ao longo do texto vemos como John sofreu e teve que batalhar para ter um espaço dentro desse sistema e conseguir implementar seus métodos de trabalho.
Ficou à frente do FBI há vinte e cinco anos e ao longo dessa jornada se tornou uma lenda pois entrar e capturar o que havia de mais importante dentro da mente perturbada e psicótica de assassinos em série não é para qualquer um.

John estudou e desenvolveu projetos, mas posso dizer que o mais audacioso sem dúvidas foi querer estar perto, sempre um passo à frente, para isso a melhor forma de se entender um assassino é estar com ele, conversar e foi assim que John fez. Em meio a entrevistas, pode esmiuçar cada traço de comportamento e a necessidade que disparava o gatilho desses assassinos, desde a morte da vítima, como foi causado, o perfil de cada uma delas.
“Há tantas coisas no trabalho de um agente da lei que são difíceis de compartilhar com pessoas de fora, até mesmo com um cônjuge. Quando você 20 passa os dias examinando cadáveres mutilados, especialmente quando se trata de crianças, este não é o tipo de coisa que quer levar para casa. É impossível, na mesa de jantar, abrir a boca para falar algo como: “Hoje peguei um caso fascinante de abuso sexual. Deixe-me contar um pouco sobre ele.”

A medida que a leitura avançava mais entusiasmada ficava com a expertise e a dinâmica dessa mente e porque não dizer grande estudioso John.
A história é como se fosse dividida em partes, não sei dizer quem teve a mesma experiência que eu, mas a sensação de estar sentada ao lado de John nos primeiros capítulos foi surreal, tamanho meu envolvimento.

“Assassinos em série são, por definição, assassinos “bem-sucedidos”, que aprendem com a própria experiência. Precisamos apenas ter certeza de que estamos aprendendo mais rápido do que eles.”


Sempre gostei muito de tudo que envolve a mente humana e Mindhunter foi um prato cheio para minha curiosidade.

A leitura é bem fluida, repleta de hipóteses, estudos e muita análise de perfis, bem como de potenciais Seriais Killers. Claro que o leitor pode classificar a leitura como sendo autobiográfica, e de fato têm muito a respeito da vida de John, mas uma boa parte somos colocados no centro dos acontecimentos e além de um bom Thriller psicológico, ainda adicionaria um suspense, afinal estamos lidando com assassinos em série.

A edição realizada pela Intrínseca traz na capa a mesma usada no seriado, e se você ficou interessado em assistir também a série, ela se encontra disponível no catálogo da Netflix e estreou no mês de outubro pouco tempo depois do lançamento do livro aqui no Brasil.


Para amantes desse universo investigativo sem dúvidas é uma boa pedida.

Recomendo a leitura!







13 comentários via Blogger
comentários via Facebook

13 comentários:

  1. Oi Camila, tudo bem?

    Eu ainda não li o livro mas vendo a série dá uma super vontade de conferir e saber que a narrativa é fluida me dá mais ânimo!! Adorei a dica!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Oi.
    Eu adoro Criminal Minds, e assim como você, gosto de tudo relacionado à mente humana. Vi o Mindhunter no catálogo da netflix e selecionei para assistir, mas eu quero ler o livro primeiro. O que pretendo fazer assim que tiver oportunidade.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Pelo que entendi o livro vai para linha comportamental, gosto do estilo e não conhecia a obra e não sabia que tinha um seriado na Netflix, vê meu nível de desinformação, vou procurar, valeu pela dica.

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bom?

    Primeiramente, eu também estava nesse encontro de blogueiros na Bienal do Livro no RJ e fiquei super animada com esse livro, pois amo a série Criminal Minds. Porém, ainda não tive oportunidade de começara leitura e, ao contrário do que prometi, hoje comecei a assistir a série (olha a coincidência!). Apesar de não ser o que eu usualmente leio, é um tipo de leitura que eu estou querendo fazer e, inclusive, tenho vários outros livros da temática na coleção.
    É ótimo saber que a leitura é fluída, pois um dos meus medos é que ficasse massante. Além disso, saber como tudo começou, em uma época que não tínhamos as tecnologias ou os estudos psicológicos que temos hoje (que iniciaram com ele) deve ser gratificante.

    Enfim, adorei a resenha, obrigada pela dica :)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Olá, confesso que pela capa e pelo título não daria muita atenção ao livor. Mas pelo que vi na sua resenha é um livro com uma temática super interessante, também gosto bastante de assuntos que envolvem a mente.

    ResponderExcluir

  6. Oi, tudo bem? Não tive muito interesse no seriado e acho que não tenho no livro, mas gosto bastante de narrativas policiais. Vou ver se dou uma chance ao seriado. Que legal que gostou do livro, pra quem acompanha o seriado deve ser bem legal se aprofundar mais no livro.

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Quero muito ler o livro, por isso não comecei a série, que parece ser ótima, pelo trailer que vi.
    Sou curiosa também e apaixonada pelo canal Investigação Dicovery, então acredito que pra mim também será um prato cheio rsrs.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu assisti esse seriado e fiquei chocada com a riqueza de detalhes que eles trouxeram. Agora quero conferir o livro pois tenho certeza que terá muito mais informações já que é o relato do John sobre trabalho e a vida dele.
    Parabéns pela resenha Ca...bj

    ResponderExcluir
  9. Gosto demais de séries que envolvem serial killers e investigações, a série Midhunter tá fazendo um sucesso grande e já posso imaginar como deve ser maravilhoso ler o livro. Confesso que agora tô bem curiosa pra ler o livro, é um dos últimos lançamentos que mais me chamou atenção.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Camila! Confesso que desde que comecei a ler livros sobre psicopatas e serial killers, tive curiosidade de saber como funciona a mente deles e o quê realmente os transformara em seres tão frios e calculistas. Adorei a sua resenha e fiquei bastante curiosa para conferir essa obra, parece ser bem intensa e envolvente. Obrigada pela dica, bjss!

    ResponderExcluir
  12. Oi.
    Ainda bem que li sua resenha, pois só pela capa e titulo eu não teria tido interesse hahaha, ameia resenha, e por mais que seja um livro que eu não tenho costume de ler ainda assim quero tentar. Não sabia que tem na netflix,amei

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem? Confesso que tenho MEGA curiosa para ver a série, porém o livro não é de um estilo que curto. Possa ser que depois de assistir a série, e já meio convencida pela resenha ótima, eu leia <3 Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

© Book Obsession ♥ | Design e Desenvolvimento: JaqueDesign imagem-logo