26 novembro 2017

Resenha: O Visconde que me amava - Os Bridgertons #2 - Julia Quinn - Editora Arqueiro

Título: O Visconde que me amava - Os Bridgertons #2 
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2013
Páginas: 288
Sinopse:

A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será
Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.
Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.
Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.
Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.
Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.




Anthony Bridgerton sempre tentou seguir os passos do seu pai. Com uma meta de vida em que ele sonhava se tornar um Bridgerton tão importante como ele e acaba tendo seu mundo revirado pela morte prematura de seu pai por causa de uma ferroada de uma abelha.

Jovem e bonito, Anthony torna-se um prato cheio para todas as solteironas, além de virar alvo das mães que não irão perder a oportunidade de laçar esse rapaz.

Anthony sempre teve muito orgulho de poder ter aprendido algumas coisas com a pouca convivência que tivera com seu pai, porém essa pequena parte trágica na vida desse rapaz, fez com que ele passasse um bom tempo achando que estaria fadado ao mesmo destino do pai, ou seja, com os dias contados.

Era chegada a hora de mudar de vida. Anthony resolve largar a vida de festas e mulheres para então procurar uma noiva. E é ai que entra Edwina Sheffield.

Considerada um ótimo partido, além da beleza estonteante, Edwina chama atenção de todos no salão. Claro que Anthony olharia para ela, e apesar dele acreditar que seria melhor ter um casamento sem amor pra poupar sofrimentos na sua partida, resolve investir nessa jogada, por ter a certeza de que ela cumpriria todos os requisitos para ser uma excelente esposa.
“Kate cerrou os olhos e prometeu a si mesma que aquele homem nunca se casaria com sua irmã. Seus modos eram extremamente frios e ele tinha um ar superior.”

O problema todo seria convencer Kate, a irmã de Edwina, que por sinal odeia a fama de Anthony, que ele seria um bom partido para sua irmã e que não era mais um fanfarrão.
Os dois começam a protagonizar a cada encontro várias cenas de gato e rato que só a diva Quinn sabe nos proporcionar em seus romances. Kate é irritante, tira ele do sério, mas despertava nele muitas sensações. E para a maior surpresa, Kate passa a nutrir um sentimento por Anthony, para desespero dela. Mas ela sabe que isso é errado e que precisa apoiar sua irmã, então concede a permissão para que eles se casem. 


"E a verdade era que ela nem sequer sabia o que estava errado. Tudo o que sabia era que, naquela tarde, algo mudara entre ela e o visconde."
E com uma ajudinha do destino, em meio a uma situação improvável, o destino de Kate e Anthony poderá de vez se entrelaçar.


"Anthony sabia que devia estar louco. Não poderia haver outra explicação. Ele pretendia assustá-la, apavorá-la, fazê-la compreender que jamais poderia intrometer-se nos assuntos dele e sair vitoriosa, mas, em vez disso... Ele a beijou."
Julia Quinn é maravilhosa. Como não amar seus personagens? Além de termos todos as descrições de bailes da época e ainda acompanhar as confusões dessa família, podemos ver o desabrochar de Anthony e Kate à medida que a história avança.
O segundo livro da série Os Bridgertons conseguiu ser ainda melhor que o primeiro, com um ritmo mais dinâmico, repleto de tiradas inteligentes e toda aquela confusão quando os personagens são tão turrões. Anthony se mostra um perfeito cavalheiro e faz jus ao título desse livro. Impossível não se apaixonar por esse Bridgerton. E em falando nessa família, vamos tendo oportunidade de conhecer um pouquinho dos irmãos que vão dando o ar da graça e já nos conquistando com algumas de suas características.

Para quem ama romances de época essa é uma das melhores séries e a primeira em histórico que tive oportunidade de ler, por isso resolvi que vou trazer as próximas resenhas dos livros em breve aqui no blog. Vale a pena a leitura de cada um deles e logo conto a vocês meu personagem favorito dessa grande e acolhedora família.

Se você ainda não teve contato com a escrita da Julia Quinn e deseja conhecer mais de suas séries, recomendo que inicie com Os Bridgertons. E a notícia boa é que todos os livros já foram lançados pela editora Arqueiro. 







7 comentários via Blogger
comentários via Facebook

7 comentários:

  1. Eu amo os Bridgertons e Anthony é um dos meus preferidos.

    ResponderExcluir
  2. Os livros da Julia Quinn são sempre uma boa pedida. O universo criado por essa autora é encantador.

    ResponderExcluir
  3. Aiiiii meu amorzinho. Esse é um dos meus favoritos da série. Impossível não amar. Antony tomou meu coração e em uma tarde eu o aderir por completo. Amo demais essa série. E fico feliz por saber que você também gostou.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. legal que vc se encantou com a leitura... particularmente não curti o estilo de escrita da autora, então dessa vez vou passar a dica... sem contar que não aprecio romances de época...
    bjs...

    ResponderExcluir
  5. Olá
    muito legal sua resenha e lembro que essa foi a autora que fez os romances de época bombarem né? Então imagino que devem ser livros muito bons os dela, espero poder ter oportunidade de ler em algum momento

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiee Camila ^^
    Sabe que eu aprendi a gostar de romance de época por causa da Julia? Lembro até hoje do dia em que li "O duque e eu" e me apaixonei pela escrita e pelos personagens dela. Hoje sou mega fã e leio tudo o que ela lança...haha' Gosto muito do Anthony, mas não tem como... Colin e Gregory são os meus Bridgertons favoritos!
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Adoro essa série, esse até o momento é o meu favorito, me diverti demais com esse romance e pretendo ler as continuações, essa família é mito acolhedora. Meu primeiro romance de época foi o Duque e Eu, e me apaixonei pelo gênero e por essa família. Bateu até saudade aqui!!

    beijos!
    http://blogdatahis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© Book Obsession ♥ | Design e Desenvolvimento: JaqueDesign imagem-logo