13 novembro 2017

Resenha: Origem - Dan Brown - Editora Arqueiro

Título: Origem
Autora: Dan Brown
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 432
Onde Comprar: http://amzn.to/2yANzkb
Sinopse:

De onde viemos? Para onde vamos?
Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete "mudar para sempre o papel da ciência".
O anfitrião da noite é o futurólogo bilionário Edmond Kirsch, de 40 anos, que se tornou conhecido mundialmente por suas previsões audaciosas e invenções de alta tecnologia. Um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, há 20 anos, agora ele está prestes a revelar uma incrível revolução no conhecimento... algo que vai responder a duas perguntas fundamentais da existência humana.
Os convidados ficam hipnotizados pela apresentação, mas Langdon logo percebe que ela será muito mais controversa do que poderia imaginar. De repente, a noite meticulosamente orquestrada se transforma em um caos, e a preciosa descoberta de Kirsch corre o risco de ser perdida para sempre.
Diante de uma ameaça iminente, Langdon tenta uma fuga desesperada de Bilbao ao lado de Ambra Vidal, a elegante diretora do museu que trabalhou na montagem do evento. Juntos seguem para Barcelona à procura de uma senha que ajudará a desvendar o segredo de Edmond Kirsch.
Em meio a fatos históricos ocultos e extremismo religioso, Robert e Ambra precisam escapar de um inimigo atormentado cujo poder de saber tudo parece emanar do Palácio Real da Espanha. Alguém que não hesitará diante de nada para silenciar o futurólogo.
Numa jornada marcada por obras de arte moderna e símbolos enigmáticos, os dois encontram pistas que vão deixá-los cara a cara com a chocante revelação de Kirsch... e com a verdade espantosa que ignoramos durante tanto tempo.




Dan Brown mais uma vez traz o querido professor Robert Langdon e compartilha conosco uma gama de conhecimentos sob a ótica da tecnologia. E por mais que a fórmula se repita é impossível ficar indiferente a cada enigma exposto.

Conhecemos o cientista e futurólogo Edmond Kirsch. Renomado, nunca escondeu o fato de ser ateu. Sempre questionador de tudo que envolve a religião, passou sua jornada buscando as respostas para seus dois maiores questionamentos: De onde viemos? Para onde vamos?

Agora prestes a revelar uma grande descoberta que promete revolucionar e estremecer não apenas os pilares das crenças religiosas, mas de toda a humanidade.
Assim resolve reunir e informar os três líderes espirituais para contar sua descoberta antes de realizar o anúncio oficial em um grande museu. A única coisa que eles não sabiam, era que Edmond planejava antecipar esse evento, pegando-os de surpresa.
Com a ajuda de Ambra Vidal, noiva do príncipe Júlian e curadora do Museu Guggenheim de Bilbao, Kirsch transforma o evento desta noite em uma perturbadora para todos que acompanham ao redor do mundo.

Claro que não poderia faltar nesse evento, o seu grande amigo, Robert Landgon. Que se surpreende com os feitos de Edmond, principalmente por ser incluído em parte de sua apresentação. Acontece que essa transmissão além de inovadora e repleta de tecnologia de ponta, estaria a um passo de ser interrompida pelo assassinato de Edmond por um militar recém colocado na lista de convidados, a pedido do Palácio Real. Dando margem a uma grande especulação sobre as autoridades religiosas quererem calar a voz de Edmond.

Após a divulgação de nomes e todo o caos que vai gerando uma comoção de todas aquelas pessoas que acompanhavam a apresentação de Edmond. Fazendo com que Ambra, Robert e o mais recente feito de Edmond, o Winston, uma espécie de robô, comecem uma investigação para decifrarem qual a senha que permitiria ter acesso aos estudos de Edmond e com isso continuarem com a apresentação. O problema será descobrir que senha, uma pessoa como Edmond, poderia ter e que tivesse 47 letras.

Não seria uma tarefa fácil, mas quando se tem um amigo como Robert Landgon, nada é impossível, sobretudo se for para desvendar um bom enigma.

“- Desde o início da história religiosa, nossa espécie foi apanhada num fogo cruzado interminável: ateus, cristãos, muçulmanos, judeus, hindus, os crentes de todas as religiões. E a única coisa que une todos nós é nosso profundo desejo de paz.”


Assim que vi que teria uma nova obra de Dan Brown sendo lançada pela Arqueiro logo criei expectativas e por mais que você leia inúmeras resenhas querido leitor, nada chegará perto da empolgação que algumas cenas podem proporcionar.
Mas se for comparar com as tramas anteriores já lançadas pelo autor, certamente muitos vão sentir falta daquela enxurrada de enigmas, obras para analisar e desvendar. Em alguns momentos da leitura parecia que Dan parecia estar “pisando em ovos” para desenvolver o assunto, mas tenha calma, ele apenas estava preparando o terreno para mostrar de forma que o leitor todo assunto abordado.

Falar sobre a Origem da vida não é para qualquer um e esse emaranhado de informações, estudos, experimentos, traz muitos questionamentos e suposições sobre as crenças religiosas, as implicações que as evoluções tecnológicas geram e principalmente sobre para onde a humanidade está caminhando.

Dan como sempre faz críticas, nos tirando da nossa zona de conforto e nos fazendo refletir.

Estamos preparados para lidar com todas essas mudanças?
 
“- Você prefere viver em um mundo sem religião ou sem tecnologia?”

Em comparação com os outros livros lidos do autor, esse foi o que mais demorei a concluir a leitura. Demorei uma semana pois em vários momentos tive que dar uma parada já que até um pouco depois da metade a leitura foi bem arrastada. Porém, depois engata com os momentos decisivos e aí ficou intensa, fluida e até empolgante.

Um ponto que me chamou atenção é que dessa vez a trama se passa na Espanha, saindo um pouco do cenário do Vaticano e da Itália.
E o grande protagonista acreditem se quiser dessa vez não foi Robert Langdon. Pelo contrário, Winston roubou a cena e o professor não foi nada mais que mero coadjuvante.
Sobre os enigmas e alguns mistérios, muito do que eu desconfiava, depois foi confirmado, mas nada do que o autor colocou deixou de ser explicado.

“O diálogo é sempre mais importante que o consenso.”

Origem é o quinto livro de Dan Brown que trouxe o personagem Robert Langdon. Não vejo necessidade de ler na ordem, pois as tramas trazem situações e cenários diferentes.

A editora Arqueiro fez um ótimo trabalho com a edição, a capa é intrigante e instigante. As narrativas trazem vários cenários facilitando o leitor entender a trama e mesmo com mais de cem capítulos, curtos em sua maioria, não perderam a qualidade.

Uma leitura extremamente reflexiva que merece ser conhecida por todos. 







14 comentários via Blogger
comentários via Facebook

14 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Tenho muita curiosidade de ler os livros do autor, vejo falarem super bem das obras. Adorei tua resenha e já estou doida pra ler esse também, mas acho que irei ler na ordem, mesmo que não seja necessário, hehe.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Tenho muita curiosidade de ler os livros do autor, vejo falarem super bem das obras. Adorei tua resenha e já estou doida pra ler esse também, mas acho que irei ler na ordem, mesmo que não seja necessário, hehe.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. Oi tudo bem?
    Esse autor é bastante conhecido mas ainda não li nenhuma das suas obras! É uma pena que o livro não tenha superado suas expectativas mas acredito que eu como leitora iniciante das obras dele talvez vou gostar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Estou louca para ter esse livro, para ler esse livro, para entrar nessa história. Sou fã assumida do Dan Brown e eu pirei completamente ao saber que esse livro iria lançar. Sua resenha, maravilhosa por sinal, apenas me deixou com ainda mais vontade de ler!

    ResponderExcluir
  5. Eu estou louca para ler esse livro, o Dan Brown é um dos meus autores preferidos e amo demais as obras dele. Bom, certamente eu vou sentir falta dos muitos enigmas, mas acho que vou gostar muito da leitura.

    ResponderExcluir
  6. Apesar de toda fama e maestria em escrever que o autor possui, nunca li um livro dele por completo. Sempre no meio do caminho desanimo.
    Este em particular me chama atenção em alguns pontos, mas não sei se conseguiria ler, mas que bom que você gostou e o autor inovou um pouquinho em relação a cénarios.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Tenho pé atrás com o Dan Brown, pois é gritante a cópia que ele faz do Eco, porém, não nego que curto a forma como ele trata a institucionalização da religião nos livros dele.

    ResponderExcluir
  8. Olá, amei a ambientação na Espanha. Ainda não li nada do autor, apesar de ter um de seus livros na estante. Já fiquei curiosa pra descobrir os segredos de Edmond.

    ResponderExcluir
  9. Oiii Camila

    Realmente falar sobre a origem da vida é complicado , só alguém do calibre de Dan Brown por exemplo consegue se dar bem na missão. Achei bem legal a resenha porque de antemão agora ja sei que ainda que não pareça ter o mesmo ritmo e impacto que os livros anteriores devo persistir pois é apenas Dan nos preparando para o que está por vir. Aii que intriga, quero conferir essa obra algum dia...

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler esse livro e, por isso, confesso que li sua resenha um pouco por cima. Quando se trata de um livro do Dan Brown, eu sempre prefiro ler sem saber nada sobre o enredo e ser surpreendida pelo autor.
    Achei uma pena a primeira metade do livro ser um pouco arrastada, porque normalmente os livros dele já me prendem desde o começo, mas que bom que a trama fica mais dinâmica da metade para frente. Achei interessante o fato de que Langdon perde um pouco o protagonismo e fiquei curiosa para conhecer esse personagem, Winston, que roubou a cena.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Não li nenhum dos livros da Dan Brown. Já li muitas resenhas e vejo que até gosto de algumas coisas que ele aborda, como a crítica a religião. Mas não sei porque, não me sinto instigada a ler. Também já tentei ver os filmes, mas não consegui chegar no final.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oii! Eu ainda não li nenhuma obra do Dan Brown, mas tenho bastante curiosidade, ainda mais em relação a esse novo lançamento. Eu pensava que era necessário ler na ordem haha, mas como são histórias diferentes, acho que irei começar por esse. Adorei a sua resenha, obrigada pela dica. Bjss!

    ResponderExcluir
  13. Não pedi o livro, mas já vi opiniões variadas, sempre 8 ou 80. Ou amaram ou acharam muito ruim. Que bom que você faz parte dos que gostaram haha.

    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Amo Robert Ladgon <3 melhor personagem ever!
    Na verdade, amo tudo o que o Dan Brown escreve.
    Estou doida por esse lançamento *---*

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© Book Obsession ♥ | Design e Desenvolvimento: JaqueDesign imagem-logo