Resenha: Meu Livro. Eu que Escrevi. - Raony Phillips & Duny Eveley - Editora Intrínseca

Título: Meu Livro. Eu Que Escrevi. 
Autora: Raony Phillips & Duny Eveley
Editora: Intrínseca
Ano: 2017
Páginas: 168
Onde Comprar: http://amzn.to/2yFozrl
Sinopse:

Duny (lê-se Dani) é uma celebridade de alcance mundial, alçada ao estrelato por seu imenso talento, inteligência, classe e beleza incomparáveis. Ou, pelo menos, era isso o que ela esperava da vida - que, no caso de Duny, se resume basicamente a um loop infinito de lacres, barracos e baixarias cometidos em busca da fama. Meu livro. Eu que escrevi é o maior deles.
Conhecida dos fãs principalmente por trabalhar e morar na Pensão da Tia Ruiva e ser uma das estrelas da websérie Girls in the House, Duny hoje comanda também o reality show investigativo Disk Duny e é comentarista on-line de premiações como o Oscar e o Grammy para uma grande rede de TV, mas ela já passou por muita coisa nessa vida: da humilhação pública de fazer
gachamentos em trajes sumários num programa de auditório a fingir que suporta crianças só para ser babá da filha de uma artista famosíssima e ficar um tantinho mais perto dos maiores nomes da música pop.
Se valeu a pena? Para Duny, ainda vamos saber. Mas, para quem lê essa autobiografia recheada do início ao fim com o melhor da ironia (ou grosseria) moderna e total ausência de preciosismo vernacular, vale cada página




Um dos grandes lançamentos da editora Intrínseca esse ano foi com essa personagem, Duny, que se destaca pela irreverência e o humor ácido.

Antes do encontro de blogueiros na Bienal, já tinha ouvido falar na série Girls in The House e de sua protagonista Duny, mas foi através desse encontro e da forma como a equipe da editora apresentou o livro, que me despertou a curiosidade para adquirir essa obra.

Duny Eveley, é a típica aspirante a celebridade. Na vida dela não existe a possibilidade de não ser famosa e com isso ela vai sempre se metendo nas maiores confusões para conseguir o tão almejado lugar ao sol.
“- Querido, eu tava falando normal. Inclusive, eu falo português fluente com algumas atualizações e fiz dois meses de Fisk.”

O problema é que suas escolhas sempre em algum momento vão por água abaixo e lá vai ela tentar de outra forma recomeçar a trilhar a próxima escalada para fama.

De característica peculiar, Duny é aquela personagem que fala o que pensa doa a quem doer e seus pensamentos variam de acordo com a onda do momento. Mas em hipótese alguma, deixará de lutar para se tornar uma aclamada e desejada estrela.
“O que eu vou dizer de mim? Que sou desocupada na empresa Vida? Pós-graduada na empresa Sono? Cansada na empresa Chega, Não Aguento Mais? Chateada na empresa Dia a Dia?”

Em meio a tantas confusões e atrapalhadas que Duny se mete, toda determinação é um convite para dar boas risadas. Porque se tem uma coisa que ela sabe fazer com esmero é estar dentro das situações mais loucas que certamente alguém em sã consciência dificilmente se meteria.

A leitura gira toda com foco na vida dessa personagem. Em cada capítulo conhecemos alguma situação inusitada que Duny vivenciou. Porém, apesar de todas as loucuras e de não acreditarmos que ela conseguiu a façanha de se meter nas piores armadilhas, fica impossível não cair na gargalhada. 
“Não, não estou à procura de ninguém. Não tenho culpa se a sociedade aprendeu que as pessoas precisam de alguém. Na verdade, até preciso de alguém, mas não para satisfazer minha vida amorosa, pois já tenho muito amor por mim mesma e até falo que sou linda várias vezes.”

Que personagem!

Raony Phillips que tem um grande número de seguidores em seu canal no Youtube, RaoTV, mostra que seu projeto vai além da qualidade gráfica e nos surpreende com humor, tiradas ácidas, diálogos inteligentes, fazendo o leitor mergulhar em uma aventura divertida e de leitura fluida.



Claro que algumas piadas ficam mais fáceis para aqueles que conhecem com mais afinco a série, mas mesmo assim se caso não tenha nenhum conhecimento, lhe garanto que irá aproveitar tranquilamente.

Vale ressaltar a importância da aparição de alguns personagens secundários, que foram imprescindíveis para a construção das fases vividas por Duny ao longo dos capítulos.
Sobre a edição, que diga-se de passagem, está de muito bom gosto. Contamos com um projeto gráfico repleto de imagens, uma diagramação bem feita.
O livro é curtinho, com apenas nove capítulos, de leitura rápida, sem enrolação. Sendo uma indicação para leitores que gostam de histórias bem engraçadas, para um bom entretenimento, certamente Duny irá fazer você se render aos seus encantos.


Duny Eveley nas paredes no estande da Editora Intrínseca na Bienal do Rio.





7 comentários via Blogger
comentários via Facebook

7 comentários

  1. Olá, tudo bem? Já tinha visto este livro por aí várias vezes, e confesso que acho o título bem curioso, rs, porém ainda não sabia do que a estória tratava. Adorei tua resenha e fiquei bem curiosa pra ler o livro, parece ser bem engraçado mesmo..

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Eu acho essa personagem super engraçada e quero ler esse livro, que deve ser divertidíssimo.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  3. Já tinha visto esse livro por aí, mas não havia lido nenhuma resenha. Não sabia que se tratava de um livro de Youtuber. Parece ser interessante pelo humor. Mas não é uma leitura que me atraia.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oiii Camila


    Às vezes o livro é bem curtinho mas já deixa a sensação de boa leitura, esse da Duny parece ser tão divertido, irreverente, perfeito pra relaxar, passar algumas horas entretida, é uma leitura que quero fazer em breve.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Ca.
    Vi um dia uma resenha desse livro e achei muito hilária. Essa Duny deve ser bem doidinha. Como gosto de livros com humor esse vai pra minha lista.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu já tinha visto a capa desse livro por aí, mas não me atraiu muito e eu nem procurei saber mais sobre ele. Lendo sua resenha, acredito que seja uma leitura muito divertida e fiquei imaginando as situações hilárias em que a Duny se envolve.
    Adorei a resenha e, se um dia surgir a oportunidade, eu com certeza leria esse livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Camila. Mulher, eu estou muito interessada nesse livro. Eu não conhecia a Duny até a Intrínseca anunciar a publicação do livro, claro, já tinha visto alguns memes, mas achava que era personagem do The Sims hahahaha Adorei saber mais sobre o livro e já sei que vou amar!

    ResponderExcluir