Resenha: A Baronesa Descalça - Clube dos Devassos #1 - Chiara Ciodarot

Título: A Baronesa Descalça - Clube dos Devassos #1
Autora: Chiara Ciodarot
Editora: Amazon
Ano: 2018
Páginas: 346
Onde Comprar: http://amzn.to/2FHkHhd
Sinopse:

Vale do Paraíba, 1872. Saraus, bailes, rapazes, cavalgar e defender a abolição da escravatura, são estes os gostos da bela Amaia. Mas tudo parece perder sentido quando seus pais morrem e deixam nas suas mãos uma fazenda de café e um testamento que a impede de alforriar os escravos. Sem saber como administrar uma fazenda e se afundando em dívidas, ela encontra apenas uma solução: se casar. Todo e qualquer solteiro ou viúvo se torna um pretendente em potencial. Ou quase todo. Eduardo Montenegro não é pretendente para moça de família. Fundador do Clube dos Devassos, o misterioso Montenegro não pretende se casar, mas isso não o impede tentar levar Amaia para cama. Enquanto tenta manter a sua integridade física e emocional, Amaia arruma um pretendente inesperado. Será que ela vai conseguir levar adiante o seu plano de salvar a fazenda e os escravos, ou será que a sua atração por Montenegro será maior? O famoso devasso acabará seduzido pelos encantos da charmosa abolicionista e a pedirá em casamento antes que ela se case com outro?



A Baronesa descalça é o primeiro livro da série Clube dos Devassos.

A trama mostra Amaia Carvalho, uma jovem de 23 anos, que sempre aproveita as festas das fazendas da região para se divertir. Com seu jeito espoleta, na última festa, que por sinal era o noivado de sua amiga Caetana com Canto e Melo, seus pais cansados de tanto espera-la, decidem seguir para casa sozinhos em sua carruagem, mas o que deveria ser um dia festivo, acaba culminando na morte de seus pais em um trágico acidente.

Agora, Amaia e sua irmã, a detestável Cora, vão precisar gerenciar a fazenda Santa Bárbara, que está repleta de dívidas e ainda seguir as regras do testamento de seus pais. Proibidas de alforriarem os escravos, vender não está entre as opções de Amaia, que é uma abolicionista convicta. Mas essa cláusula imposta a deixa perplexa e sua única opção seria arrumar um casamento para salva-las dessa situação. 
“O sorriso de Montenegro, os olhos ardentes sobre ela, se tornavam um perigo à sua virtude e, consequentemente, aos seus planos de casamento.”

Sua irmã Cora, só quer saber de vender sua parte, mas está amarrada as normas impostas por seu pai e sempre que tem oportunidade demonstra seu descontentamento em permanecer na casa ao lado de sua irmã, da qual não se dá bem.

Mas Amaia não pensa em desistir e sua determinação a colocará em grandes apuros.

Na festa de noivado de sua amiga, Amaia conheceu Eduardo Montenegro. Um homem bonito, misterioso e dono de uma fama terrível perante as mães da sociedade por ser o fundador do Clube dos Devassos. O que elas não sabem é que nesse clube, que só entra quem é convidado, tem grandes nomes importantes como participantes e esconde sua principal função, mascarar atividades abolicionistas durante o período da Escravidão.

Eduardo, fica encantado com a beleza e personalidade de Amaia, porém dentro do que ele busca, não poderá ajuda-la, já que casamento passa de longe na sua lista de objetivos. Seu propósito na região vai sendo mantido em segredo, mas à medida que a leitura avança, vamos conhecendo mais de Eduardo e o que levou a retornar para suas terras, após um período de estudos fora do país. 
“Montenegro a conhecia o suficiente para captar que, detrás do sorriso, escondia-se uma imensa tristeza. E por mais que ela tentasse se manter altiva, forte, uma fênix renascida, ele ainda via a sua fragilidade. Era de se admirar ainda mais. Só gostaria que ela fosse sincera e largasse o orgulho uma vez.”

Ao ver que Amaia está em sua busca desenfreada por um partido e com a chegada de Singeon, um médico, amigo e muito próximo de Cora. Ela vê oportunidade de boicotar a própria irmã e casar o mais rápido possível. Será que Eduardo deixará de lado seus sentimentos e tornará essa tarefa fácil para Amaia? Haveria tempo ainda para o amor deles crescerem em meio a tanta teimosia?


Foi a primeira vez que li um romance de época que retrata um pouco do período da Escravidão aqui no Brasil, até porque a maioria das histórias se passam na Europa. E me chamou bastante atenção como a autora abordou o tema e sua criatividade em usar de um clube para reunir críticas e nos dar uma boa visão dessa época, além de nos apresentar alguns personagens que certamente darão continuidade aos demais livros da série.

Amaia chama atenção pela força de vontade, mesmo que suas atitudes em muitas situações não foram muito legais, deu para perceber que defendia seu ponto de vista e queria salvar não apenas seu lar, mas se preocupava com o próximo e com todos que trabalhavam pra ela. Já seu relacionamento com Eduardo é o típico casal teimoso, que solta farpas o tempo todo e tentam negar o sentimento que nutrem um pelo outro.

Eduardo já nos atrai nos primeiros capítulos onde conhecemos um pouco do seu passado e vemos que apesar de ter sofrido tanto, tornou-se um homem repleto de ideais e determinado para coisas objetivas, porém quando se trata de amor, teve que aprender a ceder para que enfim pudesse ter seu felizes para sempre.



Uma história repleta de detalhes de uma época difícil, com cenas bem descritas e muitas confusões, além de trazer um romance leve com uma leitura agradável, onde uma mocinha que passa a gerir os negócios da família e cheia de defeitos. Os mistérios estão por toda parte nessa leitura e o leitor ainda é agraciado com dois epílogos bem interessantes, que já deixa com gosto de quero mais e possivelmente nos prepara para o próximo livro da série.



A baronesa descalça está disponível na Amazon em ebook e é o livro de estreia da autora Chiara Ciodarot. Para amantes de romances de época nacional, a trama bem construída se destaca principalmente pela diferença dos personagens e seus elementos históricos.

Esse livro foi minha escolha para fazer parte do Desafio Históricos e Eu 3 para cumprir o item: livro ambientado no Brasil.



19 comentários via Blogger
comentários via Facebook

19 comentários

  1. Oi Camila, tudo bem?

    Lendo sua resenha me toquei que eu tb nunca li nenhum romance de época que se passa durante a escravidão no Brasil. Achei mega interessante e acho que vou gostar da mocinha!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Adorei conhecer essa obra. Amo romances de época e também literatura nacional, aí a autora vem e une os dois, que show! Vou anotar o nome da obra, sem dúvidas. Adoro ler sobre obras nacionais contemporâneas que retratam nosso país, não importa em que época seja.

    @leitoraconectada

    ResponderExcluir
  3. Quero ler esse livro desde as chamadas de lançamento que vi por aí. Eduardo parece ser o tipo de personagem a tirar suspiros e Amaia, a moça forte que briga entre a razão e o coração.Gosto de romance de época e fico feliz quando vejo um ambientado em nosso próprio país, isso é valorizador. Espero ter a oportunidade de tal leitura.

    Abraços
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gosto de conhecer novos autores brasileiros e achei muito legal como a autora conseguiu criar um romance contextuado na época da escravidão do Brasil, trazendo também a visão pra esse lado da história.
    Bjoxx

    ResponderExcluir
  5. Olá Camila, tudo bem?

    Eu estou acostumada a ler muitos autores internacionais escrevendo romances históricos, mas aos poucos isso está tomando o cenário nacional também. Eu li um outro livro, que envolve a escravidão no Brasil, mas de uma forma bem mais sangrenta, rs.

    Beijos
    @blogodiariodoleitor

    ResponderExcluir
  6. Oi Cami, eu adoro suas resenhas justamente por isso, você sempre tras algo de novo e que seus leitores não conhecem. De fato eu nunca li um romance de época que retratasse o Brasil, ainda mais no periodo de escravidão, acho um erro enorme porque esse é um dos generos que mais fazem sucesso e ninguem nunca pensou em ambientar em nosso país? Poxa. Adorei sua dica!

    ResponderExcluir
  7. Oi Mila!

    Não conhecia o livro ainda é fiquei bem interessada de cara por ser um romance de época, aí você me fala que ele se passa no Brasil e pronto: me convenceu a ler!

    Quando você falou que retata uma época difícil (o que é impossível não concordar!) e mesmo assim tem um romance leve realmente me deixou curiosa.

    Beijinhos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  8. Muito boa sua resenha. Eu amo romances de época mas li poucos ambientados no Brasil, bom saber que gostou da ambientação desse.

    ResponderExcluir
  9. Quando comecei a ler a resenha não tinha ideia de que se passava no Brasil. Eu ainda não li nada da autora e fiquei bastante interessado, pois romances de época têm seu charme, e abordar a questão abolicionista é um elemento a mais. Adorei a dica.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  10. adorei a dica e a resenha! Ambientado no brasil e romance de época... perfeito!!
    Super anotada a dica!

    Beijinhos

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Nossa, sabe que eu adoro conhecer um pouco mais dos livros nacionais e das revelações principalmente quando se trata de um gênero que eu gosto bastante.
    Não conhecia a obra e nem a autora e assim como você, acredito que nunca li uma obra que se passe no tempo da escravidão aqui no Brasil. Acredito que pelo que disse é obra que vale muito a pena, por isso, anotei a dica e vou pesquisar um pouco mais sobre o livro.

    beijos,
    Mayara

    ResponderExcluir
  12. Oie!

    Achei a proposta da autora muito interessante, gosto muito de ver histórias ambientadas aqui no Brasil e em uma época como essa tratada no livro, entretanto faz tanto tempo que não leio um de época e nacional que por enquanto irei passar a dica, mas ficarei com o nome aqui guardado para no futuro ir atrás e realizar a leitura!

    Bjss

    ResponderExcluir
  13. Olá Camila,
    Eu ainda não conhecia esse título, mas fiquei bem animada para fazer essa leitura, pois eu gostei muito do lugar e fato histórico que o livro tem, sabe? Eu não li nada que se passa no Brasil desse gênero, mas tenho vontade, pois sua resenha está impecável!
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bom?

    Eu só vi esse livro nas divulgações, sem saber interamente do que se tratava e se era bom. Mas só pela capa e sinopse, já fiquei doida para ler, já que, como você falou, se trata de uma romance histórico que se passa no Brasil - ainda mais em uma época conturbada que foi na escravidão. Achei genial a ideia de um clube que, na verdade, é um local de discussões abolicionistas.
    Quero ver como ela vai desenvolver esse romance em um momento tão conturbado. Além disso, posso dizer que não conheço a Cora, mas já não gosto dela? xD Acho que só lendo para ver se será uma personagem que pegarei ranço!

    Enfim, adorei a postagem e agradeço a indicação :)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bom?
    Assim como você, nunca li nenhum romance de época ambientado aqui no Brasil e confesso que fiquei super curiosa para dar uma chance! Curti saber sobre esse clube usado para práticas abolicionistas e também sobre essa personagem que mesmo pisando na bola as vezes só quer lutar pelo melhor para as pessoas que estão a sua volta. Já anotei a sugestão e como uma boa viciada em romance de época, espero poder ler este livro em breve.
    Ótima resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Ainda não conhecia essse livro, mas só pela capa á me apaixonei.
    Acho muito bacana as autoras estarem retratando em livros de Época o brasil, aqui tem tanta história pra contar que não perde em nada para os salões de Londres.
    Com certeza é uma bela história, e já vou procurar pra ler

    ResponderExcluir
  17. Oi.

    Adoro esse gênero, e já gostei muito da capa. Não conhecia esse livro ainda, mas só a sinopse já me atraiu. E depois de ler sua resenha, pude ver que esse livro faz bem o meu estilo. Vou anotar o nome e deixar para ler quando tiver lido os livros que estão na fila há mais tempo.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Nunca li um romance de época ambientado aqui no Brasil, muito menos na região onde moro... Fiquei bem curiosa quanto ao livro, mas no momento vou passar a dica,pois tenho muitos livros do genero na minha infinita listinha de leitura.

    ResponderExcluir
  19. Olá,

    Desconhecia a obra, porém achei essa premissa muito bacana, o tipo de leitura que gostoso, pois já dá para notar que terá aquele bom e velho amor/ódio entre o casal protagonista, espero ler esse livro em breve.

    Beijos!

    ResponderExcluir