Resenha: Cage - Andy Collins

Título: Cage 
Autora: Andy Collins
Editora: Amazon
Ano: 2017
Páginas: 305
Onde Comprar: Amazon
Sinopse:

Mentiras são fáceis de dizer, saem com facilidade como ondas.
Uma após a outra.
Consumindo. Afogando.
Até que chega em um ponto que você não consegue retornar.
É nesse estágio que me encontro.
Mas não é fácil ignorar o rosto do único homem que eu amei. Mesmo que esse rosto me atormente.
E agora meu castelo de areia será derrubado pelas minhas ondas de mentiras.
Não posso fugir.
Não posso gritar.
Não posso dizer a verdade.
Cage está de volta e meu inferno acaba de ganhar um novo significado.
Atenção: Esse livro tem conteúdo impróprio para menores de 18 anos, contendo cenas de abuso físico e psicológico e cenas que podem deixar alguns leitores desconfortáveis. Se esse não é seu tipo de leitura pare aqui, você foi avisado. Mas, se quiser arriscar seu coração e conhecer esse lado Dark, então bem-vindo ao lado escuro da literatura.



Recebi o arquivo desse livro em parceria com a autora e até então nunca tinha lido um romance dark nacional. 

A história conta como Erin e Cage, passaram de um casal que tinha tudo para dar certo, planos e um futuro brilhante para os dois, até que esses planos começaram a ruir.

Temos uma passagem de tempo, e nos dias atuais, Cage está vivendo fora do país como planejado. Com o talento de seu pai, tornou-se jogador e vem colhendo os frutos de seu trabalho. 

Erin, conseguiu ser professora, mas suas últimas escolhas acabaram por deixa-la em casa, cuidando do seu filho e marido. Mas seus sentimentos por Cage sempre estiveram presentes, marcando sua vida dia após dia.

O problema é que seu marido sabe exatamente o que ela faz e toda obsessão que ela tem por esse amor mal resolvido e com seu amor doentio, faz as maiores atrocidades com Erin. Em algumas cenas confesso até ter ficado chocada com tanta loucura desse homem.

“Todos somos capazes de conseguir o que queremos, Erin. Basta ter coragem. E não se esqueça, você não está mais sozinha.”

Claro que o grande vilão da trama não é segredo para ninguém, mas se você não conhece, convido a ler essa história e ficará perplexa como uma pessoa pode ser tão diferente da outra.

Mas as confusões estariam apenas começando, pois Cage mesmo tendo prometido que nunca mais voltaria para o Brasil, agora se vê obrigado a retornar e ajudar seu pai que está muito doente. Porém seu maior medo será ter que cruzar o caminho de Erin e vê-la com outro. 

Logo que Cage aparece, nota que muita coisa está diferente, mesmo que seu amigo tenha lhe colocado a par de algumas situações, nada melhor como o olho no olho para captar que muita coisa está errada com o grande amor da sua vida.

“Acredite em mim, ninguém quer ver uma mulher com um rosto machucado.

- No entanto, o pior, fica onde ninguém pode ver – digo.

- Feridas na alma não se curam, Erin, mas elas nos deixam mais fortes.”

Fica cada vez mais difícil para Erin esconder tudo que vinha sufocando há anos até que a verdade vem à tona e Cage sabe que precisa fazer alguma coisa para livrar Erin das mãos desse psicopata.

Que livro intenso! 

Apesar de não ser o meu estilo preferido de leitura, por contas das agressões, violência doméstica, estupro, me surpreendi com o tanto que a leitura se mostrou fluida e até envolvente. Li em apenas um dia de tanto que me prendeu a narrativa.
Claro que minha alma de leitora queria mais um pouco de romance e um final um pouquinho menos acelerado, mas estamos falando de romance dark, então nada de floreios, a verdade é bem nua e crua.

Andy Collins abordou com bastante coerência os temas que são bem atuais e de uma realidade bem triste em muitos lares. Mas também mostra que o amor pode curar as feridas e principalmente ajudar duas pessoas quebradas a se reencontrarem nesse sentimento repleto de luz e esperança.



Todos os personagens que aparecem na trama têm seu grau de importância para leitura, então uma dica para quem for conhecer essa história é, fiquem ligados em todas os capítulos. A narrativa é alternada, o que me agrada muito na leitura, pois vamos conhecendo a fundo os sentimentos e os pensamentos mais loucos dos personagens que vão mexendo com o nosso imaginário a cada situação. 

Tentei fazer essa resenha o mais superficial possível, pois nesse caso acho que vale a pena o leitor descobrir a medida que avançar na leitura além de encaixar cada peça nesse emaranhado de mistérios.

Como disse lá no início da resenha, esse é um romance dark nacional e poderá ser encontrado em ebook na Amazon.

Essa leitura é a minha escolha para cumprir o DLL de março no item: livro que tenha no enredo abuso ou violência.







20 comentários via Blogger
comentários via Facebook

20 comentários

  1. Olá! Ainda não tinha conhecimento desse subgênero do romance e confesso que pelas cenas que você citou ter, não leria.. Apesar disso é bem bacana conhecer como a leitura foi pra ti e saber que mesmo senso um genero q vc nao curta o livro foi bem fluído.. Bem bacana a dica!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      O tema forte e as cenas são impactantes, por isso entendo perfeitamente quando alguém fala sobre não conseguir ler. Mas foi uma boa experiência.
      Beijos!

      Excluir
  2. Ola
    Gosto muito da Andy e acompanho seu trabalho desde o wattpad. Tenho dela o livro Insano e Insensível e Para Sempre Mais Um dia em ebook. Mas o Cage logo irei ler.
    Que bom que vc gostou apesar de não ser seu gênero de leitura.
    Gostei da foto.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Ahh eu estou bem curiosa para conhecer Insano e Insensível. Espero conseguir ler em breve.
      Beijos!

      Excluir
  3. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro e nem a autora, mas confesso que não faz meu estilo de leitura. Não sou muito fã de romances dark e acredito que essa seja uma leitura muito forte e impactante. Acredito que cenas como as que você descreveu devem ser escritas com muita sensibilidade e, mesmo assim, ainda são difíceis de serem lidas.
    De qualquer forma, fico feliz que a narrativa tenha te prendido tanto e que você tenha gostado da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nisso vou precisar concordar e realmente as cenas foram descritas com bastantes sensibilidade dentro do que foi proposto.
      Beijos!

      Excluir
  4. Olá, tudo bem?
    Ainda não conhecia esse livro e nem a autora, acredito que seja porque não leio romances há alguns anos, acho legal você indicar esse livros no seu blog, tenho certeza que muitas pessoas curtem esse gênero.

    Beijos e abraços
    http://vickyalmeida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para os amantes desse gênero é uma boa dica mesmo.
      Quem sabe em uma próxima dica.
      Beijos!

      Excluir
  5. Oi, Camila. Eu não conhecia o livro ainda e fiquei curiosa pelo o que você falou dele, acho que o protagonista me irritaria demais e com certeza eu ficaria chocada com as atitudes dele, mas essa é a intenção né? hahaha gosto quando os livros mostram as coisas ruins como elas são e não tentam mostrá-las de outra maneira, romantizando por exemplo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beatriz isso que você falou é bem importante, acho que nessa história fica claro que a autora teve o maior cuidado para não passar essa impressão. Afinal romance é romance, abuso é abuso, não podemos misturar, por isso gostei da leitura.
      Beijos!

      Excluir
  6. olá, Camila...pra ser sincera o titulo e a premissa naõ me chamaram a atenção... confesso que esse tipo de leitura não me empolga... vc leu super rápido, ainda mais sendo em ebook...
    bjs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria.
      Apesar de amar os dois tipos de leituras, o ebook sempre consigo ler mais rápido por poder ler bastante a noite e não atrapalhar ninguém com luz acessa hahaha
      Beijos!

      Excluir
  7. Oi, Camila!
    Nossa, não sei se aguento esse tipo de leitura, não... É muito estômago para esse tipo de história. Achei a trama bem interessante e fiquei imaginando o que levava Erin a suportar o marido abusador. Se tiver oportunidade e quiser sair da zona de conforto, lerei com certeza.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  8. Oi Camila, tudo bem?
    Estou vendo uma porção de nacionais no seu blog e o mais legal é que alguns, ou já li, ou estão na minha lista, como é o caso deste livro. Amei a capa e foi o que primeiro me chamou a atenção, lendo a sinopse coloquei na lista! Agora lendo sua resenha á fato que lerei me breve!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, ainda não conhecia esse livro. Achei interessante ele voltar anos depois e tentar ajudá-la. Não sou muito fã de romances pesados assim, mas é uma leitura que pela sua resenha eu gostaria de fazer.

    ResponderExcluir
  10. Oi Ca! Não conhecia o livro e nem a autora. Mas gostei da premissa, apesar de saber que iria me irritar bastante com o protagonista. Apesar de não ser um gênero que me atrai muito, fiquei com vontade de ler <3

    Beijos
    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem Camila?

    Eu não conhecia esse livro e nem a autora, sou meio desligado desses gêneros literários: Romance, Hot, Chick-lit e etc. Achei interessante a premissa, a sua resenha ficou muito boa, mas eu não pretendo ler "Cage", vou indicar para as meninas do blog!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Não conhecia o livro, apesar do nome da autora não me soar estranho. Gostei bastante deste tema dark, e pelo jeito como a autora trabalhou bem, acredito que gostarei também. Único problema é que não leio muito e-book, só tem neste formato? Ótima resenha!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Nossa, já gostei do livro pela sinopse. Sua resenha me fez querer mais ainda. É um tipo de livro que leio sem problemas. Gostei da história, não me parece ser fraca.

    ResponderExcluir