Resenha: A caminho do altar - Julia Quinn - Editora Arqueiro

Título: A caminho do altar - Os Bridgertons #8
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 320
Onde Comprar: AMAZON 
Sinopse:

Ao contrário da maioria de seus amigos, Gregory Bridgerton sempre acreditou no amor. Não podia ser diferente: seus pais se adoravam e seus sete irmãos se casaram apaixonados. Por isso, o jovem tem certeza de que também encontrará a mulher que foi feita para ele e que a reconhecerá assim que a vir. E é exatamente isso que acontece.
O problema é que Hermione Watson está encantada por outro homem e não lhe dá a menor atenção. Para sorte de Gregory, porém, Lucinda Abernathy considera o pretendente da melhor amiga um péssimo partido e se oferece para ajudar o romântico Bridgerton a conquistá-la.
Mas tudo começa a mudar quando quem se apaixona por ele é Lucy, que já foi prometida pelo tio a um homem que mal conhece. Agora, será que Gregory perceberá a tempo que ela, com seu humor inteligente e seu sorriso luminoso, é a mulher ideal para ele?
A caminho do altar, oitavo livro da série Os Bridgertons, é uma história sobre encontros, desencontros e esperança no amor. De forma leve e revigorante, Julia Quinn nos mostra que tudo o que imaginamos sobre paixão à primeira vista é verdade – só precisamos saber onde buscá-la.




Enfim o último filho dessa diversificada família. Como não se apaixonar por cada história criada por Julia Quinn?

Tenho um caso de amor com Os Bridgertons e mesmo tendo sido lançado há um tempo, peguei meus livros para ir relendo e trazendo as resenhas no blog. E posso dizer que a cada leitura, um misto de amor, risadas e muitos suspiros foram dados com cada irmão dessa grande família.

No oitavo livro, Gregory Bridgerton, o último filho de Violet ainda solteiro, o comilão, deseja conseguir a mesma façanha de seus irmãos e de seus pais, casar por amor. 

"Ao contrário da maioria dos homens que conhecia, Gregory Bridgerton acreditava em amor verdadeiro. E seria um tolo se não acreditasse."

Seguindo a fórmula dos desencontros e da falta de empatia inicial, Gregory assim que avista a Srta. Hermione nos salões da sociedade londrina, sente seu coração bater mais rápido, porém como é de se esperar, a moça não sente o mesmo por ele e para piorar nutre sentimentos por um outro rapaz. 

"Aquela sensação mágica e arrebatadora de saber que sua vida estava completa, que ela era a garota certa."

Mas Julia Quinn sempre tem uma carta na manga e nos apresenta a lady Lucinda Abernathy. Uma bela dama e melhor amiga de Hermione. Nunca almejou se apaixonar por alguém e sempre muito prática em suas tomadas de decisões, sai em auxilio de sua amiga por achar que o pretendente dela não é um bom partido, resolve ajudar Gregory a conquista-la. Animado com essa ajuda, não vê a hora de poder mostrar suas qualidades para a jovem e viver o que espera de um romance. Porém, mesmo com toda essa aproximação em nada adiantaria, uma vez que Hermione resolve firmar compromisso com outra pessoa. 

Para a surpresa de Gregory, ele não se sente triste pelo fato de não ter conquistado Hermione, pelo contrário, a partir daí ele percebe que o amor pode estar mais perto do que imagina e esse sentimento vai crescendo dia após dia, preenchendo o coração dos dois, contrariando e muito tudo que Lucy ser incapaz de sentir em algum momento da sua vida. 

“Seus olhos brilharam e seus lábios se curvaram num sorriso.

Ela sorriu. Para ele.

Aquilo o preencheu quase a ponto de fazê-lo explodir. Foi apenas um sorriso, mas era tudo de que precisava.”

O enredo de A caminho do altar é encantador, leve e fluido. Gregory me conquistou logo nos primeiros capítulos, por ter uma visão extremamente romântica, almejar viver o amor e querer estar apaixonado, quando não é esse o caminho inicial nos romances de época. Já Lucy se destaca por ser prática e objetiva, apesar de ter achado que ela poderia se impor um pouco mais em relação antes de conhecer Gregory, mas gostei bastante do desfecho e a reviravolta que Julia Quinn deu para essa personagem.



A narrativa está em terceira pessoa e a capa segue o padrão das anteriores, assim como a diagramação. Com todos os livros lançados em físico e em ebook, ainda temos mais um volume com oito epílogos e um conto da grande matriarca da família Bridgertons, Violet, em E viveram felizes para sempre.

Uma série que deve ser lida por todos os fãs de romances de época ou para quem quer iniciar a leitura dentro do gênero. Com todos os elementos para deixar a leitura mais envolvente, o leitor irá sorrir das travessuras, suspirar com os casais, conhecer mais da sociedade londrina e torcer por finais felizes.







6 comentários via Blogger
comentários via Facebook

6 comentários

  1. Oi, tudo bem? Confesso que tô muito afastada desse gênero, porque o li demais na adolescência. Hoje, mal consigo olhar pra esses livros, peguei ranço mesmo, porque ainda acho que eles são muito reciclados. Achei muito legal a personagem se chamar Hermione HAHA. Mas a narrativa, realmente, não é nada daquilo que, hoje, eu gosto. Mas que bom que gostou da leitura, é sempre ótimo acompanharmos uma série, mas acho triste chegar ao último volume, eu sempre choro HAHA.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oiii Camila

    Da Julia Quinn eu só li o Duque e Eu mas infelizmente acho que esperava demais dessa leitura e acabei me decepcionando um pouco, sei lá, não foi uma leitura ruim, mas achei que seria bem melhor do que foi, e por conta disso acabei abandonando a série. Quem sabe um dia eu retome, vejo vários elogios referentes aos próximos livros e confesso que aos poucos vou ficando curiosa em conhecer a história dos outros membros da fmailia Bridgerton.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Camila
    sabe que me sinto uma ET por não ler livros do gênero?, tenho ( 7 ) na estante, e ainda não li nenhum , OMG.
    O bom é que amnha mã adora um chá das cinco e tem TODOS os romances de época que saiu recentemente, e o que não tem já esta no caderninho, a Julia Quin? tem todos kkkkkkk.
    Posso ler quando der vontade já que ela pega os meus pra ler também.
    Adorei a foto e a resenha, maaasssss, vou devagar nesse gênero .
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? AH como ame esse livro. Um dos meus favoritos da série, estou precisando de uma releitura dos Bridgertons também! Gregory foi me conquistando aos poucos quando aparecia nos outros livros, mesmo pequeno, e quando chegou sua história não me decepcionei. Sem falar da Lucy, que fez uma ótima protagonista. Adorei rever alguns elementos de quando li. Ótima resenha!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Ca, tudo bem?
    Tenho que confessar que cada vez que eu encontro uma resenha sobre essa série, me sinto culpada por ainda não ter lido. Faz tempo que não leio nada da autora e morro de vontade de me jogar na trama e conhecer essa família tão popular hiahuiahiuhaua

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  6. Olá eu amo Julia quinn e essa serie dela eu só li até o segundo e não li mais pretendo retornar a ler esses livros logo pois sua resenha me animou para retornar a leitura.

    ResponderExcluir