Resenha: A Garota do Calendário: Maio - Audrey Carlan - Verus Editora

Título: A Garota do Calendário: Maio
Autora: Audrey Carlan
Editora: Verus
Ano: 2016
Páginas: 144
Onde Comprar: AMAZON 
Sinopse:


O quinto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em maio, Mia vai trabalhar como modelo no Havaí, onde conhecerá Tai, um dos homens mais impressionantes que ela já viu. Com ele, Mia vai descobrir que o prazer não tem limites — e que ela deve aproveitar absolutamente tudo o que a vida tem a oferecer.



O mês de maio chegou para Mia Saunders e o destino agora é o Havaí. Preenchendo a vaga para ser modelo em uma campanha de biquínis, a bela tem uma agradável surpresa quando é liberada para levar sua irmã Maddy e passa a fazer parte do casting, visto que os donos da campanha a querem exclusivamente para o trabalho e não como uma presa fácil para se entregar aos prazeres sexuais. 

“O verdadeiro amor sempre é difícil. Acho que você tem que passar por algumas provações e adversidades para chegar ao final feliz, para encontrar o viveram felizes para sempre."

Enquanto divide-se entre o trabalho e aproveitar a encantadora cidade, Mia conhece Taí, um modelo extremamente atraente. Os dois se dão bem de cara e criam uma afinidade. Sendo assim, Havaí se torna ainda mais interessante, pois o Samoano a deseja e logo ambos estão protagonizando as inúmeras cenas quentes nas páginas a seguir. 

“Não era amor que nos mantinha agarrados um ou outro. Era amizade, desejo e facilidade. Tai e eu juntos era uma coisa que funcionava. Era fácil. Nenhum dos outros homens com quem passei o mês havia sido tão tranquilo quanto ele."

Porém o que mais chama atenção em Mia, é perceber que Taí também tem um bom coração e pertence a uma família muito especial, o que fará com que esses dias sejam de muito desejo, carinho e aprendizado. 


Tirando as inúmeras cenas de sexo, porque infelizmente isso é o que mais dificulta a minha leitura dessa série que vem se prolongando desde que foi lançado os livros, mas que pretendo finalizar só para ver como se dará o final de Mia e Wes, a trama em si chamou atenção por ter mais do âmbito familiar por parte de Taí e temos a oportunidade de conhecer alguns costumes locais da cultura havaiana. 

A leitura é fluida, mas não posso dizer que seja apaixonante. A narrativa é realizada pela protagonista, as trocas de mensagens no decorrer dos capítulos, assim como a famosa carta de despedida de Mia aparecem fechando mais um ciclo. O livro é curtinho e a editora já aguça a vontade do leitor apresentando o próximo destino da moça no bônus ao final do livro.







0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário