Resenha: Giovanni - Bethany-Kris - 3DEA Editora

Título: Giovanni - Filthy Marcellos #2
Autora: Bethany-Kris
Editora: 3DEA
Páginas: 298
Onde Comprar: AMAZON | lOJA DA EDITORA
Sinopse:


* Livro recebido em parceria com a editora


Giovanni Marcello vive a vida por seus próprios termos. Como capo e filho de um chefe da máfia, sabe o que é conduta aceitável ou não, mas isso não o impede de fazer o que quer e quando quer. A única coisa que ele nunca faria é desobedecer aos princípios de la Cosa Nostra. Até passar uma noite com ela.
Kim Abella cometeu alguns erros e está pagando caro com um casamento forçado para sofrer com as demandas e abusos de Franco. Depois de tudo que aprendeu nesta vida, Kim sabia que não devia se meter com outra família da máfia.
Estar com Giovanni a faz lembrar de como é viver sob o controle de Franco, o que está a mantando lentamente. A única coisa que pode salvá-los da sepultura pelo que fizeram, é seguir as mesmas regras que já quebraram. Às vezes, o amor tem que começar um pouco imoral.


Dando sequência as leituras da série Filthy Marcellos, o segundo livro traz como protagonista Giovanni, o filho mais novo da família de mafiosos que se destacam por obterem grande parte do controle dos negócios nos Estados Unidos. 

Giovanni chamou minha atenção desde o primeiro livro. Seu temperamento intempestivo, vive colocando a condição de sua família como o centro de várias confusões para desespero de seu pai e irmãos. O problema que mesmo com esse jeito torto de levar a vida, Giovanni tem a confiança pelo cargo que possui como Capo na máfia. 

A trama já inicia com a celebração da festa de casamento de Lucian e Jordyn. Muitos nomes importantes da máfia estão reunidos no salão em Las Vegas, porém, uma pessoa chama atenção de Giovanni ao sentar à mesa de jogos e mesmo com todos os sinais lhe alertando sobre a possibilidade de estar prestes a se jogar no olho do furacão, esse italiano não deixará passar a oportunidade de dormir ao lado dessa linda mulher.

“Apaixonar-se é uma merda assustadora”, disse Lucian. “Especialmente, para homens como nós.”

A bela em questão é Kim Abella, logo que começam a interagir a atração é evidente e por mais que ela tente disfarçar sabe que após essa noite dificilmente outra pessoa lhe despertará tantas sensações como Giovanni é capaz de fazê-la sentir. 

Agora, após a reunião da comissão que reúne os maiores seis chefes da máfia, Giovanni terá que deixar seus afazeres em Nova York para passar uma temporada em Las Vegas e de quebra descobrir algumas informações para seu pai que vem desconfiando das atitudes de Franco, filho do seu amigo e um dos grandes chefes da máfia, Maximo.

“Se é uma situação de, ou eu, ou eles, eu sempre vou me escolher. Mesmo se for egoísta e por minha causa. É assim que esta vida funciona. Se um homem quer viver, ele precisa estar ciente dos jogadores ao seu redor.”

Só que essa temporada será ainda mais conflitante para Giovanni, quando se depara com Kim, aquela que não sai de sua cabeça desde a festa de casamento de seu irmão Lucian, e descobre que a mesma está em um relacionamento forçado justamente com Franco, um dos caras que ele mais odeia na face da terra. 

Dividido entre todas as obrigações de seguir à risca os princípios de um capo da La Cosa Nostra e todos os sentimentos que nunca sentiu por uma mulher, Giovanni ultrapassará uma linha muito perigosa que poderá colocar a integridade de sua família a prova, assim como a sua vida e desse amor.

“Se eu precisasse de um exemplo de como amar uma mulher, meu pai é um bom. Ele sempre foi dedicado e fiel a Cecelia. Nunca houve qualquer outra pessoa para ele. Respeito e admiro-o por isso, mas eu não entendo como uma pessoa pode deixar alguém de joelhos assim. Ou não entendia, eu acho.”


O segundo livro da série consegue ser tão ou mais envolvente quanto o primeiro. Lucian é imponente, decidido e todos os irmãos tem um senso de responsabilidade quando o assunto são mulheres sendo desrespeitadas. E isso sinceramente é muito legal de se ler em relação aos mafiosos. 

Giovanni teria tudo para ser o cara errado. Seu gosto por baladas, bebidas e drogas, por si só já o lista como problema com P maiúsculo, mas quando descobre que a agitação em seu peito se dá por causa de Kim, não pensa duas vezes em mudar suas atitudes. E se mostra o tempo todo cuidadoso, preocupado, romântico e não sossega enquanto não consegue uma solução para a avalanche de problemas que significa ao quebrar um dos princípios da La Cosa Nostra. 

A relação familiar entre Os Marcellos é admirável. O amor dos pais, Anthony e Cecelia é lindo e muito motivador, além da interação com os irmãos, os puxões de orelha para irem à missa, tornando tudo engraçado. Sobre os irmãos, eles brigam, caem na porrada quando preciso e eles mesmo se acertam, porque se amam e prezam demais a família. 

Um ponto que vale destacar na trama e que a autora soube conduzir bem, foi trazer à tona os relacionamentos abusivos e até onde um filho paga pelas atitudes e ganância dos pais. Mas o fato da mocinha que mesmo forte, astuta, de personalidade marcante, tenta a todo custo não baixar a cabeça para as loucuras e violência de um relacionamento desse tipo para proteger algumas pessoas da maldade de Franco, acaba cedendo em meio àquela falsa segurança.



Sobre a edição: a 3DEA editora segue o padrão da capa anterior, fazendo referência ao protagonista da vez. A diagramação é bonita e a fonte confortável para leitura. 

Por se tratar de uma série, é importante ler na ordem dos lançamentos, pois as histórias apesar de colocarem como personagem central cada membro da família, as histórias são contadas de forma que o leitor se perderá na cronologia dos acontecimentos. 

Giovanni foi uma leitura tão prazerosa que meu livro ficou repleto de post it e em breve pretendo fazer uma postagem só com os quotes que mais chamaram minha atenção. 

Narrado em primeira pessoa e de forma alternada por Gio e Kim, o leitor entrará no coração e na cabeça dos personagens e ficará extremamente envolvido com cada encontro desse casal, mas também sofrerá e ansiará para que saiam ilesos de tantas confusões, só que essa informação você só terá se embarcar nessa leitura. 

Um romance quente, envolvente, com personagens bem construídos, cenas bem trabalhadas e um final eletrizante. Se você acha que essa história seja só mais um livro com mafiosos italianos como muitos que tem por aí, já lhe adianto que se surpreenderá com o rebelde mais interessante da família Marcello.







10 comentários via Blogger
comentários via Facebook

10 comentários

  1. Oie,
    não é um tipo de livro que iria ler, não curto muito esses romances.
    Um ponto positivo certamente é a relação da família, acho que isso deixou o livro com mais calor humano e compreensão, achei justo!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Camila!
    Que premissa mais gostosa a desse livro, eu gosto muito do gênero e adorei a sua resenha sobre esse volume. O fato de estar tão bom quanto o primeiro ou ainda melhor só me deixa mais curiosa para poder ler também. Gostei de ver os temas abordados na obra e saber que nada foi romantizado, pelo contrário, parece que foi tudo muito bem desenvolvido.

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Eu não tenho muito costume de ler livros desses temas! Mas fiquei curiosa com toda essa história da máfia! Adorei sua resenha e já anotei a dica! Pretendo ler futuramente ❤️ Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oie!
    Ainda não li nada da autora, e fiquei curiosa com o livro. E já sei que preciso ler o primeiro para acompanhar todos os detalhes da trama.
    Gostei da capa, ainda não conheço a edição da editora, e quero conferir.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  5. Oi! Realmente achei esse um pouco diferente dos outros livros que você sempre trás, achei mesmo o protagonista mais preocupado e com a mulher pela qual se apaixonada, e parece mudar suas atitudes em virtude disso. E apesar de não gostar tanto assim de livros nessa pegada, gostei muito dessa dica de hoje. Obrigada!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bom?
    Eu não sou muito de me interessar por livros que envolvam a temática máfia, mas esse chamou minha atenção primeiro pela relação retratada entre os Marcellos. Adoro histórias com núcleos familiares, sendo tão diferente então! rs Curti saber também que o mocinho mesmo tendo tudo para ser super errado, sendo um problema com P maiúsculo, consegue ser incrível e cativar os leitores. Já anotei a dica e espero ler em breve ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Confesso que não conhecia essa série, mas fiquei bem curiosa para ler. Esse segundo livro tem uma premissa envolvente e o personagem já chamou a minha atenção também. kkkk
    Vou dar uma procurada no primeiro livro e iniciar a leitura!
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Oii

    Eu costumo amar livros que envolvam a máfia, mas esse não me deixou muito confiante.
    Mas achei bem interessante a relação familiar na trama e também gostei da autora ter trago à tona os relacionamentos abusivos e tudo o mais. Talvez eu resolva dar uma chance daqui um tempo.
    Obrigada pela dica!
    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  9. O livro tem até onde pude perceber um enredo bem envolvente, mas sinceramente não me atraiu. Ando meio cansada de enredos que envolvam a máfia. Lá na frente posso até mudar de opinião, mas por hora vou deixar essa dica passar.

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Vou te confessar que nunca li nenhum livro que envolvesse a máfia e nem tenho muita curiosidade. Acho que há uma certa romantização de como a máfia funciona e não acho isso legal. Porém, achei legal o fato de ser uma relação familiar bonita e o fato de abordar relacionamentos abusivos sem ficar romantizando.
    Vou passar a dica desta vez, mas é só porque eu realmente não curto livros que envolvam a máfia. Mas adorei a resenha e fico feliz que você tenha gostado da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir