Resenha: O Casamento - Victor Bonini - Faro Editorial

Título: O Casamento
Autor: Victor Bonini
Editora: Faro Editorial 
Ano: 2017
Páginas: 368
Onde Comprar: AMAZON 
Sinopse:


Para os noivos é o dia mais importante de suas vidas. Meses atrás, os amigos diriam que o namoro de Plínio e Diana tinha prazo de validade. Eles se conheceram de um jeito bizarro, pensam completamente diferente e nenhuma das famílias aprova o relacionamento. Mas eles resistiram a tudo. E agora vão se casar. Para o detetive é a melhor chance de pegar um criminoso. O mais íntegro dos convidados esconde um segredo devastador. Mas alguém sabe e está disposto a espremê-lo com chantagens. É então que o detetive Conrado Bardelli se hospeda no hotel-fazenda onde ocorrerá o casamento. Ele precisa descobrir o lobo entre as ovelhas. E rápido. Pois, a cada nova ameaça, o chantagista eleva o tom e falta pouco para a bomba explodir. O casal está pronto para o sim. A noiva se prepara para caminhar pelo tapete vermelho. Até que alguém diz: não saia do carro! Enquanto a plateia espera ansiosa em frente ao altar, algo brutal acontece na antessala. Só quando veem as paredes lavadas com sangue é que os convidados se rendem ao desespero. Começa uma confusão para interromper a marcha nupcial e chamar a polícia. Ninguém sabe o que fazer. E Bardelli, que lidava com um caso de extorsão, descobre que se meteu em algo muito pior. Agora, ele é o único capaz de encontrar respostas. O problema é que as mortes não param de acontecer...



Eu já havia lido esse livro há alguns meses atrás e até então não tinha conseguido realizar a resenha. A trama é tão intensa e com uma teia de mistérios tão surpreendentes que se torna difícil expressar em palavras. 

A cerimônia de casamento de Plínio e Diana está prestes a acontecer, mas assim que a notícia de um assassinato ocorre, tudo é cancelado dando início a uma grande investigação. 

O casal nunca teve o apoio completo por parte dos familiares, porém isso nunca os impediu de seguirem firmes em seus propósitos. 

“- A lei do Brasil é uma só: quer subir na vida? Tenha contatos ou mostre que você é o melhor. Senão, te passam pra trás. (...)

- Então, para ter sucesso, você tem que conseguir armas para fuzilar seus adversários. Tem que suar.”

Intercalando vários acontecimentos, a narrativa em terceira pessoa se dá desde o dia que Plínio e Diana se conheceram até o dia desse evento caótico. Em meio essa teia de mistério e muitas especulações, o detetive Conrado Bardelli tem a missão de desvendar quem é o assassino e qual o motivo que levou a tal pessoa a comentar esse crime hediondo.

Dividido de forma bem perspicaz e com um enredo escrito com maestria, a trama ocorre em quatro partes e se você acha que o autor deixa muitas pistas logo de cara, vai se deparar com um suspense extremamente bem conduzido e personagens que deixarão sua cabeça uma verdadeira loucura, justamente por termos ao longo dos capítulos várias narrativas de situações vividas por eles. A todo momento me perguntava quando conseguiria descobrir quem estava por trás de tudo isso.

Ajudando ainda a compor a trama, o autor nos dá amostras de outras histórias de nossos personagens que em determinados momentos roubam a cena e passam de mocinhos a vilões. 

"Um cheiro que conseguia transmitir tanto vida quanto morte. Era o cheiro de rosas. Rosas que são dadas de presente em festas. Rosas que são jogadas sobre túmulos em funerais."


É difícil resenhar uma história que pouco podemos falar sobre os acontecimentos sem dar spoilers e em se tratando de um enredo onde temos um cenário principal e muito suspense sobre quem seria o assassino, torna-se mais complicado ainda. 

Só posso dizer para que leiam essa trama e se envolvam nessa grande reviravolta que o autor preparou para os personagens. Terminei a leitura muito satisfeita com todo o desfecho. Fui pega de surpresa pois não consegui descobri o verdadeiro assassino e isso conta muito quando realizo uma leitura desse tipo, afinal é sinal de que o autor conseguiu deixar tudo muito fechadinho.

O casamento é um livro único. Escrito pelo autor nacional Victor Bonini e publicado pela Faro Editorial, traz uma edição bem caprichada. A capa e a diagramação são um show a parte. A única coisa que me atrapalhou um pouco foi o tamanho da fonte que é um pouco menor que as usadas nas edições em físico e para uma pessoa que usa óculos para ler foi bem cansativo. 

Uma trama muito bem construída, com elementos fascinantes e que prende o leitor do início ao fim. Se você gosta de suspenses de fazer roer as unhas e com muitas reviravoltas, essa leitura não pode deixar de fazer parte da sua meta de leitura.







10 comentários via Blogger
comentários via Facebook

10 comentários

  1. Oi, Camila! :D
    É a primeira vez que vejo uma resenha deste livro, nunca nem tinha ouvido falar sobre ele. A capa realmente é muito impactante, me chamou muito a atenção. Achei a premissa bem original também, acho que nunca vi nenhuma história de suspense e investigação sendo narrada com um casamento como cenário principal. Imagino o quanto deva ser angustiante ficar tentando adivinhar quem é o assassino e o fato dos personagens que parecem mocinhos não serem totalmente confiáveis como aparentam me deixa animadíssima pois acho que poucos autores conseguem escrever os personagens assim, de forma que abrange os seus pontos positivos e negativos. Acho isso algo incrível e a sua resenha me animou demais sobre esse livro. Acho que eu iria gostar muito. Obrigada pela dica! Beijos!

    Jéssica Martins
    castelodoimaginario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cá.
    Adorei a sua resenha e fiquei curiosa para saber se eu descobriria ou não quem é o assassino. Sempre que um final é previsível, o livro acaba perdendo muitos pontos comigo. Adoro quando os autores surpreendem!! Rs...
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  3. Olá, Camila.

    Eu também adorei o livro, o Victor é demais!!!
    O que mais me surpreendeu foi o final do livro, desconfiei e apontei tantas pessoas, no final acabou que não foi quem eu apontava.
    A trama é bem elabora e a narrativa é bem ágil, além de que mais uma vez o detetive me ganhou, espero que o Victor escreva mais livros envolvendo ele!

    Beijo,
    http://pactoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Camila. Tudo bem?
    Há algum tempo eu conheço o livro, mas ainda não o li e morro de vontade, mas sabia bem pouco sobre ele até agora. Adorei poder conhecer mais sobre a trama e o livro me parece ser bem intenso. Gostei de ver seus comentários sobre ele, você me deixou ainda mais animada para a leitura.
    Eu adoro quando o autor consegue nos enganar direitinho durante a leitura e a gente chega no final sem ter ideia do verdadeiro assassino.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Camila!

    Essa história me lembra demais a série O Mistério da Ilha (você já assistiu?), mas talvez seja só impressão. Uns meses atrás um livro desse autor me chamou muito a atenção. Eu nem estava com muito dinheiro na mão e não podia simplesmente comprar um livro naquele dia, mas o livro me chamava.kkkkkkkk... Foi o livro "Colega de Quarto". Eu cheguei a sair da galeria na qual estavam vendendo livros da Faro Editorial, mas acabei retornando e comprando o livro.rsrs Ainda não li, mas gostei demais da premissa e vai ser a primeira história dele que lerei. Se eu amar aí aposto em "O Casamento".

    Dá para perceber que a trama é macabra e bem sangrenta, o que me assusta um pouco, pois gosto muito de suspenses, mas quando caminha para o terror já não me atrai mais. Vamos ver o que acharei desse livro. Espero me surpreender como você com o vilão.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Oi! Eu fiquei super curiosa com a história, apesar de estranhar o porquê de um casal não abastado fazer um casamento de 4 dias... Parece até que ganhou na mega sena para fazer uma festa tão grande (ou eram amigos do dono do hotel fazenda, o que também explicaria tudo).
    E aí o casamento vira palco para essa chantagem e para os crimes, e nem sabemos (até ler) se as mortes estão ligadas a chantagem, se é alguém que é contra esse casamento por saber o verdadeiro motivo da união ou se não estão ligados entre si. E aí, quando você falou ex-noivo e ex-noiva, penso "Depois do primeiro crime, até o amor acabou entre Plínio e Diana!". E se eles iam se casar para esconder algo, com certeza estavam aparentemente disfarçando melhor de o Ricardo Gurgel. Caramba, se eu tivesse algo contra o casamento, eu preferiria recorrer ao clichê do "Fale agora ou cale-se para sempre." do que a crimes, mas com certeza, isso tornou o livro mais tenso e divertido.

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  7. Oii tudo bem???

    Já li todos os livros do Bonini, e esse em especial é bem melhor que o outro, melhor construído e tudo mais.
    Eu acabei descobrindo tudo no inicio da trama, mas gostei bem do desenrolar.
    Adorei a resenha
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  8. ah, eu curto demais romances policiais, livros com assassinatos e afins... já tinha ouvido falar desse livro e na época, fiquei curiosa pra ler... hoje, não tanto... mas acho bacana ele conduzir o leitor pra um desfecho inusitado...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  9. Eu ja havia visto esse livro mas nunca me atentei para o fato de ser escrito por um autor nacional, que coisa mais maravilhosa! Apesar de nao ser um genero que tenho por hábito ler, sua resenha me despertou a atenção por conta do mistério que envolve a trama, espero ler o quanto antes e que a experiência seja tao incrivel quanto foi para você.

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Não li o livro apesar de já ter ouvido falar do autor e ter visto a capa, mas, faltou a oportunidade. A história parece ser bem intrigante e bem construída, o que a gente nunca espera de um livro nacional para minha completa vergonha. Adorei ler sua resenha e agora o livro está entre minhas novas escolhas de leitura. Beijos

    ResponderExcluir