Resenha: Revelry - Kandi Steiner - 3DEA Editora

Título: Revelry
Autora: Kandi Steiner
Editora: 3DEA
Páginas: 341
Onde Comprar: AMAZON | loja da editora
Sinopse:

* Livro cedido em parceria com a editora


Wren Ballard está tentando se encontrar.
Ela nunca esperou se divorciar aos vinte e sete anos, mas agora que a data do divórcio já passou, é oficial. A papelada é final, mas seus sentimentos não são. Passar o verão em uma pequena cidade nas montanhas fora de Seattle é exatamente o que ela precisa. A paisagem pacífica é uma dádiva, o gato com miado engraçado é uma surpresa, mas o gato real? Não! Um belo vizinho com braços bonitos, uma reputação estranha e sem nenhum interesse nela.
Anderson Black está perfeitamente bem sendo perdido.
Ele não se importa com a nova moradora da cidade - ele está ocupado demais lutando contra seus próprios demônios. Mas quando ele está cara a cara com Wren, ele pode ver suas feridas ainda frescas a uma milha de distância. O que ele não vê é a sua necessidade de saber quem os colocou lá - ou o seu desespero para consertá-los.


Wren Ballard nunca imaginou que sua vida teria uma enorme mudança aos vinte sete anos. Recém divorciada, ela abriu mão de seu casamento mesmo amando Keith, seu ex-marido. 

Esgotada de ter que lidar com o abuso psicológico que Keith vivia tentando impor durante tantos anos, Wren quer aproveitar que o divórcio já foi concluído para se afastar um pouco de Seattle e quem sabe assim, buscar inspiração para desenhar uma nova coleção para sua grife, já que com os últimos acontecimentos, ela não conseguia produzir nenhum rabisco descente em seu trabalho.

“Eu me perguntava o que havia mudado sobre o meu amor, sobre mim, que o fazia sentir que eu não era o suficiente. E por um tempo eu tentei mudar, para ser a mulher que o faria feliz. Mas um dia percebi que toda vez que eu dava a ele o que ele queria, eu perdia um pedaço de mim mesma.”

Em suas pesquisas, Wren acha uma casa que parece ser bem aconchegante para passar o verão. Tudo que ela poderia querer, sair de Seattle e aproveitar o silêncio ao redor, cercado de muito verde e belas paisagens. 

Anderson Black tem um passado repleto de cicatrizes que o atormentam até hoje. Apesar de morar em uma das casas ao redor de Gold Bar, seus últimos anos foram enfrentados em uma rotina nada animadora. 

“Eu tentei algumas vezes antes, mas toda vez eu lembrava porque eu não poderia ir.”

Sua tábua de salvação são as conversas com Mamãe Von, uma espécie de amiga e conselheira de quase todos os moradores locais, sempre incentivando Anderson, a curar as feridas desse trágico passado.

Agora com a nova chegada de Wren a pequena vizinhança, esse homem se vê atraído pela bela mulher que conquista a todos com seu sorriso genuíno e determinação. Mas para Anderson, essa aproximação é perigosa e ele se identifica com a dor que seus olhos transmitem. 

A culpa e autopunição pelo passado ainda tendem a atormentá-lo dia após dia. Porém, Wren mexe com sentimentos antes esquecidos e Anderson terá que decidir de uma vez por todas se continua no limbo ou se permite entregar seu coração ao amor.

“Pela primeira vez na minha vida, eu estava completamente ciente da minha existência. Senti meu coração batendo, bombeando sangue, me empurrando para frente, apesar da inadequação e pensamentos de fracasso que vinham tentando desesperadamente me aleijar.

Eu estava viva. Eu estava bem.

E eu sabia que nunca mais seria a mesma.”




Recebi esse livro em parceria com a 3DEA editora e pela sinopse fiquei interessada com o romance. E a surpresa não poderia ser mais agradável. 

Sou do tipo que gosta de romances com dramas, principalmente aqueles em que a autora consegue deixar uma mensagem bacana ao final da leitura. 

Kandi Steiner, traz à tona a importância de nos amarmos e acreditarmos no nosso potencial. E a protagonista é uma verdadeira força nesse quesito. Mesmo passando por humilhações e pelo abuso psicológico de seu marido, nunca deixou de lado seu trabalho e suas conquistas, optando mesmo amando, deixar um casamento de anos, sólido para não perder mais de si. Sabe quando nos doamos tanto a alguém e ela só sabe nos criticar, humilhar e colocar para baixo todo nosso empenho?! Aqui acontece o mesmo, assim como em muitos casamentos. 

Adoro quando o autor nos traz para perto da realidade, nos faz refletir e de forma brilhante da aquela sacudida na gente. 

A narrativa é toda intercalada entre Wren e Anderson. Os capítulos são curtos e fluídos, talvez se tivesse um pouquinho menos de descrições de objetos e lugares, curtiria mais, porém a leitura tem um ritmo bem gostoso. É que como gosto de simplificar, algumas coisinhas acabo achando desnecessário serem narradas, mas veja bem, é a minha opinião. 

A edição está um primor. A capa tem um toque gostoso, o início de cada capítulo vem trazendo um nome, verbo ou adjetivo e seu significado. A diagramação está bonita e a fonte um pouquinho maior que a padrão e ficou bem confortável para leitura.

Sobre o casal é interessante a dinâmica deles. Ambos com marcas muito profundas, mas juntos conseguiram encontrar a paz que tanto buscaram. Não vou contar muito sobre cada um deles separadamente pois entrega muito sobre alguns mistérios que envolve seus passados. Mas já adianto que nenhum dos dois me decepcionou.

Uma história sobre encontrar seu lugar no mundo, sobre se amar, sobre a importância de se livrar de relacionamentos tóxicos, aprender com os erros e o mais valioso, não importa o quanto digam que você não vale algo, você é simplesmente capaz de chegar lá.







3 comentários via Blogger
comentários via Facebook

3 comentários

  1. Oi, Camila!
    Adoro histórias onde encontramos dois personagens que conseguem se curar e se ajudar enquanto se envolvem romanticamente. Pelo o que você falou, achei a personagem principal muito forte e um belo exemplo de que não devemos deixar que nos machuquem. E ter capítulos curtos também faz com que a leitura seja mais rápida né? Anotei a dica aqui, porque não conhecia o título :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Camila!
    Eu não conhecia o livro e gostei da premissa, ver livros abordando um relacionamento abusivo é muito necessário hoje em dia, temos tantos romantizando esse tipo de relação que é muito importante que obras como essa sejam visualizadas. Adorei a sua resenha e fiquei curiosa para ler, eu também gosto de romance com drama e acredito que essa leitura vai ser boa para mim também.

    ResponderExcluir
  3. Oi Cami! Eu não conhecia essa editora mas pelas suas postagens, me parece que todas as histórias publicadas por ela são maravilhosas demais, impressionante. Pela sua resenha dá mesmo pra perceber como esse enredo repassa uma mensagem importante, dica anotada!

    ResponderExcluir