Resenha: Mauricio: A história que não está no gibi - Editora Sextante

Título: Mauricio - A história que não está no gibi
Autor: Mauricio de Sousa
Editora: Sextante (Selo: Primeira Pessoa)
Ano: 2017
Páginas: 336
Onde Comprar: AMAZON 
Sinopse:


“Tudo que está na minha biografia é verdade, aconteceu mesmo, ou eu acho que aconteceu.” – Mauricio de Sousa.
“Ideias mudam o mundo – poucos chavões são tão verdadeiros e inspiradores. Não mudei o mundo nenhuma vez. Mas, à minha maneira, acho que o melhorei um pouquinho ao gerar bons momentos, diversão e entretenimento para milhões de brasileirinhos. Raros são os autores, no Brasil e no exterior, que podem dizer que foram lidos com o mesmo prazer por avós, filhos e netos. Ou que carregam na bagagem a honra e o privilégio de saber que suas criações, com gibis ou livrinhos agindo como cartilhas informais, ensinaram pelo menos três ou quatro gerações a ler – disparado, meu maior orgulho. Em última instância, sou um sobrevivente, um homem que começou do nada, realizou seu sonho e não quer desistir dele de jeito nenhum. Enquanto eu estiver por aqui, saiba que foi você quem sempre alimentou meus sonhos. Depois que eu partir, não se esqueça de que ideias, e também sonhos improváveis, é que movem o mundo. De um jeito ou de outro, sempre estarei com vocês.” Mauricio




Essa foi minha primeira leitura de uma autobiografia. Não sou muito ligada nesse gênero, mas confesso que a curiosidade para conhecer mais da trajetória desse ícone que marcou não só a minha infância e parte da adolescência, mas de muitas pessoas e tantas gerações com os personagens da Turma da Mônica. 

Para chegar onde está, Mauricio passou por várias provações ao longo de sua vida, inclusive tentaram desmotiva-lo de sua paixão com os desenhos, alegando que ele não tinha talento, pode isso?! 

"— Desista, menino. Desenho não dá dinheiro nem futuro para ninguém. Vá fazer outra coisa da vida."

Através dos capítulos vamos passear por várias fases de sua vida. Assim conhecemos cada uma de suas lutas: suas relações familiares, as divergências entre seus pais e sua avó, a reaproximação dessa parte importante de sua família, os empregos que seu pai tentava lhe arrumar (inclusive em um desses, passou até uma noite na cadeia), as mudanças de cidades, seu casamento, a chegada de seus filhos, a concretização de sua marca, trabalhar com os desafios de manter sua turminha em diferentes fases mantendo uma linguagem para atrair os adolescentes, além do trabalho e dedicação de sua família. 

“No início, se algum jornalista se perguntasse o que um caipira estava fazendo na redação de um dos principais jornais da capital, bastava eu conversar por 10 minutos com ele para ganhar respeito. Sim, eu era inexperiente, tímido e desmaiava se via sangue, mas também era jovem, cheio de empolgação e energia, minha bagagem cultural era respeitável, e eu não tinha namorada nem nada que me distraísse. Eu só trabalhava.”

Desde a infância, Mauricio chama atenção por seu amor as histórias em quadrinho e sempre que recebia uma moeda, ia juntando para conseguir comprar e aumentar sua coleção. Seu coração sofreria a primeira decepção quando sua casa pegou fogo, queimando assim todas as suas revistinhas. 

Outra coisa que chama atenção dentre tantas que o leitor irá se deparar com essa bela obra, se dá com passagens de sua vida que serviu de inspiração para criar seus personagens, como o fato dele se inspirar em histórias de terror que escutava por diversas vezes e surgiu a ideia de criar o Penadinho, assim como aconteceu com tantos outros seus personagens, e o mais legal de tudo isso, foi ver que suas inspirações partiram de algum fato ou alguém que lhe serviu de inspiração, tornando bem real essa relação. 

"Depois que eu partir, não se esqueça de que ideia, e também sonhos improváveis, é que movem o mundo. De um jeito ou de outro, sempre estarei com vocês."

Na verdade eu nem sei exatamente se isso poderia ser considerado uma resenha, porque é tão difícil escrever sobre um cara que temos uma grande admiração e sobretudo por ser uma autobiografia e nunca resenhei uma. Acho que poderia ficar falando sobre tudo que encontrei aqui, mas além de ficar muito extenso, perderia o propósito de se surpreender com as fases da vida desse talentoso ser humano.



Não posso falar muito sobre a edição pois fiz a leitura em ebook, mas a capa é linda demais e a fonte confortável para leitura. A editora Sextante (selo: Primeira Pessoa) acertou em cheio em publicar um livro próximo do aniversário do Mauricio e que marcou e certamente marcará ainda muitas gerações, porque eu não sei você, mas pretendo inserir nas leituras dos meus filhos esses personagens tão carismáticos da Turma da Mônica. 

Mauricio é uma leitura muito agradável de se realizar. Tem algumas passagens divertidas, emocionantes e muito inspiradoras. Passando uma mensagem de que se temos um sonho não podemos desistir e mesmo que o caminho não seja fácil, é preciso determinação, aprender ouvir os conselhos para extrair o melhor.






7 comentários via Blogger
comentários via Facebook

7 comentários

  1. Oi Camila.
    Sempre admirei o trabalho do Maurício de Souza, e sempre amei suas histórias. Elas já fazem parte da vida. Também não gosto de ler biografias, mas esta deve ser interessante. Amei a foto que você montou. Bjus
    Doces Letras

    ResponderExcluir
  2. Caramba, não sabia que existia uma biografia do Maurício de Sousa, estou super curioso para saber dessa história, assim como realizar a leitura. Essa semana irei atrás do meu exemplar.

    ResponderExcluir
  3. Oi Cami, que resenha mais sincera! Esses dias vi um musical com o filho do Mauricio e fiquei impressionada com a semelhança entre os dois, isso me levou a pensar na vida pessoal dele e sim e ai me vem voce com essa resenha incrível... Parabéns pela sensibilidade com as palavras.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cá.
    Outro dia vi esse livro na Cultura e, mesmo não sendo fã de biografias, quase comprei um exemplar! A edição física é linda e como não amar o Maurício de Souza?!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. Agora eu fiquei curiosa para conferir essa biografia; a Turma da Mônica marcou minha infância, e é incrível a gama de personagens que o autor criou. Acho que gostaria de fazer essa leitura também.

    ResponderExcluir
  6. Ola!

    Ainda não tinha conhecimento dessa biografia, mas achei bem interessante por ele e um marco na infância de qualquer adolescente ou adulto quando criou criação da Turma da Monica

    ResponderExcluir
  7. Oi Camila,
    Entendo `sua preocupação sobre a resenha. É difícil falar sobre um ídolo, mas acho que você conseguiu passar muito bem os sentimentos de ler sobre a vida de Maurício de Sousa. Posso dizer que a culpa de eu gostar de ler é dele. Comecei, como muitos, lendo as revistinhas da Turma da Mônica. Tentei falar com ele na Bienal do Rio de 2017, mas as senhas já tinham acabado. Espero consegui no ano que vem.
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos

    ResponderExcluir