Quotes: Céu Sem Estrelas - Iris Figueiredo



Olá pessoal, tudo bem? 

Na nossa coluna de quotes resolvi selecionar uns trechos desse livro tão sensível e ao mesmo tempo tão necessário, que me levou a muitas reflexões enquanto realizei sua leitura. 

A história conta a difícil batalha que a personagem Cecília enfrenta com sua imagem, seu excesso de peso, alguns problemas familiares, problemas de confiança e tudo isso somado a falta de cuidados das pessoas em falarem tudo o que pensam sem se preocuparem como quem está ouvindo se sentirá acaba disparando cada vez mais seus gatilhos, seus ataques de ansiedade se intensificam. 

A autora traz em seu enredo uma narrativa sensível, toca em temas delicados e alerta as pessoas sobre a importância de se buscar ajuda profissional e dá dicas de locais onde poderão encontrar auxílio de acordo com a renda de cada um. 

Vamos aos quotes. Espero que gostem. 


“— Não sei o que te deu, nem parece você...

E o que parece comigo?, pensei. Minha mãe me conhecia de verdade? De repente me dei conta que não. Nem eu mesma sabia quem era. Tinha passado tanto tempo preocupada em fazer as coisas do jeito certo, ser perfeita... Só fazia o que as pessoas queriam que eu fizesse.

Porque queria ser amada.”

“Tinha passado muito tempo sendo mais de uma pessoa, me escondendo atrás de máscaras para me proteger. Agora me via obrigada a despir o disfarce e contar detalhes da minha vida bagunçada a quem estivesse disposto a ajudar. Era o mínimo que eu devia àquelas pessoas, o que não tornava nada mais fácil. Desabafar era desgastante.”

“Eu estava sempre ansiosa, pensando em como deixar de ser quem era, em como me tornar alguém melhor, alguém de quem as pessoas gostassem. Mas era incapaz disso - sempre que tentavam se aproximar, eu fazia alguma coisa errada.”


“Eu esperava pelo dia que alguém sacaria uma balança da bolsa e pediria para eu subir. As pessoas queriam tanto saber quanto eu pesava, deixar claro que haviam percebido que eu tinha engordado, que parecia que meu corpo era de domínio público.

“Eu era grande e gorda, então as pessoas me chamavam de fortinha. Eu não me sentia forte. Demorei muito tempo até encontrar minha própria força.”

Eu não tinha autoestima suficiente para lidar com os holofotes. As respostas afiadas só me ocorriam tempos depois de terminadas as discussões. Na hora, só abria um sorriso amarelo e desconfortável, enquanto meu cérebro trabalhava em novas maneiras de autodepreciação.”

“O amor é paciente. Ele é feito de respeito e apoio mútuos. Ainda tenho medo do abandono, mas procuro pensar todos os dias que aqueles que importam estarão sempre comigo. Que uns chegam e outros vão, mas que não posso aceitar menos do que eu mereço. Ainda estou descobrindo o que eu mereço. E espero que minha amiga também descubra.”

"— Não existe um céu sem estrelas, Cecília. Mesmo quando estão encobertas pelas nuvens, ainda estão lá. A gente só não consegue enxergar.

— É como a esperança."


Só pelos quotes dá para perceber a intensidade da leitura né?! 

Para saber mais da história de Cecília leia a resenha que está disponível no blog. Clique aqui.
A edição da editora Seguinte está caprichada, capa combina com o enredo e na contracapa vem marcador para ser destacado.

Confira a sinopse de Céu sem estrelas:

Um romance sensível e envolvente sobre autoestima, família e saúde mental.
Cecília acabou de completar dezoito anos, mas sua vida está longe de entrar nos trilhos. Depois de perder seu primeiro emprego e de ter uma briga terrível com a mãe, a garota decide passar uns tempos na casa da melhor amiga, Iasmin. Lá, se aproxima de Bernardo, o irmão mais velho de Iasmin, e logo os dois começam um relacionamento.
Apesar de estar encantado por Cecília, Bernardo esconde seus próprios traumas e ressentimentos, e terá de descobrir se finalmente está pronto para se comprometer. Cecília, por sua vez, precisará lidar com uma série de inseguranças em relação ao corpo — e com a instabilidade de sua própria mente.


Quer adquirir um exemplar? Clique aqui.

Já leram esse livro? Me contem suas impressões.

Beijos!





.


1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

  1. Olá, como vai?
    Eu sou doida para ler esse livro.
    Amei os quotes.
    Parece ser uma leitura bem intensa mesmo, com muitas reflexões.

    Beijos!!
    http://sentimentos-de--uma-garota--bipolar.blogspot.com

    ResponderExcluir