Resenha: Imortal e Dividido - Bethany-Kris - 3DEA Editora

Título: Imortal e Dividido - A guerra de Chicago #1
Autora: Bethany-Kris
Editora: 3DEA
Ano: 2018
Páginas: 279
Onde Comprar: AMAZON
Sinopse:


Uma vida por uma vida, esse é o jeito da máfia. Damian Rossi deve sua vida a um homem que está disposto a cobrar eo pagamento vem na forma de um casamento arranjado com a filha da família líder da Chicago Outfit. Ele está pronto para seguir, mesmo que isso signifique ter certeza de que Lily saiba que ela é dele.
Lily DeLuca não tem escolha. Forçada a casar com um homem que não conhece e voltar para uma vida que preferiria esquecer, um mundo repleto de meias-verdades, dores enterradas e incertezas. Mas Damian não é nada como ela esperava, seus motivos não são claros e a confiança de Lily é constantemente testada.
Quando se trata deste mundo, ninguém é confiável. Alguém está sempre pronto para se voltar contra a Chicago Outfit pela promessa de algo melhor. Estes homens não jogam limpo e jogam para valer. Quando o sangue começa a pintar Chicago de vermelho, quatro famílias serão divididas por lealdade, ódio e vingança.




Damian Rossi jurou sua lealdade a Dino DeLuca quando anos atrás as coisas se complicaram e ele ficou por um fio de ser alvo por seus erros ainda quando iniciado na Outfit, uma das grandes famílias mafiosas de Chicago. 

Desde o assassinato de seus pais, Dino DeLuca junto com seu irmão Theo, assumiram o legado e iniciaram na máfia. Porém, para que as consequências da traição de seu pai não resvalassem na vida de sua irmã, Dino tentou mexer alguns pauzinhos para que sua irmã pudesse ficar em segurança e foi aí que Dino decidiu cobrar a dívida de Damian. 

“Ela não podia ser apenas Lily DeLuca em Chicago, Illinois. Ela não podia ser apenas alguém aqui. Não uma turista ou uma viajante, nem um rosto bonito em uma multidão de pessoas. Não, ela era a fodida Lily DeLuca; a filha de um traidor, pai e mãe mortos; uma irmã para rivalizar com Capos na máfia de Chicago.”

No lema, uma vida por outra vida, Damian aceita a se casar com Lily DeLuca para mantê-la sob sua proteção, quando ele não puder estar por perto.

Lily DeLuca desde que seus pais foram assassinados, foi enviada para a Europa e o que era para ser um ano longe de tudo, acabou tornando-se três.

Mas Dino, a quer de volta e ela não se conforma em ter que voltar para perto e nem ter contato com a Outfit, porém como uma filha de mafioso, tem que seguir as regras e se casar com quem lhe fora prometido.

“— Os melhores momentos vêm quando você não está esperando, Lily.”

Só que Damian, não é um completo desconhecido e com um passado de dor e marcas, Lily acaba cedendo e se afeiçoando ao rapaz que tivera contato ainda na infância. 

Apesar do cargo que Damian ocupa, Lily se sente segura ao seu lado, mas quando uma série de atentados começa a acontecer, colocando as famílias da Outfit sob a mira do perigo, uma guerra está prestes a desencadear e mudar de vez essas quatro famílias que são o centro do poder em Chicago. 

Seria tomada de poder? Traição? Quem estaria por trás de todas as reviravoltas?

“— Você e eu, nós somos o tipo de pessoas que sobrevivem. Isso é apenas o que fazemos.”


Imortal e Dividido, é o primeiro livro da série A guerra de Chicago. Como já conhecia a escrita da Bethany-Kris, quando tiver oportunidade de solicitar esse livro, já sabia que em se tratando sobre o mundo dos mafiosos, a autora se destaca por saber conduzir um enredo bem audacioso. 

A edição é um primor, a capa original foi mantida, a diagramação é cuidadosa e a fonte é confortável para leitura.

O enredo é bom, bem construído, porém, confesso que tive dificuldades em me simpatizar com a Lily. Seu temperamento imaturo, arrogante, faz com que todas as discussões deem uma certa agonia por se repetir tanto, além de demonstrar total falta de sensibilidade em perceber os sacrifícios que seus irmãos fizeram para que ela pudesse se manter tanto tempo distante de tudo ligado à máfia.

Um ponto que me deixou chateada por detestar spoilers, foi me deparar com um crossover envolvendo Dante Marcello, protagonista do terceiro livro da série Filthy Marcellos que ainda não foi lançado pela editora, mas que aqui aparece com uma passagem de ano e nos deparamos com partes importantes de sua vida revelada.

A narrativa é envolvente, mas os capítulos por serem extensos, em algumas partes pode se tornar cansativo. As cenas eróticas são bem trabalhadas, o casal demonstra um bom entrosamento, acontece gradualmente, além de carregado de situações eletrizantes e um final que nos faz desejar o segundo livro.

Imortal e dividido, retrata o amor, a amizade, a família e coloca em cheque a confiança, nos fazendo questionar até onde somos capazes de ir para salvarmos aqueles que amamos.





3 comentários via Blogger
comentários via Facebook

3 comentários

  1. Adoro livros com mafiosos vou baixar no kindle

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto Pri. A escrita da Bethany é muito boa. Vale a pena conhecer.
      Beijos!

      Excluir
  2. Olá, comecei a ler este livro, primeiro da autora devo confessar. Tinha uma certa resistência com ela depois de uma situação que ele meio que ofendeu os brasileiros. Tinha baixado o primeiro livro de Marcellos mas, acabei que não tive vontade de ler depois disso. Enfim, sobre esse livro estou tendo a mesma percepção sobre a Lilly, já prevejo que não ficou curtir muito ela. Mas estou gostando dos rapazes. Me incomoda a história ser narrada em terceira pessoa, sei lá parece estranho pra mim alguém contar o que a outra está sentindo ou pensando. Mas vou continuar a leitura, pq marfiosos + casamento arranjado é o meu tipo de clichê que adoro. Rsrs.
    Queria ler os livros da série Marcellos, mas pelo que percebo só temos 2 livros lançados e sem previsão os demais 😰
    Sabe de alguma novidade quanto a isso?
    Obrigada e adorei a resenha. 😊

    ResponderExcluir