Resenha: Nothing More - Anna Todd - Editora Astral Cultural

Título: Nothing More - A história de Landon #1
Autora: Anna Todd
Editora: Astral Cultural
Ano: 2018
Páginas: 304
Onde Comprar: AMAZON
Sinopse:


Anna Todd está de volta e não está sozinha. Tessa, Dakota e, principalmente Landon, estão prontos para viver novas descobertas, agora em Nova York. Nesse spin-off, o melhor amigo de Tessa, viverá um triângulo amoroso quase viciante, em meio a todas as experiências e oportunidades que só uma cidade tão grandiosa e barulhenta poderia lhe proporcionar. Os arranha-céus de Nova York e o ritmo frenético da cidade são bem diferentes do lugar onde Landon Gibson foi criado, e essa transição está sendo desafiadora. Mas até que ele está se virando, arrumou um emprego para pagar (algumas) contas, está gostando da faculdade e, de vez em quando, encontra sua ex, Dakota. Sabe como é, aquela por quem ele largou tudo e foi estudar na Universidade de Nova York… para no fim levar um pé na bunda. Por sorte, sua melhor amiga, Tessa, apareceu para dividir com ele seu (minúsculo) apartamento no Brooklyn. E, apesar dos altos e baixos que enfrenta com o ex, ela é uma boa ouvinte e conselheira, especialmente quando ele se vê envolvido em uma espécie de triângulo amoroso quase viciante, como todas as garotas bonitas. Para um jovem, encontrar um caminho na vida não é fácil. Landon sempre foi uma pessoa otimista, mas numa cidade tão barulhenta e complicada, e tão longe de casa, só dá para seguir em frente com uma bela ajudinha dos amigos e com um bom par de fones de ouvidos.



Landon Gibson sempre foi um cara tranquilo, generoso e confiável. Logo que ele conheceu Tessa, tornaram-se melhores amigos e de quebra ela se tornou sua cunhada, já que a mãe dele casou com Ken, pai de Hardin. 

A convivência ao longo dos anos entre ele e Hardin não foi a mais pacata, principalmente pelos problemas que Hardin tem com o pai desde que ainda moravam na Inglaterra. 

Desde a infância, ele e Dakota foram namorados, fizeram planos para o futuro, porém, quando prestes a se mudar para a Universidade de Nova York, ela decide terminar o relacionamento alegando que quer liberdade.

“Eu estava cheio de expectativas quando planejei minha mudança para cá. Esperava estar diante do começo do meu futuro, não do fim do meu passado."

Landon sendo Landon, resolve encarar tudo numa boa e aceitar a decisão da jovem, mas como já tinha feito a matrícula se mudou para Nova York. E como Tessa e Hardin estão vivendo um dos altos e baixos deles, Landon aceita que Tessa divida o apartamento com ele. 

Esforçado, trabalha em uma cafeteria e apesar de ser um bom funcionário, Landon é bem solitário nas horas vagas. Até que a presença constante de Sophia começa a chamar sua atenção.

“Às vezes, é melhor deixar as pessoas sentirem o que precisam sentir. Esconder o que acham que precisam esconder e processar tudo como sentem que devem.”

Sophia Nora é uma chef confeiteira que trabalha no mesmo restaurante que Tessa. Elas viraram grandes amigas um pouco antes de trabalharem juntas e por isso ela passa boa parte de seu tempo no apartamento de Tessa. 

Eles se sentem atraídos, mas Dakota resolveu que agora quer voltar para a vida de Landon depois despreza-lo e ignorar sua vinda para Nova York. E por ainda ter sentimentos por ela, ele acaba indeciso, mas o pacato rapaz se surpreende ao se dar conta de que por mais que ele queira continuar ajudando Dakota, seus pensamentos e seu desejo são direcionados a uma certa mulher.

“Humanos são criaturas carentes, e pelo jeito eu sou muito, muito humano.”


Quando terminei a leitura de After, fiquei curiosa com a história do Landon, já que é o tipo de personagem que me cativou desde o primeiro. Mas não era esse tipo de protagonista que imaginei que a autora iria trazer para a história. 

Fica claro que temos um Landon apático, sem vontades próprias, completamente submisso e por mais gente boa que seja, nesse primeiro livro a trama conseguiu ser bem morna e muitas vezes maçante. 

Dakota é chata, egoísta, vive se colocando para baixo, possessiva e tem prazer em se fazer de vítima. Ela nunca é culpada de nada e isso é bem irritante de acompanhar. Uma versão feminina bem piorada de Hardin. 

Nora é inteligente, sua vida particular tem alguns mistérios que ainda não foram revelados. Só espero que no segundo livro ele faça algum sentido. 

Alguns personagens secundários ajudam a dar uma leveza na trama. E até os diálogos de Landon com Hardin são mais interessantes do que com os personagens principais.

Sobre a edição: A capa é bonita, a diagramação é simples e as folhas são amareladas com uso de fonte que fica agradável para a leitura. 

Nothing More é o primeiro livro de uma duologia, narrado pelo ponto de vista de Landon. Apesar de não ser um livro com surpresas, até porque nada de extremamente interessante e relevante ao meu ver aconteceu nesse livro. A escrita da Anna Todd é fluida, as cenas sensuais se fazem presentes e estão bem trabalhadas, porém em relação ao crescimento e desenvolvimento do protagonista que tanto se destacou na série After, em seu livro deixou a desejar, deixando o enredo bem insosso à beira do marasmo. Torço para que o segundo livro a autora consiga trazer boas reviravoltas e a trama ganhar um pouco mais de força e injeção de ânimo. 

DLL19 Fevereiro | Um livro do gênero New Adult







1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

  1. Estava curiosa para saber mais sobre esse livro. Uma pena ser tão fraco. Acho que não lerei

    ResponderExcluir