Resenha: Luz, Câmera e Amor - Aline Sant'Ana - Editora Charme

Título: Luz, Câmera e Amor 
Autora: Aline Sant'Ana
Editora: Charme
Ano: 2019
Páginas: 364
Onde Comprar: LOJA DA EDITORA | Amazon
Sinopse:


Sou Evelyn Heyley, atriz de Hollywood, e você provavelmente já ouviu meu nome em algum lugar. Batalhei anos para consolidar minha carreira e me orgulho muito de todos os projetos que abracei com amor.
Mas, agora... estou prestes a receber a oportunidade da minha vida: um longa-metragem inspirado no romance da autora bestseller Shaaron W. Rockefeller.
E é claro que vão me dar um par romântico incrível. Provavelmente um nome que Hollywood ama, como o Thor, da Marvel, ou até o novo James Bond.
Ao menos, era o que eu esperava.
Assim que a porta da sala de reunião se abriu, revelando o rosto estupidamente bonito daquele ator, com um perfume impactante e uma beleza digna de irritar os deuses, eu soube que meus planos tinham ido por água abaixo.
O que era a minha chance do Oscar acabou se tornando um desastre cinematográfico.



Evelyn Heyley, vem se destacando a cada dia mais nos papeis que interpreta. Com isso, ela recebe uma proposta de uma grande produção Hollywoodiana, onde fará o papel de Nancy na adaptação do livro ‘Recorde-se antes de eu partir’.

O roteiro tem grande potencial para ser indicado aos maiores prêmios da indústria cinematográfica, mas Evelyn ao descobrir que Chuck Ryder faz parte do elenco e será seu par romântico no filme a deixa com pé atrás, justamente por não gostar da forma mecânica com a qual interpreta seus personagens. 

Chuck Ryder é um astro, já interpretou grandes papeis e sua vida pessoal parece sempre estar nos holofotes, tudo isso por causa da sua namorada Meg, que não perde a oportunidade de aparecer nos eventos ou tirar algum proveito da imagem dele. Mas algo em Chuck, não soa bem e por não demonstrar as emoções na hora de interpretar seus personagens, faz Evelyn duvidar de sua capacidade para se entregar a esse papel. Chuck é determinado e chama Evelyn para realizarem uma cena do filme como teste e prova para sua colega que pode ser tão bom quanto ela. 

“— Eu não poderia resistir a você, Evelyn.

Meu coração se apertou, sabendo que foi um caminho sem volta que tomamos. Já sentia sua ausência, já me sentia uma peça mal encaixada de um quebra-cabeça.”

A partir daí, fica um clima esquisito entre eles, principalmente nos bastidores. Isso deixa Evelyn chateada, pois está acostumada a ser amiga de todos, mas algo não soa bem em Chuck e a sensibilidade dessa atriz perceberá que há muito mais por trás daquela frieza que seu colega de trabalho tenta demonstrar.

Tudo parece tranquilo, o roteiro seguindo sem maiores complicações. Evelyn interpretando o papel da enfermeira Nancy e Chuck se saindo muito bem no papel do militar Michael. Até que o diretor informa que vão precisar gravar algumas cenas mais íntimas, antes de viajarem para realizar as cenas externas na África. E a atração que antes estava contida, vem à tona, misturando-se com a profundidade do roteiro. 

“Com calma, sua boca encaixou-se na minha, sua língua pediu espaço, que eu dei com vontade. Fui amada dentro de um beijo, fui desejada por suas mãos, fui cobiçada pela sua voz que murmurava, a cada troca de respiração.

Fui arrematada por Chuck Ryder.

E nunca me senti tão feliz.”

Evelyn sabe que precisa recuar, afinal Chuck tem um relacionamento e não é certo se colocar no meio dessa situação, e por mais que ele também esteja apaixonado por ela, precisa resolver sua vida que envolve não só o relacionamento com Meg, mas um grande segredo que pode destruir tudo o que ele conseguiu em sua carreia e só assim se entregar a esse sentimento puro, verdadeiro e motivador que nunca vivenciou. 

“Vou persistir, até quando você duvidar. Vou insistir, até quando você pensar em abdicar. Porque é isso que um homem de verdade faz. Ele vai atrás, ainda que a única pessoa que precise acreditar em sua palavra, decida se afastar.”


Antes de qualquer coisa vamos falar da edição. Não me surpreende que a cada livro lançado por essa equipe seja um primor. O projeto gráfico é lindo e não é só a capa que chama atenção. O marcador nos remete a um ingresso de cinema, a diagramação é luxuosa. A história é dividida em meses e nessa parte temos um pedacinho do trecho do livro que está sendo adaptado para o filme. 

Mais uma vez a Aline Sant’Ana nos traz um enredo rico, bem construído e muito envolvente. Estou apaixonada por essa história e pela maestria em como foi conduzido, porque não é nada fácil contar uma história, agora imagine contar uma história dentro de outra história sem se perder na cronologia dos acontecimentos e ainda assim deixar a leitura gostosa e dinâmica.
Aline não economizou na descrição dos cenários e me vi apaixonada pela África. Que riqueza de detalhes, consegui viajar com os personagens e sentir cada ambiente descrito.

Além do papel que os personagens interpretam no filme, vamos conhecendo aos poucos suas vidas fora dos holofotes. Evelyn é amorosa e sua família é bem divertida. Sua mãe e irmãs são o ponto alto de várias cenas, deixando evidente a importância de se ter uma boa base familiar. Chuck é o tipo de personagem que mesmo com sua frieza inicial nos encanta, mas quando conhecemos seu passado, os segredos e por tudo que viveu, entendemos suas escolhas e fica impossível não torcer para que consiga se livrar das amarras e dos obstáculos que precisou se colocar. 

Nunca uma frase fez tanto sentido em um livro. Se por trás de um grande homem temos uma grande mulher, aqui é nítido o quanto Chuck cresceu, superou obstáculos e brilhou como homem após Evelyn surgir na sua vida. Juntos eles são simplesmente lindos.

Luz, Câmera e Amor é o lançamento de fevereiro da editora Charme e entra para os meus favoritos. Com algumas surpresinhas e um final de derreter corações, a história tem uma proposta diferente e que deu super certo. Um enredo repleto de sentimentos que vão se misturando a medida que vai sendo contada e nos mostra que a vida pode sim imitar a arte. 

Um romance para se emocionar, se apaixonar e suspirar.






9 comentários via Blogger
comentários via Facebook

9 comentários

  1. Oieeee.
    Esse livro é tudo de gostoso.
    Adorei a trama dele, parece bem envolvente.
    E esse Chuck hein? Se eu fosse teria dado um tapa nele hahahahaha
    Adorei o fato da autora usar de uma filmagem de filme para escrever a história, achei criativo

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cá.
    Amei a dica. O livro parece ser super delicinha e estou curiosa para conhecer o trabalho da autora, de quem tanta gente fala bem!
    Fui olhar na Amazon e vi que ainda não tem em ebook, mas vou deixar na lista de desejos para quando sair a versão digital!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  3. Eu acho muito bacana quando vemos uma historia dentro de outra historia e as duas são envolventes. Fiquei bem curiosa em como a autora administrou isso no enredo e já quero ler.
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu fiquei com um pé atrás, pois sua resenha deu a entender que ele "avança" as coisas com a mocinha antes de terminar com a namorada. E isso é algo que costuma me irritar em qualquer livro.

    Todavia, a história em si parece ser bem interessante. Apesar de não apreciar tramas que se passam neste mundo do cinema, gostam de histórias dentro de histórias e fico curiosa para saber o que o mocinho de fato esconde. Qual é o seu misterioso passado e que o torna esta pessoa um tanto fria.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. E lá vou eu colocar mais um livro nos meus desejados. Achei os personagens super interessantes por serem atores e o mocinho ter essa fama de não demonstrar muitas emoções em cena, o que causa certa dúvida na mocinha. Parece ser um romance ótimo.

    ResponderExcluir
  6. Olá Camila!!!
    Muito obrigada por encaixar mais um livro da Aline na minha lista de livros que quero ler rsrsrsrs
    Eu ainda não pude parar para ler os livros dela, mas de tanta gente falar e eu ler acerca dos mesmo muita coisa não dar pra escapar e não dizer que quero conhecer mais e mais da autora.
    Achei a história apaixonante e me lembrou um livro que já sou apaixonada.
    Adorei saber como a editora teve um cuidado com a edição e mal vejo a hora de conhecer acerca mais do mesmo.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Ola Camila!

    Pensa numa pessoa que está completamente alucinada para ler esse livro! Pois sou eu mesma! Amei a sua resenha, é a primeira que leio sobre a obra e confesso que ela me aguçou ainda mais! Que livro mais amorzinho meu Deus!!

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá ♥
    Sou super suspeita de falar sobre a autora, pois ela é uma das minhas favoritas e sei que é até clichê, mas eu leria até a lista de compras dela. Estou louca para ler esse livro desde quando anunciaram a capa sem ao menos saber do que se tratava, pois sei que a Aline não brinca em serviço quando o assunto é escrever um bom livro. A premissa desse é maravilhosa, estou sentindo esse ar de mistério por trás do protagonista e já estou curiosa e Evelyn não sei por que me lembra a Erin de 7 dias com você, pelo que você falou dela acho que a essência das duas se parece.

    Adorei sua resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    nunca fui muito interessado nas publicações da editora, por seus titulos sempre abusarem do clichê que é algo que fujo. Adorei a capa e a resenha, mas o enredo em si não conseguiur despertar minha atenção.

    ResponderExcluir