Resenha: Feeling - Uma história de amor e sangue - Widjane Albuquerque - 3DEA Editora

Título: Feeling - Uma história de amor e sangue - Trilogia Predadores da Noite #1
Autora: Widjane Albuquerque
Editora: 3DEA Editora
Ano: 2018
Páginas: 274
Onde Comprar: AMAZON 
Sinopse:

*Livro recebido em parceria com a editora.

Uma força sobrenatural habita a terra há milhares de anos. Sedento por vingança e sangue, tornou a humanidade o seu objetivo de destruição. De tempos em tempos ele surgia com guerras e tragédias, manipulando os crédulos com sua beleza irresistivelmente predatória. Porém, os séculos de uma existência solitária e fria pesou sobre suas costas e, o que ele menos esperava aconteceu. A mulher destinada a ser sua era da raça que ele mais odiava. Seu nome de nascença? D’ynamos. Seu nome por escolha? Dom Olimpiakus. Um homem frio e implacável cujo único anseio é receber de volta tudo aquilo que lhe foi roubado.
Anne Richards jamais sonharia que seu antigo namorado iria prepara-lhe uma armadilha mortal, capturada, ela sabe que não tem chance de fugir. Porém, um fim jamais esperado, revelou-se diante de si. E seus anseios, talvez, pudessem ser realizados caso ela sobrevivesse àquela última prova.



Anne sempre priorizou seus estudos, com isso acabou se tornando alguém muito solitária mesmo com tão pouca idade. Apesar de dividir seu apartamento com uma colega, pouco interagiam e a prova disso se dá quando ela é aprovada no doutorado e não tem com quem comemorar, a não ser sua velha e boa leitura e uma taça de vinho. 

Inexperiente quando o assunto são relacionamentos, sua obsessão e sede por conhecimento, resultou no término com seu ex-namorado Petter. Mas o que ela não imaginava é que em breve teria uma desagradável surpresa ao ser capturada por ele e mantida refém junto com outras mulheres e crianças para serem vendidas. 

Desesperada e já sem esperanças, Anne é surpreendida por um salvador, que mais tarde descobriria ser Dom. 

D’ynamos de Olímpia foi criado para ser uma força sobrenatural por Zeus. Porém acabou sendo castigado por Hera com sentimentos de raiva, ódio, ciúme, possessividade e para competar transformou sua aura nobre em algo sombrio. Com o passar das gerações seu ódio só crescia e por fim foi expulso do Monte Olimpo por Zeus e amaldiçoado com sua permanência na Terra e haveria de se alimentar de sangue. 

Mas haveria uma promessa. Se encontrasse o verdadeiro amor, uma metade poderia abrandar os sentimentos ruins e talvez recuperar tudo aquilo que um dia lhe fora usurpado. 

“Encontre sua outra metade, ela será o alicerce de sua existência, o amor de seu coração imortal, a cura para a sua ira. Encontre-a guerreiro dourado, busque-a através dos tempos e, assim, tome de volta tudo aquilo que lhe foi roubado.”

Solitário, vivendo os dias atuais, quando seu caminho cruza o de Anne, algo dentro de si começa a reverberar, surgindo o sentimento de posse. Perder essa mulher que faz seu coração bater tão insanamente não está nos seus planos, mas Anne mesmo com medo, se mostra uma mulher determinada e até que entenda exatamente o que está acontecendo não facilitará a vida de Dom. 

Será que o início de uma Era de transformações estaria por vir? Haveria chances de finalmente Dom resgatar sentimentos antes perdidos?

“Não houve mais palavras, apenas meus lábios nos dela e o amor parecia uma chama ardente em meio àquele frio opressor.”


Feeling – Uma história de amor e sangue, é o primeiro livro da trilogia Predadores da noite da autora Widjane Albuquerque. Apesar de já ter tido experiência com a escrita da autora através de um conto, a proposta dessa história é bem diferente da leitura que havia feito. 

Logo nos primeiros capítulos conhecemos bem a história através do passado de D’ynamos de Olímpia e confesso que fiquei bem satisfeita com toda a gama de conhecimento mitológico que foi inserido nos diálogos. 

Mas depois tive grandes dificuldades com o desenrolar do enredo. Não consigo me afeiçoar a personagens que se envolvem de forma instantânea, que mostram tanto desespero, imaturidade, bem ao estilo homens da caverna, assim como o excesso de palavrões e cenas eróticas. Compreendo e respeito quem gosta de histórias assim, mas essa fórmula para mim já não funciona mais e confesso que prejudicou a continuação da leitura, tornando-se arrastada. 

Tirando esse detalhe, a autora mostra uma boa capacidade de misturar elementos místicos, sobrenaturais, fantasia ao longo do romance. 

Sobre a edição: Publicado pela 3DEA Editora, a capa está bonita. A diagramação está bem cuidada. No início dos capítulos temos páginas escuras que dão um ar sombrio a leitura. A fonte inicialmente achei pequena, mas são em apenas em algumas passagens, no decorrer do livro é confortável para leitura. É possível notar alguns erros de ortografia, mas nada que atrapalhe o entendimento na leitura. 

Com capítulos em narrativas alternadas, Feeling é o tipo de leitura para quem gosta de romances carregado de erotismo no maior estilo IAN, repleto de seres sobrenaturais, uma boa dose de mitologia, dialetos enriquecedores, um casal cheio de química e intensidade, com personagens secundários que chama atenção para os próximos livros.  







10 comentários via Blogger
comentários via Facebook

10 comentários

  1. Oi Camila! Ah, tinha achado o começo da resenha tão promissor, em relação a história, depois fiquei bem desanimada! Esse estilo de leitura também não funciona pra mim, nunca funcionou. Tenho pavor de casais instantâneos, ainda mais com essa apelação erótica. A única coisa que eu achei legal foi essa pegada mitológica bem colocada na trama. Mas valeu a dica.

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila,
    Já li Feeling e também não gostei muito do "instant love", apesar da autora explicar o porquê. O final deixou um gancho para o segundo livro que me deixou curioso com Wanting. Gostei mais do segundo livro que expande bem a mitologia criada pela autora.
    Se quiser saber o que achei, basta acessar http://www.garotosperdidos.com/2019/04/feeling1.html
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bom?
    Adoro histórias que misturam realidade com mitologia grega. Confesso que quando li a sinopse fiquei super curiosa para conferir, até que li sua opinião e fiquei sabendo sobre o excesso de cenas eróticas assim como o desespero e imaturidade do personagem principal. Esse tipo de coisa me tira do sério e tenho certeza que se eu lesse o livro ia pegar ranço dele por isso, sendo assim, passo a dica da vez. Adorei a resenha e a sinceridade. ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Pela sinopse achei que seria um história de época, tipo o filme "Anjos da Noite", principalmente quando fala "amor e sangue" "sedento por vingança", mas pela sua resenha é meio que um erótico sobrenatural rs. Apesar de amar livros HOT essa pegada aliada ao sobrenatural eu não curto muito. Mas gosto de ver os escritores nacionais diversificando suas histórias e quebrando barreiras na literatura brasileira. E isso, por isso só já vale a leitura. Parabéns pela resenha!!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Camila!

    Eu achei a capa interessante, mas o que realmente me chamou a atenção foi sua resenha, ao mencionar o assunto "mitologia" presente no livro, que é algo que amo!rsrs Fiquei muito curiosa que já estava até considerando ler, por parecer uma história bem diferente de outras que li. Todavia, por ter tantos palavrões e cenas eróticas eu acabei desanimando. Talvez leia um dia, mas só por curiosidade quanto ao conteúdo mitológico.

    ResponderExcluir
  6. Oi Camila, gostei de saber um pouquinho sobre a trama, achei super interessante esse toque de mitologia que há na obra, uma pena que alguns aspectos do romance não tenham lhe agradado.

    ResponderExcluir
  7. Ola Camila!

    Confesso que não conhecia esse livro e conforme lia a sua resenha, imediatamente era direcionada para o universo IAN. Gosto muito de quando há essa mistura da fantasia com o romance... e acredito que envolvendo a mitologia, ainda não tive a oportunidade de ler nada no estilo.

    Dica anotada

    ResponderExcluir
  8. Ainda não conhecia o livor e fiquei bem curiosa, apesar que como você falou que depois dá uma travada na narrativa, talvez comigo acontecesse a mesma coisa. Mas quero ler.
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá Camila!!!
    Juro que não conhecia a autora e nem havia ouvido falar do livro, mas admito que dessa vez o livro não me chamou atenção de fato apesar de gostar dos livros do gênero.
    Achei interessante a autora fazer uso dos mitos, mas não sei se o livro estaria numa vibe que eu estou agora.
    Mesmo assim gostei da sua resenha e sinceridade!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que história! Confesso que fiquei bem interessado nesse livro, pois esse enredo surpreendente chamou muito a minha atenção e desejo ler o mais breve possível!!! Anotada a dica.

    ResponderExcluir