Resenha: Mulher-Gato: Ladra de Almas - Sarah J. Maas - Editora Arqueiro

Título: Mulher-Gato: Ladra de Almas - Lendas da DC #3
Autora: Sarah J. Maas
Editora: Arqueiro
Ano: 2019
Páginas: 352
Onde Comprar: AMAZON 
Sinopse:

*Livro recebido em parceria com a editora.


A Mulher-Gato da autora best-seller Sarah J. Maas é o que os fãs da personagem amam: forte, independente e única.
No passado, Selina Kyle vivia no submundo de Gotham, cometendo pequenos delitos para sustentar a família. Quando a mãe a abandona, a jovem precisa tomar uma difícil decisão e entrega a irmã nas mãos de um casal que poderia cuidar bem melhor dela, longe da pobreza.
Dois anos depois, Selina retorna como a rica e misteriosa Holly Vanderhees. O que a trouxe de volta à cidade? E o que vai aprontar agora que tem como parceiras Arlequina e Hera Venenosa?
Com Batman fora em uma missão vital, Luke Fox quer provar que pode ajudar os habitantes de Gotham usando o disfarce de Batwing. Seu alvo é uma nova gatuna que se uniu às duas rainhas do crime. Juntas, as três instauram o caos.
Em meio a um jogo de segredos, mentiras e furtos, Selina se engalfinha à noite com Batwing, e se enrosca de dia com Luke Fox. Em uma trama que vai roubar o fôlego dos leitores, Sarah J. Maas mostra os primeiros momentos da ardilosa Mulher-Gato como uma das anti-heroínas mais ambíguas e amadas do mundo.





Selina Kyle com seus 17 anos já encara grandes batalhas para sobreviver e ainda ajudar com a criação de sua irmã mais nova Maggie. 

Tudo ficou mais complicado depois da descoberta que a irmã tinha uma doença, Fibrose Cística, e para dar uma qualidade de vida para Maggie, ela precisaria arrumar mais lutas com as Leopardas, ainda que pouco resultasse em melhorias financeiras. Até que chega a notícia que sua mãe que já as tinha abandonado, agora se encontrava presa e para salvar sua irmã de ter que passar os dias em abrigos que só debilitariam ainda mais sua condição, ela decide aceitar a ajuda da poderosa Talia, uma Al Ghul. 

“O sol começava a nascer no céu de Gotham City, e as janelas ofereciam uma vista inigualável do horizonte da cidade.
Um novo dia.
Ele faria valer a pena. Pelos amigos que não haviam retornado para casa, pelos cidadãos de Gotham... ele faria valer a pena.”

Dois anos após deixar o submundo de Gotham, Seline regressa sob o disfarce da rica herdeira Holly Vanderhees. Recém chegada, ela começa a planejar grandes roubos e em um desses, se depara com Hera Venenosa, que a apelida de Mulher-Gato. 

Logo, as duas estariam trabalhando como parceiras e atraindo atenção não só da polícia, mas de todos os criminosos de Gotham. A verdadeira intenção por trás desses crimes ainda é um grande mistério, porém, quando Selina resolve propor a Arlequina uma parceria em troca de libertar seu namorado Coringa do presídio, elas se tornam um trio extremamente audacioso e caótico, levando pânico e atraindo atenção de Luke Fox, o Batwing que ajuda o Batman quando está ausente da cidade em outras missões. 

“Ela o encarou de cima a baixo. Pelo menos, foi o que ele sentiu.

— Tem gente boa em Gotham. Proteja essas pessoas.”

Luke terá a difícil missão de parar esse trio, principalmente a nova criminosa de Gotham, mas o que fazer quando o disfarce da Mulher-Gato lhe for revelado e por trás da máscara se deparar com a mulher que tem atraído seu coração? 

“Mas a escuridão vai sempre existir, de um jeito ou de outro. A corrupção ainda prevalece... dos dois lados. A gente pode ajudar a dar um jeito nisso.”


Publicado pela editora Arqueiro, a edição está linda e muito caprichada em sua diagramação. 

Estava extremamente curiosa para saber o que Sarah J. Maas iria me proporcionar nesta leitura. Confesso que me surpreendi com os rumos destinados à trama, principalmente por não conhecer a história a fundo e não me identificar tanto com a Mulher-Gato, não sei dizer o porquê mas nunca curti muito os desenhos e filmes com ela. 

Porém, essa série Lendas da DC tem se mostrado audaciosa, perspicaz e me vi devorando os capítulos. É nítido o empoderamento feminino nas atitudes e causas que essas mulheres defendem e o plus, sem sombras de dúvidas foi o fato de mostrar o lado mais humano, falho e os sentimentos da Mulher-Gato, Hera Venenosa e Arlequina. 

Com cenas eletrizantes, repletos de aventuras, segredos de tirar o fôlego, Sarah conseguiu cumprir com maestria esse desafio e nos faz mergulhar pelas ruas de Gotham de maneira incrível que dificilmente o leitor conseguirá abandonar a leitura antes de seu término.





7 comentários via Blogger
comentários via Facebook

7 comentários

  1. Oi Camila.
    Uma das minhas colunistas leu Mulher-Maravilha. E gostou bastante.. Assim como você esses livros Lendas DC também acho audacioso. Querendo ou não conta de outra forma a histórias desses personagens tão emblemáticos.

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Sarah tem meu coração, acho a escrita da autora maravilhosa e por isso estou louca para conferir esse livro, mesmo não sendo chegada na mulher-gato, acho um crime não ler algo que a Sarah escreveu, ainda mais algo tão distante das suas séries de sucesso. Fico contente que gostou, espero gostar também.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Cami, tudo bem? Eu também morro de vontade de conhecer a escrita da autora porque só vejo bons comentários sobre ela. Fico feliz em saber que a narrativa também dá espaço para o empoderamento feminino, isso é importante demais, dica anotada!

    ResponderExcluir
  4. Me lembro da Mulher-Gato de um filme muito antigo do Batman que vi na tv, então fiquei curiosa para ver como a personagem vai estar nesse livro. Pela sua resenha, achei super interessante a obra trazer não só a mulher-gato, mas também outras personagens como a Arlequina.

    ResponderExcluir
  5. Oi Camila!
    Eu vi esse livro na livraria esses dias e fiquei curiosa pois a capa é muito bonita, agora você me presenteou com essa resenha fiquei muito entusiasmada sobre o enredo e vou anotar a dica aqui. Parabéns pela resenha, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  6. Esse livro deve estar formidável mesmo. Confesso que fiquei bem curioso para saber dessa história na íntegra que deve estar repleta de aventura!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi! Eu gosto bastante dessas releituras com super-herói ou com contos de fada, por exemplo. Eu acho que a versão atualizada e moderna, com elementos que conhecemos e que são familiares nas nossas leituras de hoje em dia, deixam tudo mais atrativo. Sem mencionar a Sarah, que é uma autora e tanto. Gosto de como o protagonismo é forte, porém natural e não forçado. Amei a dica!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir