Resenha: Mack Daddy - Penelope Ward - Editora Charme

Título: Mack Daddy 
Autora: Penelope Ward 
Editora: Charme
Ano: 2019
Páginas: 288
Onde Comprar: AMAZON 
Sinopse:

*Livro recebido em parceria com a editora.


Um romance sobre um pai solteiro e segundas chances.
Elas o chamavam de papai Mack. Não, sério, o nome dele era Mack, diminutivo de Mackenzie. O homem de todas as mulheres. Esse apelido era perfeito, não?
Na escola particular em que eu ensinava, Mack Morrison era exatamente isso: o único homem em um mar de mulheres.
Todo mundo queria aquele gostoso e solteiro pai de um lindo garotinho.
Eu me tornei uma pessoa que não reconhecia, ciumenta, porque elas não sabiam que, para mim, ele era muito mais do que isso.
Elas não sabiam sobre o passado.
Ele escolheu minha escola por causa do filho, já que tínhamos assuntos mal resolvidos.
Ainda estava muito atraída por ele. Tentei resistir, arriscando um relacionamento com outra pessoa, para proteger meu coração.
Sem contar que era contra as regras da escola se envolver com um pai de aluno. Mas ver Mack todos os dias estava me matando.
E talvez, em breve, eu quisesse quebrar todas essas regras.





Francesca é professora em uma escola para crianças e apesar de ter tido dificuldades em lidar com situações que a deixavam ansiosa em boa parte de sua vida, ela se tornou uma mulher dedicada, doce e bem romântica. O ano letivo estava recomeçando, mas devido um compromisso ela não participou da primeira reunião de pais e não fazia ideia que o novo aluno de sua classe seria o filho daquele homem que tanto mexeu com seu coração nos tempos da faculdade.

“Acho que você não entende muito bem como é realmente se conectar com alguém até acontecer. Pensa que o que vivenciou até certo ponto é tudo que existe. Então, alguém chega e chacoalha seu mundo, e você percebe que não sabia de merda nenhuma."

Mack sempre foi conhecido por seu jeito extrovertido, sua beleza. Filho de um político importante, nunca quis seguir os passos do pai na carreira e essa decisão sempre deixou a relação deles estremecida. Com a chegada de seu filho, tentou formar uma família com sua ex-namorada mas seu coração nunca lhe pertenceu e assim que teve oportunidade conseguiu matricular seu filho na mesma escola onde Francesca trabalha. 

Jonah é uma criança gentil, bondosa, mas sofre com episódios de ansiedade dificultando sua interação com os amigos e todos ao seu redor. Mack sabe que Frankie é a pessoa certa para ajudá-lo devido seu histórico, mas as intenções desse pai não são apenas em relação ao bem estar de Jonah e sim ter a oportunidade de resgatar a história de amizade e amor deles. Porém, anos se passaram, Frankie também seguiu sua vida e hoje mora com seu namorado. Com a presença constante de Mack os sentimentos que ora estavam adormecidos retornam com força total, mas o medo de dar uma nova chance para o homem que anos atrás foi embora e partiu seu coração pode impedir que eles fiquem juntos.

“Era a certa.
Nossa tempo juntos pareceu passar diante dos meus olhos, todas as nossas muitas conversas, desde os temas e pensamentos mais profundos até as estranhas e engraçadas.
Era ela.
Sempre foi ela.”


Mack Daddy é uma leitura extremamente agradável. O enredo leve, apesar da autora dar um tom um pouco mais dramático por abordar a ansiedade e o TOC deixa a leitura mais interessante, porém também iremos nos deparar com cenas e diálogos divertidos, principalmente quando Mack conversa sua vizinha, a sra. Migillicutty. 

No entanto, gostaria de ter visto um pouco mais da relação de Mack com Jonah, que acabou ficando em segundo plano, mas compreensível pois além da relação de pai e filho, temos Mack tentando reconquistar seu amor, resolvendo questões familiares importantes e o final torna-se surpreendente diante de algumas revelações. 

A narrativa é alternada entre Mack e Francesca. A química é inegável. Os dois se completam. Em alguns capítulos tomamos conhecimento do que rolou no passado entre eles. A forma como Penelope tece a trama é bem envolvente pois acabamos um capítulo e emendamos no outro de forma que não nos damos conta e terminei bem rápido essa leitura. 

Mack Daddy é um livro único. Traz à tona a importância dos relacionamentos, amorosos ou familiares, um olhar atento e gentil para as dificuldades que muitas crianças sofrem por causa da ansiedade e que certamente acarretará em suas relações futuras se não tiver acompanhamento. E claro, não poderia faltar o amor, a entrega, cumplicidade, uma dose de fofura e uma pitadinha de sensualidade que fazem toda a diferença na hora de embarcar em mais um romance da autora.






0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário