Resenha: Confissões de uma garota linda, popular e (secretamente) infeliz - Thalita Rebouças - Editora Arqueiro

Título: Confissões de uma garota linda, popular e (secretamente) infeliz (Confissões #3)
Autora: Thalita Rebouças
Editora: Arqueiro
Ano: 2019
Páginas: 256
Onde Comprar: AMAZON 
Sinopse:



Nesta sequência da série iniciada com Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática e seguida por Confissões de um garoto tímido, nerd e (ligeiramente) apaixonado, vamos agora conhecer a história de Valentina, a “vilã” da turma de Tetê e Davi.
Com uma complicada história familiar e muitos traumas, Valentina vai contar o seu lado e mostrar por que age como age.
Fofocas, intrigas, disse me disse e muito mais na nova aventura dessa turma de adolescentes que conquistou os fãs de Thalita Rebouças.



Valentina é o tipo de garota que as pessoas costumam invejar e rotular. O fato de ser loira, de olhos azuis e rica faz com que muitos não consigam olhar através das aparências, mas tudo que essa jovem gostaria é de um pouco de normalidade em seu ambiente familiar e escolar. 

Cursando o último ano do ensino médio, sua família começa a pressionar para que decida que curso quer seguir, só que Valentina apesar de amar moda e criar seus croquis, está longe de conseguir decidir e vive inventando cursinhos e workshops de todos os tipos para fazer tirando o foco dos estudos deixando sua família em pé de guerra. 

“É assustador você se olhar no espelho e se ver completamente fora do padrão. Eu, que para todo mundo era perfeita, me via como o retrato da imperfeição, disforme, feia, com cara de cavalo. Cara de cavalo num corpo desproporcional.”

Falando em família, Valentina mora com seus pais e sua avó. E ai mora o perigo, apesar de sua avó ama-la, a relação da casa não é a das mais harmoniosas e vira e mexe alguma discussão entre eles está acontecendo. Além dos constantes desentendimentos de sua mãe com sua avó, acaba respingando em Valentina que está sempre sendo podada por quem deveria lhe encher de carinho. 

Tudo isso acarreta em uma Valentina insegura de suas escolhas, pressionada a fazer inúmeras dietas, a se machucar e causar vômitos que muitas vezes não sabe expressar o porquê das atitudes, se para se encaixar aos padrões de sua mãe, para extravasar as piadinhas que nunca tem intuito de magoar de alguns colegas da escola. 

Além da válvula de escape que tem sido a terapia, Valentina resolve aceitar entrar no curso de teatro com sua amiga, para diminuir a tensão, a ansiedade e conhecer mais seu corpo, uma vez que exige entrega interpretar. A aula que começa despretensiosa vai fazendo parte do dia a dia dela e começa a fazer novos amigos, como Stella, uma jovem que sonha em ser atriz e que é de um círculo social completamente diferente do seu, porém, Valentina não se importa e a amizade cresce, tornando-as melhores amigas. Assim como decide dar oportunidades para novas paqueras e todo aquele ambiente se mostrará cada vez mais importante na vida da jovem que tenta se encontrar, se aceitar em meio a um mundo de incertezas.

“Ninguém pode imaginar o que se passa dentro de cada um.”


Thalita Rebouças resolveu abordar temas bem importantes dando um tom mais dramático a sua personagem. De um jeito delicado, a trama nos mostra os dilemas dos jovens e que muitas vezes essa pressão ocorre por falta de um olhar mais atento e carinhoso dentro de casa. 

Confesso, que tive muitas dificuldades em me identificar com Valentina. Se em diversas situações ela se mostra imatura, bobinha, mimada, sofrendo por coisinhas meio que nada a ver, por outro lado, segue tentando tornar-se uma pessoa melhor, não só consigo, mas com outros ao seu redor. 

Posso dizer que o meu favorito ainda é o segundo livro da série. Mas esse teve seus encantos, principalmente na parte gráfica do livro, está muito bonito e cheio de trocas de mensagens, diagramação que remete as anotações da personagem sobre moda. 

Um livro para o público adolescente. Certamente irão rir, se identificar com os dilemas, as incertezas, torcer para a personagem superar obstáculos. Porém, se o leitor estiver esperando algo intenso, profundo, poderá se decepcionar, mas mesmo assim é o tipo de história que remeterá há algumas reflexões sobre se amar e descobrir o quão belo nós somos, basta aprendermos a gostar mais do que vemos ao olharmos para o espelho.

DLL19 Outubro | Livro com capa rosa.



0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário