Resenha: Dança da Escuridão - Marcus Barcelos - Faro Editorial

Título: Dança da Escuridão 
Autor: Marcus Barcelos
Editora: Faro Editorial
Ano: 2018
Páginas: 256
Onde Comprar: AMAZON 
Sinopse:


Em Dança da Escuridão, a aguardada sequência de Horror na Colina de Darrington, Ben Simons desperta abruptamente e se vê amarrado a uma cadeira de metal, imerso no breu de um local desconhecido. A voz que grita é a de um homem misterioso e sem escrúpulos, que não poupará esforços para extrair de seu interior a obscura confirmação que tanto deseja... o mal presente na sua origem. Agora, para entender o que aquilo significa, o que o colocou na situação de alvo da seita, e tentar salvar todos que estão em perigo por sua causa, ele precisará remontar seus passos desde muito antes da fuga do sanatório ou do episódio na Colina de Darrington e confrontar os tentáculos da aterrorizante organização, que se mostram cada vez mais presentes em todos os lugares. QUANTO DO BOM MENINO AINDA RESTA? O QUANTO AGORA É ESCURIDÃO?





Após onze anos de solidão e constante vigilância dentro do sanatório, Ben vê a oportunidade de escapar daquele local fétido com a ajuda de Amanda e Andrew. 

Do lado de fora, Ben está longe de sua liberdade. O tempo é implacável, tudo está mudado, mas ele precisará de foco para lidar com cada lembrança sem sucumbir a temível força maligna presente em seu corpo após a seita que teve início anos atrás. A escuridão tenta a todo custo dominar e se alimentar através dos piores sentimentos e fraquezas de Ben. 

“As sombras me queriam e eu sabia que não podia ceder. Não podia desistir. Algo dentro de mim estava fora do lugar e me fazia querer ceder à escuridão, deliciar-me com o que ela proporcionava. O problema era quando a escuridão ia embora... O que restava à minha volta era apenas morte."

Numa corrida do bem contra o mal, Benny ainda lidará com revelações surpreendentes nessa tentativa de compreender o porquê de sua vida ter virado do avesso desde muito antes ocorreu com Carlinha e voltar a Colina de Darrington poderá ser crucial nessa batalha, salvando os poucos que ainda sobraram na vida. 

“A raiz de tudo de ruim que já me acontecera.
Uma casa arquitetada pelo mal, para o mal.
O lar de todos os meus medos.
O início...
O meio...
E o seu fim, a voz demoníaca sibilou em minha mente, complementando meus pensamentos sombrios.”


Dança da Escuridão traz o desfecho de todo horror e injustiça vivido por Ben desde que fora concebido. Em uma narrativa eletrizante entre passado e presente, Marcus Barcelos nos mostra o outro lado do ser humano da forma mais cruel e levanta questionamentos interessantes sobre como conduzimos nossas vidas, sobre até que ponto estamos dispostos a ir seja pelo desespero incessante na busca pelo poder, dinheiro, conforto. 

É impossível não simpatizar com Benny. Um personagem que muitas vezes se mostra controverso. Sua briga interna para não sucumbir é impactante, principalmente depois de ter que lidar com tantas revelações e não ter tempo para digeri-las. 

Além da guerra interior do personagem, os fatos e o porquê da escuridão habitar seu interior, tudo isso foi construído de forma genial e muito perspicaz, dentro de um projeto gráfico incrível, com direito a desenhos, matérias de jornais, trocas de e-mails, diários, dossiês. 

Não posso deixar de ressaltar a dedicação do autor em inserir de forma fluida sua ampla pesquisa, bem como uma gama de elementos, como os símbolos e cultos praticados, tudo de forma que o leitor se sente conectado o tempo todo com os cenários e os diálogos ao longo dos capítulos. 

Dança da Escuridão cumpre com maestria o prometido. Um convite a uma viagem ao obscuro, com um desfecho surpreendente para seus personagens e uma ótima dica para o leitor que gosta de misturar o terror, com muito suspense em uma narrativa de tirar o fôlego.

DLL19 Outubro | Um livro indicado por um amigo.

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário