Resenha: TWD: Dias Passados - Robert Kirkman & Tony Moore - Editora Panini Books

Título: TWD: Dias Passados - Volume 1
Autores: Robert Kirkman & Tony Moore
Editora: Panini Books
Ano: 2017
Páginas: 156
Onde Comprar: AMAZON 
Sinopse:

HQs #01 a #06 - Num hospital do interior dos Estados Unidos, o policial Rick Grimes acorda do estado de coma em que se encontrava. Estranhando o abandono do local, Grimes logo descobre que há uma legião de zumbis perambulando ao seu redor, atacando todos os seres humanos que vêem. De alguma forma misteriosa, os mortos voltaram à vida e, agora, o mundo se vê assolado por seres descerebrados, cujo único interesse parece ser a vontade de saciar uma fome animalesca por carne humana.
Em uma questão de meses a sociedade desmoronou, sem governo, sem mercado, sem serviço de correio, sem tevê a cabo. Em um mundo governado pelos mortos, estamos sendo forçados a finalmente começar a viver.






Rick Grimmes, o xerife da cidade, foi baleado em uma ação e ficou em coma no hospital. Quando acordou, a cidade já estava devastada com a invasão dos zumbis. Enquanto enfrenta o caos e medir a proporção do que gerou tamanha devastação, Rick encontra a ajuda de Morgan e seu filho dando-lhe uma ponta de esperança na busca de sua família. 

Assim, Rick começa a sua saga em busca de sua esposa, Lori e seu filho, Carl rumo à Atlanta, mas no caminho terá que ficar atento para não ser pego pelos zumbis famintos. A cidade se mostra ainda mais assustadora. Uma horda o encurrala e a ajuda de Glenn para se livrar dos zumbis era tudo o que ele precisava, ainda mais que no acampamento onde estão localizados, Rick conseguirá reencontrar sua família e seu grande amigo e companheiro na polícia, Shane. 

Não demora muito que Rick se torne uma importante peça dentro do acampamento. Seu instinto lhe diz que o local não é tão seguro e tenta convencer o pessoal a se mudarem antes que o pior aconteça e Shane que se ressente por ter Rick novamente junto de Lori e Carl, não vê com bons olhos ter sua liderança apagada, surgindo confrontos e um novo ataque muda toda a dinâmica do local, devastando algumas famílias. 

“As coisas nunca mais serão as mesmas. Nunca vai ser normal de novo... Olha só pra gente.”


Depois que me apaixonei pela série de TV, fui buscar a fonte de inspiração em que a mesma foi baseada. Nesse volume temos a junção das seis primeiras HQs. Os desenhos são todos em preto e branco, os traços de Kirkman e Moore foram muito bem explorados e até onde não há diálogo é possível entender o que está acontecendo com os personagens. 

Por ser uma série baseada nas HQs, sabia que me surpreenderia com algumas coisas que não fazem parte da trama real, o ritmo a cada página é bem intenso, ágil, a história não é focada em mostrar as causas que levaram ao apocalipse zumbi e sim mostrar a luta pela sobrevivência dessa população em meio aos perigos daqueles que foram transformados ou não, afinal com a escassez, vão surgindo outros perigos que iremos ver nos próximos volumes. 

O leitor ao final da edição poderá contemplar as capas originais e coloridas dos seis volumes.



3 comentários via Blogger
comentários via Facebook

3 comentários