Resenha: Sulwe - Lupita Nyong’o - Editora Rocco

Título: Sulwe
Autora: Lupita Nyong’o
Editora: Rocco | Selo: Rocco Pequenos Leitores
Ano: 2019
Páginas: 48
Onde Comprar: AMAZON 
Sinopse:


Sulwe significa estrela, daquelas que aparecem no céu da meia-noite. E quem não gostaria de ter um nome desses e de brilhar feito astro celeste? Mas o que Sulwe queria mesmo era se parecer com outro astro: o sol, radiante feito a luz do meio-dia. O que nossa pequena menina não imagina é que vai embarcar numa incrível viagem pelo espaço, onde todos têm a chance de irradiar sua beleza e seu brilho. Esse é o primeiro livro da consagrada atriz e produtora de cinema Lupita Nyong’o.





Escrito pela atriz e produtora de cinema, Lupita Nyong’o, vamos conhecer Sulwe, uma garotinha que começa a sentir os efeitos da diferença de tratamento, em relação as outras crianças e sua irmã Mich, pelo simples fato de ser negra. Ainda que poucos colegas na escola tivessem a sua cor de pele, ficava nítida a preferência dos amigos por pessoas da mesma cor e como se não bastasse, os apelidos bonitos que ressaltavam as qualidades de sua irmã, em nada se comparava com os quais ela recebia.
“A real beleza vem da sua mente e do seu coração. Começa pela forma como você vê a sai mesma, não como os outros veem você.”
Com o constante tratamento, Sulwe passou a se afastar dos amigos e a tomar medidas para mudar sua cor: passando a esponja com força no braço, comendo alimentos claros e brilhantes, a desejar que fosse bonita e até rezar para que Deus mudasse sua cor. 

Até que em uma noite, Sulwe recebe uma visita muito especial que a fará entender que todos são bonitos e que a verdadeira beleza está na mente e no coração.
“Ela não se esconderia mais. O mundo era seu lugar! Escura e bela, forte e cheia de brilho.”

Que história linda, necessária e para todas as idades. A autora com muita sensibilidade e delicadeza aborda a importância de se aceitar independentemente da cor e fala com propriedade sobre a sua experiência na infância, no seu amadurecimento sobre amar sua beleza e conseguir enxerga-la apenas na fase adulta. E mesmo que essa manifestação demore a acontecer, a autora ainda ressalta que jamais devemos esquecer o quão importante é sermos belos por dentro, mas gentis e bondosos em nossas ações e que facilmente nossa beleza resplandecerá. 

A edição ainda conta com as ilustrações de Vashti Harrison, que é um verdadeiro deleite para a imaginação, carregado de muita ternura, transformando uma trama curtinha, poderosa em suas lições. Tem como não amar?!   


0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário