| Resenha | Invisível - Tarryn Fisher - Faro Editorial

Título: Invisível 
Autora: Tarryn Fisher 
Editora: Faro Editorial 
Ano: 2020
Páginas: 256
Onde Comprar: AMAZON 
Sinopse:

*Livro recebido em parceria com a editora.

Margô mora em uma casa caindo aos pedaços, num bairro abandonado, com sua mãe que a ignora há dois anos. Ela se sente invisível, até que a amizade com Judah, seu vizinho cadeirante, muda suas perspectivas e a desperta. Quando uma criança de sete anos desaparece em seu bairro, Margô resolve investigar o caso com a ajuda de Judah e o que ela descobre a transforma por completo.
Agora, determinada a encontrar o mal, caçar todos os molestadores de crianças, torna-se a razão de sua vida. Com o risco de perder tudo, inclusive sua própria alma, Margô embarca num caminho sem volta... E o que isso diz a ela sobre si mesma? Por que decidiu fazer justiça? O que a tornou tão invisível?




Margô viu a rotina de sua casa mudar quando sua mãe passou a sucumbir aos fracassos da vida, mergulhando nos seus próprios demônios. Há algum tempo a comunicação de mãe e filha já não existe. A mãe tornou-se uma prostituta, viciada em remédios e tem pânico de sair de casa, ficando a cargo de Margô se cuidar, estudar e não atrapalhar na rotina noturna da casa que devora, que rouba sonhos, uma espécie de herança obscura deixada por sua avó, a mulher que tentou afogar sua mãe. 

Margô vive em um bairro pobre e a rua que mora é vista como um antro de perdição, com prostitutas, viciados. Mas ela não deseja ter o mesmo destino de sua mãe e por isso mantem sua rotina de estudos, assim como, tentando entender a vida quando deveria apenas ser uma adolescente amada por sua mãe, a completa desconhecida.
“A tristeza é um sentimento em que você pode confiar. É mais forte do que todos os outros. Ela faz com que a felicidade pareça instável e indigna de confiança. Ela permeia tudo, dura mais e substitui os bons sentimentos com uma facilidade tão eloquente que você nem sente a mudança, até que, de repente, você está enrolado em suas correntes.” 
Os anos vão passando e agora ela tem idade suficiente para arrumar um emprego, mesmo que ainda seja no brechó e pagando bem pouco, desistir dos seus sonhos de deixar a cidade não está nos seus planos. E com a amizade de Judah, um rapaz cadeirante que mora próximo de sua casa, que esse desejo ganha força. Margô tem sérios problemas com sua autoestima por ser acima do peso, mas Judah não a vê dessa forma e fará de um tudo para que ela aceite sua beleza. 

Tudo parecia dentro da normalidade naquela cidade, até que o desaparecimento de Nevaeh, uma garotinha que Margô adorava, acende algo dentro de si e ela experimenta a sede de justiça com as próprias e adora essa sensação, fazendo com que a cada novo episódio ela se afaste de quem um dia já foi. Ainda poderia ter algum traço da Margô antiga em sua vida? Haveria forma de voltar?
“As pessoas fazem coisas ruins no escuro, sob o olhar vazio da lua. Ela está sorrindo para mim agora, orgulhosa do meu pecado. Eu não tenho orgulho. Eu não sou nada. Olho por olho, digo para mim mesma. Surra por surra.”


Sempre que tem um livro novo da Tarryn já me preparo para lidar com personalidades complexas e aqui não foi diferente. 

Sinto que tive dois momentos nessa leitura. A primeira fase onde Margô é uma vítima dos abusos de uma mãe completamente insana, sucumbindo os seus fracassos, aqui é impossível não torcer para que essa adolescente consiga ser uma versão melhor desse destino e ter uma vida feliz. Já na segunda fase da leitura, demorei a entender o que Margô se tornou. Esse desejo desenfreado de perseguição, de fazer justiça com as próprias mãos, sem que a mesma tivesse que pagar por seus erros, fez com que me sentisse em cima do muro sobre tantos sentimentos e tudo isso se deve ao fato da Tarryn conseguir de forma surreal nos tirar da zona de conforto e mexer com nossas convicções, porque se tem uma coisa que você irá fazer enquanto estiver lendo esse livro, será questionar todas as atitudes tomadas pela personagem. 

Mais uma vez a Faro Editorial fez um belo trabalho em sua edição. A capa é linda e já nos dá a sensação de profundidade e obscuridade da história e os detalhes internos estão impecáveis. 

Invisível é uma leitura para ser absorvida com calma e cheia de reflexões. Cada leitor sem dúvidas irá absorver o enredo de uma forma, mas tenha certeza que é uma trama que impacta, nos tira da zona de conforto e vai muito além de uma personagem em busca de imprimir a dor em sua jornada pela justiça. Tarryn mais uma vez nos traz o imperfeito, o lado deplorável dos sentimentos e as consequências que infelizmente ajudam a moldar diferentes personalidades. Ao final da leitura, a autora nos explica um pouco sobre o que levou a se inspirar ao escrever esse livro, foi bem interessante e me ajudou muito olhar para a personagem com um olhar mais ameno. Há também um crossover que deixará muitos leitores eufóricos e se você já leu os livros anteriores da Tarryn irá ficar no mínimo impactado por quem ressurge nessa trama.


8 comentários via Blogger
comentários via Facebook

8 comentários

  1. Oi, Cami

    Eu tenho um livro da autora aqui, mas não li. Vou te falar que tenho curiosidade muito mais pelo fato dela ser melhor amiga da Colleen Hoover do que pelas histórias propriamente ditas. Hahahhaha
    Mas achei bem interessante esses dois momentos tão distintos da personagem e fiquei curiosa sobre qual foi a real motivação dessa sede de justiça.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha
      Tarryn é ou ama ou odeia. Mas ela tem um lado que me atrai muito Tami, com esses personagens complexos, o problema é que em algumas situações ela meio que perde a mão, mas mesmo assim, todos que li me prenderam bastante a leitura.
      Beijos!

      Excluir
  2. Oie,
    Não conhecia o livro e adorei sua resenha. Há um tempo não leio livros com esses temas. Pareceu uma história boa e um tanto pesada também.
    Achei a capa muito bem trabalhada e muito bonita.
    Beeijo!!

    Grazy Carneiro
    Meus Antídotos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Grazy,
      A autora gosta mesmo de temas impactantes e que nos tira da zona de conforto. É ideal para quem curte ver uma abordagem do outro lado do ser humano.
      Obrigada pela visita!
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi Camila, eu ainda não conhecia esse livro e adorei sua resenha parabéns. Realmente capa linda e parabéns pela linda fotografia que tirou do livro.

    Bjs
    Instagram: @luiza_ep
    Blog:https://eternamente-princesa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma leitura muito intensa e que vale a pena conhecer.
      Beijos!

      Excluir
  4. Naaaaoooooo Como assim aparece nesse livro? kkkkk eu quero saber quemm
    Caramba, eu já quero ler e essa resenha maravilhosa de tirar o folego!! Socorrro Hahaha
    Meu Deus, essa é a primeira resenha que leio desse livro e tô mega ansiosa para ler, me surpreendi muito com o enredo. Tô chocada e emocionada por essa garota. Tem muitas cosias que quero saber, aff só estou ainda mais curiosa agora kkkk
    Arrasou na resenha!
    Beijoss ^-^
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha
      Acho que você vai gostar, prepare seu coração porque tem fortes e impactantes revelações.
      Beijos!

      Excluir