| Resenha | Verity - Colleen Hoover - Editora Galera Record

Título: Verity
Autora: Colleen Hoover 
Editora: Galera Record
Ano: 2020
Páginas: 320
Onde Comprar: AMAZON 
Sinopse:


O amor é capaz de superar a pior das verdades?
Verity Crawford é a autora best-seller por trás de uma série de sucesso. Ela está no auge de sua carreira, aclamada pela crítica e pelo público, no entanto, um súbito e terrível acidente acaba interrompendo suas atividades, deixando-a sem condições de concluir a história... E é nessa complexa circunstância que surge Lowen Ashleigh, uma escritora à beira da falência convidada a escrever, sob um pseudônimo, os três livros restantes da já consolidada série.
Para que consiga entender melhor o processo criativo de Verity com relação aos livros publicados e, ainda, tentar descobrir seus possíveis planos para os próximos, Lowen decide passar alguns dias na casa dos Crawford, imersa no caótico escritório de Verity – e, lá, encontra uma espécie de autobiografia onde a escritora narra os fatos acontecidos desde o dia em que conhece Jeremy, seu marido, até os instantes imediatamente anteriores a seu acidente – incluindo sua perspectiva sobre as tragédias ocorridas às filhas do casal.
Quanto mais o tempo passa, mais Lowen se percebe envolvida em uma confusa rede de mentiras e segredos, e, lentamente, adquire sua própria posição no jogo psicológico que rodeia aquela casa. Emocional e fisicamente atraída por Jeremy, ela precisa decidir: expor uma versão que nem ele conhece sobre a própria esposa ou manter o sigilo dos escritos de Verity?





"O que você vai ler às vezes terá um gosto tão ruim que terá vontade de cuspir. Mas vai engolir essas palavras a ponto de elas fazerem parte de você, de suas vísceras, a ponto de elas te machucarem."
Lowen Ashleigh é uma escritora, mas com os rendimentos do seu livro cada vez mais baixos, está difícil de se manter e para piorar com o falecimento de sua mãe, está imersa em dívidas e ainda precisa pagar o aluguel para não ser despejada. 

Mas essa maré de azar está prestes a mudar, quando Lowen recebe o convite para trabalhar como co-autora da série de sucesso da escritora best-seller Verity Crawford, que sofreu um grave acidente, ela se apavora com o desafio, mas acaba aceitando. 

Jeremy, marido de Verity, a convida para ir ao escritório da autora que fica na casa deles, assim ela poderá mergulhar na mente dela e ler suas anotações, uma espécie de laboratório para seguir com os livros. Mas o que Lowen não contaria é que nessa estadia, ela encontraria em meio aos papéis, a autobiografia de Verity, onde ela esmiúça cada detalhe de sua vida desde o dia que encontrou Jeremy pela primeira vez até o fatídico dia de seu acidente. 

A cada capítulo que Lowen lê, mais chocada fica com as revelações feitas por Verity. Ela sabe que tem uma bomba-relógio em mãos e precisará decidir se conta tudo o que descobriu ou guarda para si.

"— Algumas famílias têm a sorte de não viver nenhuma tragédia. Mas, para outras, é como se tivesse uma tragédia aguardando a cada esquina. Tudo que pode dar errado dá. E depois fica ainda pior."


Impactada estou com esse livro da Colleen. Confesso que as minhas últimas leituras da autora não tinham sido muito boas, mas quando vi algumas indicações e por ser um thiller resolvi passar na frente. E não me decepcionei. 

Visceral, inquietante, mexe com nosso imaginário, são só algumas sensações que o leitor irá sentir ao se deparar com o enredo. A cada fragmento que a autora vai soltando na autobiografia me deixou em suspense e não consegui largar a leitura enquanto não descobrisse todos os mistérios que precisariam ser revelados. E o melhor, quando você pensa que sabe tudo, vem o epílogo e te joga em um mar de dúvidas, te fazendo questionar os personagens. 

A narrativa é realizada por Lowen, os capítulos são bem construídos e alternados entre os acontecimentos do presente e a autobiografia, tudo isso criando ainda mais expectativas e suspense do que virá a seguir. Fui criando várias teorias ao longo da leitura, algumas consegui adivinhar, mas aquele final foi bem inesperado. E por todo o contexto criado, sem dúvidas Verity entre para os meus favoritos da autora.


0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário