| Resenha | Amor(es) Verdadeiro(s) - Taylor Jenkins Reid - Editora Paralela

Título: Amor(es) Verdadeiro(s)
Autora: Taylor Jenkins Reid
Editora: Paralela
Ano: 2020
Páginas: 353
Nota: 5🌟+💖
Onde Comprar: AMAZON
Sinopse:


Emma Blair casou com seu namorado do colegial, Jesse, quando tinha vinte anos. Juntos, eles construíram uma vida diferente das expectativas de seus pais e das pessoas de sua cidade natal, Massachusetts. Sem perder nenhuma oportunidade de viver novas aventuras, eles viajam o mundo todo, curtindo a vida ao máximo.
Mas, em vez do tradicional "e viveram felizes para sempre", uma tragédia separa os dois, no dia do seu aniversário de um ano de casamento. O helicóptero com o qual Jesse sobrevoava o Pacífico desaparece e, simples assim, o amor da vida de Emma se vai para sempre.
Emma volta para sua cidade natal em uma tentativa de reconstruir a vida e, depois de anos de luto, reencontra um velho amigo, Sam, que lhe mostra ser, sim, possível se apaixonar novamente. E quando os dois ficam noivos? Emma sente que a vida lhe deu uma segunda chance de ser feliz.
Pelo menos é o que parece — até que Jesse é encontrado. Ele está vivo e tentou voltar para casa, para Emma, todos esses anos que passou desaparecido. Agora, com um marido e um noivo, Emma precisa descobrir quem ela é e o que quer, enquanto tenta proteger todos que ama
Emma sabe que precisa escutar seu coração, ela só não tem certeza se sabe o que ele está querendo dizer.






“Não acho que um amor verdadeiro precise ser o único. Acho que amor verdadeiro significa amar de coração. Amor puro e simples. Amor por inteiro.”
A história gira em torno de Emma Blair que se apaixonou por Jesse Lerner ainda no colegial e depois de alguns anos vivendo grandes aventuras ao seu lado viajando pelo mundo a fora, decidiram se casar, mas ao completar um ano de casados, o helicóptero onde Jesse estava indo cobrir um trabalho cai no Pacífico e ele é dado como morto. 

Emma não quer perder as esperanças, mas se desespera a cada dia que passa, pois as chances diminuem. Ela decide que não quer mais viver na Califórnia e que voltar para sua cidade natal e ficar ao lado de sua família pode lhe ajudar a enfrentar o luto. Dia após dia, Emma vai criando forças para se reerguer. Quando sua irmã, decide se afastar da livraria de seus pais para cuidar de suas filhas, Emma aproveita a oportunidade para ocupar seu tempo. Logo, ela toma gosto de cuidar dos negócios e não demora a reencontrar uma pessoa muito especial, Sam Kemper. 

Sam e Emma se conheceram quando ele trabalhou na livraria de seus pais ainda no colegial, mas como Emma era apaixonada por Jesse, ele nunca a deixou perceber o quanto gostava dela. Agora, ambos estão curando suas feridas e vão passar um tempo desfrutando da companhia um do outro. 

Sam tem paciência, sabe que Emma está sofrendo, mas a cada dia se esmera para mostrar que juntos podem encontrar a felicidade. Emma aos poucos vai entendendo que o amor de Jesse sempre estará em seu coração, mas que a vida está lhe dando uma nova oportunidade de seguir em frente ao lado de Sam. 

Anos mais tarde quando sua vida já está de volta aos trilhos, Emma e Sam estão noivos, fazendo planos para o casamento. Até que Emma recebe uma ligação e se dá conta de que aquela voz do outro lado da linha jamais seria esquecida e seu mundo vira completamente de cabeça para baixo com a notícia de que Jesse está vivo e voltando para casa. 

De um lado está o amor de toda a sua vida e com quem jurou passar a eternidade e de outro, aquele homem que ajudou a curar suas feridas, aprendeu a amar e encontrar novamente um sentido para viver. Não saber o que fazer lhe tira do prumo, Emma sabe que precisa tomar uma decisão, mesmo que no meio desse caminho alguém além dela seja ferido. 

“As coisas boas não esperam até a gente estar pronto. Às vezes chegam antes, quando estamos quase lá.”


Esse é um tipo de história que nos faz ver como somos falhos, como nossas decisões pode acarretar em inúmeras consequências e sofrimento para outras pessoas, e é por isso que as histórias da Taylor me conquista cada vez mais pois é preciso refletir, compreender atitudes que muitas vezes não temos clareza para discernir e por seus personagens tão reais. 

Apesar de termos assuntos interessantes e abordados de forma bem emocionante como o luto, a narrativa é envolvente do início ao fim. Confesso que fiquei com um baita receio pois a triangulação de um romance existe e as atitudes da Emma em diversos partes é questionável, mas como foi conduzido para seus momentos finais conseguiu me convencer e até observar amadurecimento dela. 

A autora também desenvolve outro tema importante, o Estresse Pós Traumático. Imagino o quanto seja difícil para pessoas que precisam lidar com ele e senti grande empatia por Jesse. 

Sam me conquistou desde o início. Suas ações, seu jeito compreensivo conquista, mostrando-se um mocinho daqueles que temos vontade de guardar em um pontinho. E morri de pena de vê-lo sofrer. 

Eu não pretendia em fazer uma resenha grande, mas tem livros que falamos tanto e mesmo assim parece que não é o suficiente. Por isso, se você ama enredos com personagens reais, tramas que abordem luto, recomeços e diálogos cheios de emoção e sensibilidade, esse romance é para você. Tenho certeza de que sentirá uma verdadeira montanha russa de sentimentos a cada capítulo.




0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário